Garota revela detalhes de como teria sidoi aliciada para sexo com empresário durante evento evangélico em JP

Publicado em segunda-feira, novembro 18, 2013 ·

garotaUma garota de 13 anos revelou, neste domingo (17), detalhes de como teria sido aliciada para sexo com um empresário do ramo de padaria, durante evento evangélico em João Pessoa. O homem chegou a ser preso acusado de estupro de vulnerável.

De acordo com a menor, ela estava no congresso que ocorria no Busto de Tamandaré com uma mulher identificada como Joérica, que teria ligado para o empresário e disse que ele iria dar a ela R$ 50,00 para comprar lanche, mas quando ela chegou dentro do veículo foi molestada.

“Ele pegou o dedo dele e ficou fazendo mesmo  assina na minha vagina (demonstrando o gesto) e eu disse para, para que está doendo”, contou.

A garota disse que neste instante Joérica se dirigia ao empresário dizendo:

“Olha aí o seu presente. Tu gostou? É linda, tem treze anos, é novinha e é da igreja”, revelou a menor garantindo que após ser molestada, o comerciante ainda lhe deu R$ 50, 00 e teria marcado um encontro com ela nesta segunda (18) onde lhe daria R$ 200, 00 e um celular da Aplle.

A cafetina teria sugerido que o celular fosse mandado por Sedex para o endereço da menor assinado como sendo de um “admirador” e pediu para que a garota não contasse para a mãe até que ela conseguisse coisas maiores do empresário.

“Disse que eu só contasse para minha mãe quando eu estivesse com carro e um apartamento”, revelou a menina acrescentando mais um plano da aliciadora para disfarçar o futuro encontro com o empresário.

“Amanhã quando eu fosse encontrar ele no shopping eu dissesse a minha mãe que ela iria comprar roupas para mim e como ela pediu para eu ir ajudar ela. Ele (o empresário) poderia comprar roupas para ela e pra mim”, destacou a garota que após ouvir isso começou a chorar, mas a mulher continuou a insistir no plano.

“Ela disse para lagar de ser besta. Ele paga até cinco mil para tirar tua virgindade. Ele vai querer dar tudo para você”, disse a vítima afirando que após ela sair do carro a mulher ainda permaneceu um tempo com o empresário, mas depois à sumiu e ninguém sabe seu paradeiro.

O caso foi registrado na Delegacia da Mulher sob os cuidados da delegada Maria Rodrigues. A policial, o acusado negou o abuso, mas contou que esteve com a menor por quatro minutos. Ele deve responder por estupro de vulnerável.

Durante participação no Jornal Correio da Manhã, da 98, na manhã desta segunda-feira, a delegada afirmou que a acusada do aliciamento continua foragida.

Roberto Targino – MaisPB

Comentários

Tags :

REDES SOCIAIS




















Focando a Notícia -
Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio
jornalismo@focandoanoticia.com.br
(83) 99301.2627