Ford convoca recall do novo Ka um mês após seu lançamento; falha pode causar mortes

Publicado em quinta-feira, setembro 25, 2014 ·

Ford anunciou nesta quinta-feira (25) um recall do novo Ka, fabricado entre 6 a 14 de agosto deste ano e com chassi F8121717 a F8128826, para troca  gratuita dos cilindros ignição, fechadura e das chaves principal e reserva a partir de amanhã (26).

Segundo a montadora, o cilindro de ignição que liga o veículo pode apresentar torque abaixo das especificações e há risco de a chave girar em falso com o veículo em movimento, passando da posição “II”, de ligado, para a “I”, de acessório.

Novo-Ford-Ka-2015 (2)Com isso, o motor desliga sozinho e paralisa o funcionamento dos sistemas de freio, direção e air bags, causando risco de acidentes fatais ao motorista, ocupantes e terceiros.

Falha semelhante vem atormentando a General Motors nos Estados Unidos desde o início de 2014. A montadora é acusada de ter negligenciado um recall na ignição de vários modelos, responsáveis por pelo menos 21 mortes. No caso da GM, o contato do joelho do motorista com a chave pode alterar a posição, desligando o motor de forma repentina e tendo as mesmas consequências.

Para verificar se o carro, que chegou às lojas no mês passado, está envolvido no chamado, a Ford disponibilizou o site www.ford.com.br e o número 0800 703 3673.

Legislação

De acordo com o Procon-SP, o consumidor envolvido no recall que tiver qualquer dificuldade para fazer o reparo ou troca do componente defeituoso poderá procurar um órgão de defesa do consumidor.

Ao proprietário do carro, recomenda-se exigir o comprovante do serviço realizado, documento que por segurança deve ser mantido e repassado adiante, em caso de venda. Se tiver sido comercializado mais de uma vez, o atual proprietário terá o mesmo direito ao reparo gratuito.

Os veículos que não forem reparados ou inspecionados em até 12 meses após o início do recall terá a informação lançada no campo ‘observações’ do próximo CRLV (Certificado de Registro e Licenciamento de Veículo) emitido pela autoridade de trânsito, conforme determina a Portaria Conjunta nº 69 de 15/12/2010, da Secretaria de Direito Econômico e do Diretor do Departamento Nacional de Trânsito.

Fonte: R7

Comentários

Tags :

REDES SOCIAIS




















Focando a Notícia -
Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio
jornalismo@focandoanoticia.com.br
(83) 99301.2627