Estudo mostra perfil dos prefeitos paraibanos; 83,41% dos eleitos em 2008 são homens

Publicado em domingo, junho 5, 2011 ·

eleiçõesA ONG Transparência Municipal realizou um estudo sobre o perfil dos Prefeitos da Paraíba a partir de informações obtidas junto ao cadastro elaborado pelo Tribunal Superior Eleitoral – e disponibilizado em meio eletrônico – o que faz com que os dados contemplam o universo dos Prefeitos eleitos. Para tanto foi necessário capturar no cadastro de candidatos os dados referentes aos Prefeitos eleitos.

Muito embora as informações disponíveis se refiram exclusivamente às características dos Prefeitos, através dos dados processados é possível conhecer, com grande nível de detalhamento, quem é o Prefeito, o que facilita o trabalho dos estudiosos sobre o tema.

O desenho do perfil dos Prefeitos a partir de algumas de suas características – sexo, idade, grau de instrução, ocupação e partido político – é importante para que se conheça quem é o chefe do Executivo municipal, um dos agentes políticos que está mais próximo da população e que, portanto, está melhor informado das necessidades das suas comunidades.

A descrição do perfil dos Prefeitos está relacionada, neste estudo, com o porte demográfico dos Municípios, o que permite uma melhor compreensão na relação que pode existir entre o nível de desenvolvimento socioeconômico do Município e as características exigidas dos seus Prefeitos.

Foram eleitos 223 Prefeitos em 2008. Os grupos de habitantes são os mesmos utilizados nos estudos sobre o comportamento das finanças municipais e de distribuição da população, o que permite eventuais comparações futuras.

No pleito de 2008 nada menos que 83,41% dos Prefeitos eleitos são do sexo masculino e 16,59% do sexo feminino. A distribuição do sexo dos Prefeitos para o conjunto dos Municípios do Estado segundo os grupos de habitantes mostra que existe uma supremacia relativa na participação do sexo masculino nos Municípios de maior porte demográfico.

Em seis grupos a participação relativa dos Prefeitos do sexo masculino supera a média estadual: Municípios com população entre 2 mil e 5 mil habitantes (84,38%); Municípios com população entre 5 mil e 10 mil habitantes (85,29%); naqueles com população entre 10 mil e 20 mil habitantes (85,96%); no Município com população entre 100 mil e 200 mil habitantes (100,00%); naquele com população entre 200 mil e 500 mil habitantes (100,00%) e no Município com população entre 500 mil e 1 milhão de habitantes (100,00%).

Nos demais três grupos a participação relativa dos Prefeitos do sexo feminino supera a média estadual: Município até 2 mil habitantes (20,00%); naqueles com população entre 20 mil e 50 mil habitantes (35,00%); e nos Municípios com população entre 50 mil e 100 mil habitantes (16,67%).

A variável idade pode dar uma idéia da experiência de vida do Prefeito e ser determinante na sua escolha pela comunidade. No pleito de 2008 a maior parte dos Prefeitos eleitos está no grupo de idade entre 36 e 45 anos (30,49%), seguindo-se em importância o grupo de idade entre 46 e 55 anos (26,91%). Os Prefeitos com idade entre 56 e 65 anos representam 14,80% do total, enquanto que aqueles que possuem entre 26 e 35 anos representam 13,00% do total.

Os Prefeitos com idade entre 66 e 75 anos representam 8,52%. Nos extremos, os Prefeitos com menos de 26 anos representam 1,79% e os de mais de 76 anos não apresentaram registro.

A distribuição da idade dos Prefeitos para o conjunto dos Municípios do Estado mostra que existe uma tendência no sentido de que aumenta levemente a idade à medida em que aumenta o porte demográfico dos Municípios.

Os Prefeitos dos grupos com idade acima de 46 anos apresentam participações relativas mais elevadas nos Municípios com população inferior a 100 mil habitantes, enquanto que os Prefeitos dos grupos de idade até 45 anos apresentam participações mais elevadas nos Municípios com população superior a 100 mil habitantes.

