Fórum reune jovens do mundo para discutir o papel da juventude como agente de mudança

Publicado em terça-feira, outubro 18, 2011 ·

unesco_logo_bigComeçou na segunda-feira (17), o 7º Fórum de Jovens da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco), que acontece na sede do organismo, localizado em Paris (França). Com o lema Como os jovens conduzem a mudança, 240 jovens delegados/as de 193 Estados Membros e mais de 250 observadores/as da sociedade civil participam do evento. O Fórum acontece até o dia 20 de outubro.
O encontro convoca os “jovens para que sejam ouvidos e possam participar da tomada de decisões em um mundo em mudança e em assuntos que os tocam de perto”, assinala a nota de divulgação da Unesco. Os debates se centrarão em três subtemas, que realçam a importância dos valores democráticos. Um dos subtemas é Cidadãos em ação: os jovens na vida política e pública.
A questão da exclusão, da vulnerabilidade e a violência é o segundo tópico de referência para as discussões. De acordo com dados da Organização Mundial da Saúde (OMS), aproximadamente 565 jovens de 10 a 29 anos morrem cada dia como consequência da violência interpessoal. A pobreza, por sua vez, alcança a quase 209 milhões de jovens em torno do mundo, que vivem com menos de um dólar por dia.
O terceiro subtema discute formas de Romper com as barreiras do emprego. Segundo a Organização Internacional do Trabalho (OIT), “os jovens têm mais do triplo de possibilidades de serem desempregados que os adultos”. Tal situação se agravou com a crise econômica mundial, iniciada nos Estados Unidos em 2008. “O desemprego juvenil subiu de 11,9% para 13% de 2007 a 2009, o que supõe um aumento total de 7,9 milhões de pessoas”, assinala a OIT.
Na ocasião da 7ª edição do Fórum de Jovens, a Unesco aprovará três acordos de associação. O primeiro será assinado em 18 de outubro, com a Fundação Internacional da Juventude, destinado a jovens africanos. Serão concentrados 180 projetos para proporcionar para a juventude da África formação, acesso às redes profissionais, orientação, recursos financeiros e oportunidades de promoção.
Em 19 de outubro, a Unesco celebrará um acordo com a organização Peace and Sport, com sede em Mônaco. O trabalho das duas instituições desenvolverá projetos em situações de pós-conflito e pós-desastre. A proposta é utilizar o esporte como meio para ajudar “os jovens a superar os traumas e reconstruir suas vidas”, se assinala na nota de divulgação.
Finalmente, em 20 de outubro, será a oportunidade da Associação Internacional Esporte para Todos (Tafisa). O acordo com a Unesco se centrará na formação de capacidades de liderança por meio da Iniciativa Voluntária da Paz através do esporte. Esta ação está vinculada ao programa da Academia Africana de Esporte para Todos, com sede na Tanzânia.
O Fórum também contará com participações de artistas internacionais. Entre eles, o músico pacifista colombiano César López, que é convidado de honra por seu exemplo de levar sua arte na construção da paz, em diferentes comunidades da Colômbia. Em 19 de outubro, ele participará em uma sessão paralela sobre cultura de paz, prevenção da violência e resolução de conflito. César López é criador de uma guitarra elétrica criada a partir de um fuzil AK-47 e também autor do projeto 24-0 cuja meta é ter 0 morte durante 24 horas.

Camila Maciel
Do Adital
Focando a Notícia

Comentários

Tags :

REDES SOCIAIS




















Focando a Notícia -
Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio
jornalismo@focandoanoticia.com.br
(83) 99301.2627