Ex-açougueira esfaqueia marido, tira a pele dele e dá a carne para as crianças comerem

Publicado em domingo, setembro 13, 2015 ·

acougueiraA Austrália não é um país conhecido por seus crimes assustadores, ou assassinos cruéis. Mas Katherine Knight supera praticamente tudo que o país já havia visto em assassinatos chocantes. Katherine não apenas matou, ela esfaqueou todo o corpo do marido e ainda envolveu os próprios filhos no crime de forma macabra!

O crime ocorreu na noite de 29 de fevereiro de 2000, uma data incomum por ser um dia extra de um ano bissexto

Ela mandou os filhos passarem a noite na casa dos amigos e ficou sozinha em casa, premeditando o que seria um dos fatos mais chocantes da história da Austrália.

Duas horas depois, John Price, o marido dela, chegou em casa após um longo dia de trabalho. Ela afirmou que eles estavam sozinhos em casa e tinham a noite toda para eles e Price foi para o banho. Com uma faca de desossar que ela havia afiado horas antes, ela começou seu crime hediondo.

ACOMPANHE O FOCANDO A NOTÍCIA NAS REDES SOCIAIS:

FACEBOOK                TWITTER                    INSTAGRAM

Ela esperou o marido dormir e começou a esfaqueá-lo enquanto gritava. Ele ainda conseguiu levantar, se livrar de Katherine e correr até a porta, mas ela continuou esfaqueando as costas dele. Na porta de casa ele morreu, caído em uma imensa poça de sangue.

Depois de matá-lo, Katherine esperou algumas horas e começou a esfolar a pele dele. Katherine tinha uma imensa habilidade com carnes, facas e cortes, fruto de seu trabalho em um açougue, na juventude. Após arrancar a pele de John, Katherine a pendurou em um gancho de carne fixado na porta. Mas ela não estava satisfeita e continuou seu ritual macabro.

Primeiro cortou a carne do marido morto aos poucos, fazendo três bifes da carne das nádegas e do peito. Depois assou um deles e comeu como se fosse um delicioso jantar (o que sobrou desse bife ela jogou para o cachorro do vizinho). Depois resolveu deixar um banquete para as crianças, e picotou os bifes restantes em uma panela de sopa cheia de legumes. Ela ainda não estava satisfeita, e deixou bilhetes para os filhos que chegariam em algumas horas, afirmando que os odiava e os comeria também.

Mas a polícia não demorou a chegar, acionada por um vizinho que havia visto Price morrendo ensanguentado na porta. Em menos de um ano, Katherine foi condenada à prisão perpétua sem qualquer possibilidade de condicional, se tornando a primeira mulher na história da Austrália a receber esse tipo de pena.

O passado de Katherine é cercado de brutalidades e coisas hediondas. Price era seu quarto marido, e todos os anteriores sofreram abusos e ameaças de morte. Ainda criança, Katherine presenciou um pai violento que sempre batia na mãe dele todo o dia. Por isso, ela se tornou uma menina extremamente violenta e brigona. Ela brigava com a irmã gêmea constantemente no colégio e, vez ou outra, batia em outras crianças também. Até os professores tinham medo dela!Os psiquiatras que a examinaram, chegaram a conclusão que esse passado de brutalidades estava intimamente associado a frieza psicopata do método de Katherine.

A história dela acabou virando tema de diversas séries de TV e filmes, além de comparações com Hannibal Lecter. Ela saiu da escola como uma quase analfabeta e a frustração de não conseguir socializar. Ela acabou vendo porcos morrendo no abatedouro local e aprendeu a cortar as gargantas deles. Daí para virar assassino foi um pulo!

O crime ocorreu na noite de 29 de fevereiro de 2000, uma data incomum por ser um dia extra de um ano bissextoR7 Play: assista à programação da Record a qualquer momento e onde quiser

 

R7

Comentários

Tags :

REDES SOCIAIS


















INSTAGRAM @focandoanoticia


Focando a Notícia -
Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio
jornalismo@focandoanoticia.com.br
(83) 99301.2627