Grupo de Rosilene quer impugnação da chapa de Coriolano na FPF

Publicado em quarta-feira, novembro 26, 2014 ·

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

O que poderia ser um sinal de força para a chapa encabeçada por Coriolano Coutinho (irmão do governador Ricardo Coutinho) e Ariano Wanderley (ex-diretor de Botafogo-PB e membro da Junta Administrativa da FPF), que apresentou 36 entidades subscrevendo a candidatura, pode se transformar numa grande dor de cabeça.

Isso porque a chapa “Compromisso com o Futebol”, do ex-vereador pessoense Amadeu Rodrigues, apoiado pela ex-presidente Rosilene Gomes, promete entrar com uma representação na Federação Paraibana de Futebol impugnando o registro da candidatura de “Cori”, com base no parágrafo 4º do Artigo 22 do Estatuto da entidade.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

De acordo com o advogado Hilton Souto Maior, o pedido de registro de Coriolano “está cheio de irregularidades”.

Das 36 entidades que assinaram a chapa de Coriolano (foto), oito delas já fazem parte da lista apresentada por João Máximo, cuja chapa foi a primeira a se inscrever.

E conforme a interpretação do advogado, isso inviabilizaria definitivamente a candidatura do irmão do governador da Paraíba.

– O artigo 22 é muito claro quando diz que o registro de qualquer candidatura será nulo se um clube já tiver assinado outra petição, de outra chapa. Foi o que aconteceu – disse Hilton Souto Maior.

As entidades que subscreveram a candidatura de João Máximo e depois também apareceram na relação de Coriolano são as seguintes: Inter de Teixeira, Leonel, Kashima, Avaí, Boavista, Liga Desportiva de Santa Rita, Liga Sapeense de Futebol e Liga Desportiva de Mamanguape.

Fonte: Da Redação com JPonline

Comentários

Tags :

REDES SOCIAIS
















INSTAGRAM @focandoanoticia


Focando a Notícia - CNPJ: 11.289.729/0001-46
Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio
jornalismo@focandoanoticia.com.br
(83) 99301.2627