Governo da PB reduz número de prestadores e comissionados e folha cai em mais de R$ 21,6 mi

Publicado em quarta-feira, Maio 11, 2011 ·

Em apenas um ano o ex-governador José Maranhão (PMDB) havia elevado a folha em R$ 22,5 milhões.


calculadora2_20101011_084635Os dois primeiros meses de governo de Ricardo Coutinho (PSB) foram marcados pela redução no número de prestadores de serviços e funcionários comissionados que resultaram numa economia de mais de R$ 21,6 milhões (R$ 21.616.630,35 milhões) na folha de pagamento do Executivo Estadual. Enquanto em dezembro de 2010 o governo gastava R$ 218.150.071,04 milhões com o pagamento de servidores, em fevereiro de 2011 a despesa total foi de R$ 196.533.021,47 milhões.
A redução no valor da folha de pagamento nos dois primeiros meses de mandato de Ricardo Coutinho foi quase igual ao aumento ocorrido no ano de 2010. Em apenas um ano o ex-governador José Maranhão (PMDB) havia elevado a folha em R$ 22,5 milhões.
Ao todo, em janeiro e fevereiro, houve uma redução de 1.496 cargos comissionados, 15.861 prestadores de serviços, 494 efetivos comissionados e 592 servidores que estavam incluídos no item “outros” do Sistema de Acompanhamento da Gestão dos Recursos da Sociedade (Sagres), do Tribunal de Contas do Estado (TCE).
Conforme os dados, em dezembro do ano passado havia 117.770 funcionários para uma folha de pagamento de R$ 218.150.071,04 milhões. Em fevereiro esse número é era de 100.039 servidores para uma folha de R$ 196.593.021,47 milhões.
Eram ao todo em dezembro, 44.858 efetivos ativos, 2.308 efetivos comissionados, 4.476 comissionados, 22.665 efetivos inativos, 10.596 pensionistas, 31.282 prestadores de serviços, 454 temporários, 11 estagiários e 1.050 incluídos no item outros.
Em fevereiro, conforme o Sagres, o números foram para 43.839 efetivos ativos, 1.814 efetivos comissionados, 2.980 comiss ionados, 24.435 efetivos inativos, 10.659 pensionistas, 15.421 prestadores de serviços, 433 temporários e 458 incluídos no item outros.
Maranhão fez 5,9 mil novas contratações em 2010 e elevou a folha de pessoal em R$ 22,5 milhões

 

De acordo com o Sistema de Acompanhamento da Gestão dos Recursos da Sociedade (Sagres), em 2010 o ex-governador José Maranhão (PMDB) conseguiu elevar a folha de pessoal em mais de R$ 22,5 milhões. Ao todo foram 5.913 novas contratações entre janeiro e dezembro.
Em janeiro eram 111.787 mil funcionários passando para 117.700 mil em dezembro. O ex-governador Maranhão abriu o ano com 31.140 mil servidores não efetivos e fechou 2010 com 36.223 mil, um aumento de 5.083 funcionários não concursados.
No primeiro mês do ano eram 4.058 mil comissionados, 26.952 mil prestadores de serviço, 107 temporários e 23 estagiários. No último mês de 2010 o governo possuía 4.476 mil comissionados, 31.282 mil prestadores de serviço, 454 temporários e 11 estagiários.
Em números absolutos o maior aumento foi o de servidores prestadores de serviço. Ao todo foram contratadas 4.330 mil novas pessoas o que representa um aumento de 16,06%. Já em números percentuais o maior aumento foi na contratação de funcionários temporários, nesse caso foram 347 novas contratações o que representa um aumento de 324%.
Em dezembro, de acordo com dados do Sagres, o Executivo possuía 44.858 mil servidores efetivos ativos, 2.308 efetivos comissionados, 4.476 comissionados, 22.665 efetivos inativos, 10.596 pensionistas, 31.282 prestadores de serviço, 454 temporários, 11 estagiários e 1.050 incluídos no item outros.
Em janeiro eram 44.576 mil servidores efetivos ativos, 2.322 efetivos comissionados, 4.058 comissionados, 1 CLT, 23.096 efetivos inativos, 10.305 pensionistas, 26.952 prestadores de serviço, 107 temporários, 23 estagiários e 347 no item outros.
O valor da folha – As novas contratações tiveram reflexos impressionantes no aumento do valor da folha de pessoal. Em apenas um ano o ex-governador José Maranhão conseguiu elevar de R$ 195.593.021,47 milhões, em janeiro, para R$ 218.150.071,04 milhões, em dezembro, um aumento real de R$ 22.557.049,57 milhões. Ao todo o Executivo Estadual gastou R$ 2.421.926.412,64 bilhões com o pagamento de servidores em 2010.






Nice Almeida
PolíticaPB
Para o Focando a Notícia

Comentários

Tags :

REDES SOCIAIS













ARTICULISTAS
Ramalho Leite
Karlos Thotta
Padre Bosco







Focando a Notícia -
Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio
jornalismo@focandoanoticia.com.br
(83) 99301.2627