Fé e bola na rede: com dois titulares, Fla tenta fazer milagre contra La U

Publicado em quarta-feira, outubro 26, 2011 ·

elenco-flamengo_alexandrevidal62Não basta só acreditar em milagre. Será preciso jogar muita bola. E fazer (muitos!) gols. Pelo menos quatro. O Flamengo deixou o Rio com status de eliminado e vai a Santiago disposto a, no mínimo, encerrar sua participação na Copa Sul-Americana com dignidade. Nesta quarta-feira, o time enfrenta o Universidad de Chile, às 21h50m (de Brasília), no estádio Nacional. Depois da goleada histórica sofrida há uma semana, por 4 a 0, no Engenhão, será preciso devolver o placar para levar a decisão da vaga às quartas de final para os pênaltis. Se vencer por quatro gols de vantagem, a partir do placar de 5 a 1, avança no tempo normal. O classificado vai enfrentar o Arsenal, da Argentina, na fase seguinte.

Será um Flamengo bem diferente em campo. Ciente de que a chance é mínima, o técnico Vanderlei Luxemburgo decidiu poupar quase todos os titulares. A delegação viajou apenas com 15 atletas. Só Léo Moura e Willians são da equipe de cima. Os demais ficaram no Rio para se preparar para o jogo contra o Grêmio, domingo, pela 32ª rodada do Brasileirão. O Rubro-Negro é o quarto no nacional, com 52 pontos, ainda vivo na briga pelo título.

Apesar da dificuldade, aqueles que raramente são escalados encaram a partida como uma oportunidade de mostrar serviço. O fim do ano se aproxima e ninguém quer fazer parte de uma possível lista de dispensas.

Apesar da vantagem, a La U adota um discurso de muito respeito. Questionado sobre a larga vantagem e o fato de o Flamengo entrar campo sem Ronaldinho Gaúcho e Thiago Neves, o técnico Jorge Sampaoli exaltou nomes como Negueba e Diego Maurício.

A TV Globo transmite para todo o Brasil (exceto os estados de RS, SC, PR, SP, MS, MT, BA, CE e as cidades de Varginha e Belo Horizonte). O GLOBOESPORTE.COM acompanha todas as emoções do confronto em Tempo Real. O paraguaio Carlos Amarilla apita a partida, auxiliado pelos compatriotas Milciades Salvidar e Carlos Caceres.
header as escalações 2

Universidad de Chile: se deu tão certo, não há motivo para mudar. O técnico Jorge Sampaoli vai mandar a campo a mesma equipe que venceu no Rio. A única alteração será no ataque. Expulso no Engenhão, o atacante Francisco Castro vai cumprir suspensão. Luis Felipe Gallegos o substitui. A escação: Jhonny Herrera, Matías Rodríguez, Osvaldo González, Marcos González e José Rojas; Charles Aránquiz, Marcelo Díaz, Eugenio Mena e Diego Rivarola; Luis Felipe Gallegos e Gustavo Lorenzetti.

Flamengo: Vanderlei Luxemburgo não comandou um treino tático sequer antes da partida. O técnico optou por poupar quase todos os titulares. Só o lateral-direito Léo Moura, que também pode jogar como meia, e o volante Willians viajaram. A delegação viajou para Santiago com 15 atletas. Uma provável formação: Paulo Victor, Léo Moura, David Braz, Angelim e Rodrigo Alvim; Maldonado, Willians, Fierro e Vander; Diego Maurício e Jael.

quem esta fora (Foto: arte esporte)

Universidad de Chile: Francisco Castro é o único desfalque.

Flamengo: além dos poupados, Luxa não terá Airton, suspenso, e Bottinelli, que se recupera de fratura no pé esquerdo, sofrida no jogo de ida. O argentino só volta em 2012.

header fique de olho 2
Universidad de Chile:
Vargas foi o carrasco no jogo de ida. O atacante marcou dois gols, sofreu pênalti e fez Welinton lembrar o passado recente de vaias com dribles desconcertantes.

Flamengo: de volta ao time no empate por 1 a 1 com o Santos, domingo, pelo Brasileirão, Vander está confiante. Nesta temporada, ele jogou pouco por conta da sequência de lesões, mas encara a reta final de 2011 como a chance de permanecer no clube no ano que vem.

header o que eles disseram

Jorge Sampaoli, técnico do Universidad de Chile: “É uma equipe para temer também. Tem Diego Maurício, Negueba, Willians, Léo Moura, Maldonado e Fierro. São jogadores com capacidade, pois foram titulares no Campeonato Brasileiro. Temos que ter muito respeito, pois a intenção não é menosprezar ninguém em respeito ao Flamengo”.

David Braz, zagueiro do Flamengo:Temos de tentar trazer um bom resultado, sabemos que tudo pode acontecer. Que possamos fazer o melhor lá para tentar a classificação”.

header números e curiosidades

* A última derrota em casa da equipe chilena por quatro gols de diferença, em uma competição sul-americana, foi justamente para o Rubro-Negro. Em 6 de setembro de 2000, os brasileiros golearam por 4 a 0 pela primeira fase da Copa Mercosul, no estádio Nacional.

* A última goleada sofrida pela ‘La U’ em competições sul-americanas (Libertadores, Mercosul, Sul-americana e Conmebol) foi na 1ª fase da Copa Mercosul de 2001, também para uma equipe brasileira: 4 a 0 para o Palmeiras, em São Paulo.

* O Flamengo não perdia uma partida por mais de três gols de diferença há mais de 2 anos e 4 meses (ou 160 jogos). A última goleada sofrida pelo Rubro-Negro havia acontecido pelo Campeonato Brasileiro de 2009 (Flamengo 0x5 Coritiba, dia 14/06/09).

* “La U” e Flamengo reeditam o confronto pelas 4ª de final da Taça Libertadores 2010. Na oportunidade, os chilenos acabaram levando a melhor, após vitória fora de casa por 3×2 (Maracanã) e derrota em casa por 2×1 (em Santa Laura).
header último confronto v2

Em noite catastrófica, o Rubro-Negro recebeu e foi humilhado por 4 a 0 pela Universidad de Chile, na quarta-feira passada, no Engenhão, na primeira partida das oitavas de final da Copa Sul-Americana. Apático, desastroso defensivamente, nulo no ataque, com os craques em baixa e com direito a uma expulsão justa após entrada absurda de Airton, o time carioca deixou o gramado cabisbaixo, com a certeza de que o placar ficou barato, e praticamente eliminado da competição.

Globoesporte.com

Comentários

Tags :

REDES SOCIAIS




















Focando a Notícia -
Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio
jornalismo@focandoanoticia.com.br
(83) 99301.2627