Fifa deve intervir para evitar atrasos em estádios, diz consultor

Publicado em quarta-feira, novembro 27, 2013 ·

estadio-manausEm pouco mais de um mês, termina o prazo para a entrega dos últimos seis estádios para a Copa do Mundo de 2014. Ainda assim, algumas obras ainda sofrem com atrasos e correm o risco de não ficar prontas até o dia 31 de dezembro, data final estipulada pela Fifa.

 

O sul-africano Danny Jordaan, consultor do Comitê da Fifa para a Copa, diz que a entidade já estuda adotar medidas na próxima reunião que terá com o Comitê Organizador Local (COL), na Costa do Sauípe, para garantir que o prazo seja cumprido.

 

Segundo Jordaan, que liderou o COL da Copa de 2010, na África do Sul, até mesmo uma intervenção da Fifa na construção dos estádios poderá ocorrer.

 

“Teremos uma reunião no dia 3 de dezembro no Brasil e vamos receber as avaliações sobre o andamento das obras dos estádios”, afirmou o dirigente, em entrevista à BBC. “Mas claramente tem que haver um plano para intervenção e aceleração das obras para ter a infraestrutura pronta para a Copa do Mundo.”

 

As situações mais críticas estão em Cuiabá, na Arena Pantanal, em Manaus, na Arena Amazônia, e em Curitiba, na Arena da Baixada. Todas elas estão com menos de 90% das obras concluídas e, mesmo após modificações no projeto para acelerar a construção, ainda há dúvidas sobre a possibilidade de tudo estar pronto até o fim do próximo mês.

 

“Não há dúvidas de que alguns dos estádios enfrentam desafios gigantescos, eu vi alguns deles sem nenhuma cobertura ainda. Sabemos que vão surgir propostas e, se não for possível, estou certo de que a Fifa tem a palavra final neste assunto”, acrescentou Jordaan.

 

Questionado sobre quais seriam as intervenções que a Fifa poderia realizar em caso de mais atrasos, o sul-africano citou um exemplo do Mundial de 2010.

 

“Para os estádios que estavam atrasados, nós dissemos às construtoras que precisávamos deles prontos, e então o que eram oito horas de trabalho por dia passaram a ser 16 horas de trabalho por dia. Depende da vontade, se houver vontade, tudo vai estar pronto”, completou o dirigente.

 

Corrida contra o tempo

Arena Pantanal vai sediar quatro jogos da CopaObras da Arena Pantanal está apenas 85% concluída e não deve ser entregue no prazo

 

Os responsáveis pelas obras têm reafirmado publicamente que todos os estádios serão entregues dentro do prazo do dia 31 de dezembro. Mas a situação de alguns estádios é motivo de preocupação para a Fifa.

 

O correspondente da BBC no Rio de Janeiro, Wyre Davies, esteve nas arenas de Cuiabá e Manaus nas últimas semanas e constatou que as obras nas duas cidades ainda estão atrasadas para serem concluídas até o fim do próximo mês.

 

Na Arena Pantanal, Maurício Guimarães, secretário estadual responsável pela organização da Copa em Cuiabá, admitiu que a inauguração do estádio não acontecerá antes da segunda quinzena de janeiro. A obra está 85% concluída, mas ainda falta ainda a construção da cobertura, a colocação dos assentos e o plantio do gramado.

 

Em Manaus, o estádio está 89% concluído, com metade dos assentos já no lugar e parte da cobertura feita. Ainda assim, será preciso correr contra o tempo para finalizar tudo nas próximas cinco semanas.

 

A Arena da Baixada, em Curitiba, é outra que está em situação crítica. A obra está apenas com 83% de avanço, e as autoridades locais já chegaram a admitir que o estádio não estará completamente pronto em dezembro.

 

Os principais motivos dos atrasos em todos esses estádios foram problemas trabalhistas – greves ou, no caso de Curitiba, até mesmo o embargo da obra por conta de riscos à saúde dos trabalhadores – e burocráticos – muitas obras atrasaram por conta da demora na liberação do dinheiro público pelo BNDES.

 

Além disso, condições climáticas desfavoráveis e alterações no projeto inicial também dificultaram o cumprimento do prazo, segundo os responsáveis pelas obras.

 

Se Cuiabá, Manaus e Curitiba terão que correr contra o tempo, São Paulo, Porto Alegre e Natal aparentemente não terão problemas para entregar os estádios até 31 de dezembro. Todos estão com mais de 90% das obras concluídas e ainda não preocupam a Fifa.

 

A entidade afirma, inclusive, não ter dúvidas de que a Copa será realizada no Brasil sem maiores problemas, nem que algumas modificações tenham que ser feitas de última hora.

 

“O Brasil sediou a Copa das Confederações, aqueles estádios estão obviamente prontos, então já temos seis estádios e, se eles tiverem outros quatro, não há nenhuma dúvida de que eles podem sediar a Copa”, afirmou Danny Jordan à BBC.

 

BBC Brasil

Comentários

Tags :

REDES SOCIAIS




















Focando a Notícia -
Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio
jornalismo@focandoanoticia.com.br
(83) 99301.2627