Greve dos servidores do IFPB completa mais de 40 dias com conquistas para a categoria

Publicado em sexta-feira, setembro 16, 2011 ·

ifpbDepois de várias assembleias e negociações, os servidores do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Paraíba (IFPB) continuam em greve até o firmamento de um acordo que contemple a categoria. Até lá, o Sindicato dos Trabalhadores Federais da Educação Básica, Profissional e Tecnológica da Paraíba (Sintef PB) já tem agendada uma assembleia para esta segunda, dia 19, a partir das 9h, no IFPB, em João Pessoa, para rediscutir os encaminhamentos e o possível término da greve que já se prolonga por mais de 40 dias.

A greve que começou no dia 1º agosto, em João Pessoa, foi deliberada seguindo a orientação da 101ª Plena do Sindicato Nacional dos Servidores Federais da Educação Básica, Profissional e Tecnológica (SINASFE) que exigia, entre outras coisas, a progressão salarial dos docentes novatos que estão funcionalmente enquadrados em desacordo com suas titulações. Logo as demais unidades do IFPB (Cabedelo, Campina Grande, Cajazeiras, Patos, Picuí, Princesa Isabel, Monteiro e Souza) também paralisaram suas atividades como forma de pressionar a agilidade nas negociações iniciadas em agosto de 2010.

De acordo com Arilde Franco Alves, coordenador geral do Sintef PB, alguns compromissos iniciais já foram conquistados. “O mais importante deles, podemos dizer assim, é a vontade de dialogar. E, como resultado disso, a criação de seis Comissões Temáticas, das quais algumas conseguimos firmar um entendimento.” Falta agora o fechamento desse acordo que deverá acontecer nesta sexta-feira, dia 16, em reunião com o Reitor do IFPB, João Batista de Oliveira Silva. A intenção é que os pontos acordados sejam homologados pelo Conselho Superior ainda este mês.

Na pauta Nacional, os avanços foram mais tênues em função da intransigência do Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão, constata Alves. “Não foi pior porque o Conselho dos Reitores dos Institutos Federais (CONIF) e o próprio Ministério da Educação(MEC) fizeram a interlocução”, relata o coordenador geral do Sintef PB. Portanto, o que aconteceu até agora foi aquela mesma proposta acordada pelos professores do ensino superior de 4% para março de 2012, mais o compromisso de alguns Grupos Temáticos sobre a carreira dos técnicos administrativos, dos docentes e dos professores, dos coronéis militares, que são do Ministério da Defesa. E ainda a manutenção da mesa de negociação até a data.

A questão considerada polêmica é a extensão de algum percentual de igual proporção para os Técnicos Administrativos. Os negociadores nacionais dos servidores ainda discutem a situação pois segundo a coordenação do SINASEFE, como é um sindicato único que abrange os dois segmentos (docentes e técnicos administrativos), fica em desacordo assinar propostas diferentes, que não contemple todos os dois segmentos. É uma questão de ética e política do movimento, afirma Franco.

A greve foi avaliada como positiva pois discutiu assuntos importantes para o desenvolvimento da instituição. Segundo o coordenador do Sinasef PB, em Picuí, Adriano Melo, a adesão total ao movimento mostrou a coesão das unidades. O lado negativo é que sempre gera transtornos, principalmente para os alunos. Porém, alguns serviços, julgados essenciais, como RH, protocolo, e outros administrativos estratégicos da Instituição(como licitações, compras, pagamentos de fornecedores, etc.) não pararam totalmente, muitos dos quais fizeram um sistema de rodízio de atendimento.

Para o coordenador do Sinasef PB, a expectativa é a de que na Assembléia em João Pessoa, marcada para a próxima segunda-feira, dia 19, sejam apresentados avanços significativos tirados da reunião desta sexta, dia 16, com o Reitor do Instituto. Pois, novamente se estará pautando uma avaliação dos rumos do movimento no IFPB – campus JP, que de certo modo serve de balizador aos demais, por ser o maior, conclui o coordenador Alves.

Fabiana Veloso para o Focando a Notícia

Comentários

Tags :

REDES SOCIAIS











ARTICULISTAS
Ramalho Leite
Karlos Thotta
Padre Bosco





INSTAGRAM @focandoanoticia


Focando a Notícia - CNPJ: 11.289.729/0001-46
Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio
jornalismo@focandoanoticia.com.br
(83) 99301.2627