Governo amplia número de escolas cidadãs integrais e oferta 18 mil vagas em todo o estado

Publicado em terça-feira, janeiro 10, 2017 · Comments 

escolacidadaintegralA Secretaria de Estado da Educação (SEE) está oferecendo 18 mil vagas para estudantes que desejarem ingressar escolas cidadãs integrais no ano letivo de 2017. Serão 32 instituições nas 14 Gerências Regionais de Educação (GRE), que englobam todo o Estado.  No ano passado havia apenas oito escolas nessa modalidade.

As matrículas continuam abertas e as aulas começam no dia 6 de fevereiro, junto com as demais unidades da rede estadual.

Até 2016, as escolas com esse modelo – Escola Cidadã Técnica Pastor João Pereira Gomes Filho (João Pessoa); Escola Cidadã Técnica Erenice Cavalcante Fidelis (Bayeux); Escola Cidadã Técnica João da Matta Cavalcanti de Albuquerque (Mamanguape); Escola Cidadã Padre Hildon Bandeira, em João Pessoa; Escola Cidadã Helinton Santana, em Santa Rita; Escola Cidadã Nenzinha Cunha Lima, em Campina Grande; Escola Cidadã Antônio Batista Santiago, em Itabaiana e Escola Cidadã Francelino de Alencar Neves, em Itaporanga, ofereceram cerca de 1.500 estudantes atendidos.

Agora, além dessas unidades, outras vão funcionar com o modelo Cidadã Integral. Ao todo, são nove escolas na 1ª GRE, na região de João Pessoa; duas na 2ª GRE (Guarabira); três na 3ª GRE (Campina Grande); duas na 4ª GRE (Cuité); uma escola na 5ª GRE (Monteiro); três na 6ª GRE (Patos); duas na 7ª GRE (Itaporanga); duas na 8ª GRE (Catolé do Rocha); uma na 9ª GRE (Cajazeiras); uma na 10ª GRE (Sousa); uma na 11ª GRE (Princesa Isabel); uma na 12ª GRE (Itabaiana); uma na 13ª GRE (Pombal); e três na 14ª GRE (Mamanguape).

O modelo de Escola Cidadã Integral, implantado pelo Governo da Paraíba, atende aos planos estadual e nacional de Educação. O programa tem como foco a formação dos jovens por meio de um desenho curricular diferenciado e com metodologias específicas, que apresentam aos estudantes do Ensino Médio possibilidades de se sentirem integrantes do seu projeto de vida. No caso das Escolas Cidadãs Integrais Técnicas, o modelo é parecido com o da Escola Cidadã Integral, mas tendo como diferencial os cursos técnicos, que visam à formação dos jovens para atuarem no mercado de trabalho. Ambas têm como foco proporcionar aos jovens se reconhecerem como protagonistas em seus locais de atuação.

Secom-PB

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

Tags : , , , , , , , ,

outras notícias