cursinhos

Guia completo sobre Carlos Drummond de Andrade

Publicado em quinta-feira, abril 25, 2019 ·

Para prestar vestibular é necessário muito estudo. Para quem presta para Medicina a exigência é ainda maior. Se você está nesta fase, sabe que precisa ter muita disciplina e entrega. Para esta fase da vida, os cursinhos são uma grande ajuda.

E foi-se o tempo que só podia fazer um preparatório quem tinha tempo livre e dinheiro para pagar. Atualmente, há muitas opções de cursinho pré-vestibular medicina, por exemplo, para quem quer ter liberdade para fazer a própria grade horária.

Se você está se preparando para a maratona de provas do fim de ano, sabe que questões sobre arte têm sido cada vez mais comuns. Carlos Drummond de Andrade, um dos poetas mais importantes do Brasil e um dos mais influentes do século XX, é o assunto deste post.

Biografia

Carlos Drummond de Andrade nasceu em Itabira, Minas Gerais, em 31 de outubro de 1902. Era o nono filho dos proprietários rurais Carlos de Paula Andrade e Julieta Augusta Drummond de Andrade.

Aos 8 anos, mudou-se para Belo Horizonte para fazer o curso primário. Acometido por uma doença, voltou para Itabira. Já um pouco maior, em 1918, tornou-se aluno do internato Colégio Anchieta, em Nova Friburgo, no estado do Rio de Janeiro. Mas, um ano depois, foi expulso por “insubordinação mental”.

Mudança para Belo Horizonte

Novamente, teve abrigo na casa dos pais, em Itabira. Junto deles, mudou-se para Belo Horizonte em 1920. Na capital, começou a trabalhar na imprensa e passou a ter contato com alguns escritores modernistas.

Em BH, formou-se em Farmácia e casou com Dolores Dutra de Morais, única companheira que teve.

Modernismo

Embora tenha produzido alguns poemas logo que o Modernismo Brasileiro surgiu, a produção de Drummond é vinculada à segunda geração deste movimento que vai do ano 1930 a idos de 1945.

Para recordar…

1ª Geração modernista (1922- 1930)

Os primeiros modernistas queriam revolucionar a arte brasileira rompendo com o padrão estético dos parnasianos. Os primeiros modernistas tentaram usar uma linguagem mais coloquial e informal nas produções.

Também se interessavam em pensar a identidade brasileira e, por isso, acabaram se debruçando sobre temas como o folclore, a música popular e a própria língua.

2ª Geração (1930- 1945)

Os ideais modernistas já estavam consolidados na produção literária. Os poetas e escritores da 2ª geração passaram a se preocupar com questões mais ligadas à política e economia brasileira e mundial.

Era o período de intensos conflitos armados, como a Guerra Espanhola e a 2ª Guerra Mundial. O desenvolvimento de armas e bombas, como a atômica, eram motivo de grande medo e preocupação.

Por isso, questões existenciais como a morte, a solidão, o envelhecimento eram muito comuns na poética desta geração.

Estética

Drummond ficou famoso pelos versos livres, aqueles em que não se tem uma métrica rígida, nem preocupações com a rima. O poeta mineiro soube como poucos manipular a língua portuguesa a ponto de criar poemas simples, mas, ao mesmo tempo, extremamente sofisticados.

Em um primeiro momento, é mais irônico e trata os assuntos com mais distanciamento e humor. Já em um segundo momento, mais reflexivo, fica mais sério, preocupado com as questões do mundo.

Temáticas

Drummond escreveu sobre os mais diversos assuntos. Desde Itabira, sua terra natal, até partes do corpo humano, como o bumbum. Tratou de questões mais cotidianas e triviais, como a vida corrida nas grandes cidades, mas também falou sobre a saudade, sobre a dor da guerra, sobre as desigualdades sociais do Brasil.

Produção Literária

Drummond é sempre lembrado por suas poesias, mas, além delas, ele também escreveu contos, ensaios e crônicas. Algumas de suas principais produções de poesia são:

Alguma Poesia

Livro de estreia de Drummond, foi lançado em 1930. A poesia de abertura é seu famoso Poema das setes faces:

Quando nasci, um anjo torto

desses que vivem na sombra

disse: Vai, Carlos! ser gauche na vida.

Sentimento do Mundo

Terceiro livro de poesias de Drummond, esta obra foi lançada em 1940. O poeta está menos introspectivo e mais ligado à situação do mundo; suas aflições remetem ao pessimismo pela Guerra Mundial e a esperança de paz.

Sentimento do mundo, Confidência do Itabirano e Mãos dadas são 3 dos poemas mais famosos deste livro.

José

Quarto livro de poesias, foi lançado em 1942. Um de seus poemas mais famosos está nesse livro:

E agora, José?

A festa acabou,

A luz apagou,

O povo sumiu

a noite esfriou

e agora, José?

A rosa do povo

Lançado em 1945, é um dos livros mais importantes da literatura brasileira. Drummond escreveu esta obra mais uma vez impactado pela 2ª Guerra Mundial e pela bomba atômica lançada sobre Hiroshima. No entanto, tentava enxergar uma esperança de paz, esperança que era frágil como a rosa que rompia o asfalto.

 

Conteúdo Gear SEO

 

Comentários

Tags : , ,

REDES SOCIAIS














INSTAGRAM @focandoanoticia


Focando a Notícia - CNPJ: 11.289.729/0001-46
Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio
jornalismo@focandoanoticia.com.br
(83) 99301.2627