Grau de Instrução dos Prefeitos

A maior parte dos Prefeitos possui nível superior completo (50,22%), seguindo-se em importância aqueles que possuem nível médio completo (19,28%). Se considerarmos os Prefeitos que possuem os níveis de ensino completos e incompletos, a participação do nível superior é de 57,39% e do nível médio é de 22,42%. Os Prefeitos com nível fundamental incompleto representam 7,62% do total e aqueles que possuem o nível fundamental completo representam 7,17% do total.

A distribuição do grau de instrução dos Prefeitos para o conjunto dos Municípios do Estado mostra que existe uma tendência no sentido de que aumenta o grau de instrução à medida em que aumenta o porte demográfico dos Municípios, notadamente para os Municípios com população acima de 10 mil habitantes.

Os Prefeitos com nível superior completo apresentam uma participação relativa de 20,00% para os Municípios com população até 2 mil habitantes, e atinge uma participação de 100,00% para os Municípios com população acima de 100 mil habitantes.

Os Prefeitos com nível médio completo apresentam uma participação relativa de acima da média estadual para os Municípios com população até 2 mil habitantes, naqueles com população entre 5 mil e 10 mil habitantes e nos Municípios com população entre 20 mil e 50 mil habitantes.

Quanto aos Prefeitos com nível fundamental completo, estes apresentam uma participação relativa acima da média estadual para os Municípios com população até 10 mil habitantes.

Segundo o cadastro do Tribunal Superior Eleitoral, a partir das respostas dos Prefeitos, foi possível identificar 42 diferentes tipos de ocupação, além das categorias “outra” e “sem informação”.

Interessante observar que as 7 ocupações que apresentaram maiores indicações (mais de 8 registros) totalizaram 64,57% do total de respostas, a saber:

– 27,80% de Prefeitos 62 casos;

– 9,42% de médicos 21 casos;

– 7,17% de agricultores 16 casos;

– 6,73% de comerciantes 15 casos;

– 5,38% de advogados 12 casos;

– 4,48% de empresários 10 casos: e

– 3,59% de servidores públicos municipais 8 casos.

Se fossem reunidos numa mesma categoria os agricultores, os pecuaristas, os produtores agropecuários e os trabalhadores rurais, ou seja, aqueles que têm a ver com o setor primário da economia, eles totalizariam 9,42% das ocupações.

Foi adotado como critério a distribuição das 7 ocupações mais importantes em cada um dos 11 grupos de habitantes.

Desta forma consegue-se mostrar com maior nitidez as diferenças existentes entre os diferentes grupos de Municípios, o que direta ou indiretamente se relaciona com a idade do Prefeito e com o seu grau de instrução.

Verifica-se, neste caso, que as ocupações de agricultor, comerciante e servidor público municipal tendem a aparecer com maior intensidade relativa nos Municípios de pequeno e médio portes demográficos.

Em oposição, tendem a aparecer com maior intensidade nos Municípios de pequeno, médio e grande portes demográficos as ocupações relacionadas aos médicos e Prefeitos.

Os Prefeitos aparecem em diversos grupos de população com os percentuais mais elevados.

Partido político dos Prefeitos

Os 7 partidos políticos que mais elegeram Prefeitos no Estado em 2008, dentro de um universo de 17 partidos que tiveram Prefeitos eleitos, conseguiram concentrar nada menos que 90,14% deles, totalizando 201 cargos.

Os partidos políticos que mais elegeram Prefeitos foram:

– 26,91% pelo PSB 60 eleitos;

– 17,49% pelo DEM 39 eleitos;

– 17,49% pelo PSDB 39 eleitos;

– 10,31% pelo PTB 23 eleitos;

– 6,73% pelo PR 15 eleitos;

– 6,28% pelo PSB 14 eleitos; e

– 4,93% pelo PP 11 eleitos.

Interessante observar que a participação do número de Prefeitos eleitos pelos 5 partidos que concentram maiores efetivos se dá em diferentes grupos de habitantes.

Os Municípios onde ocorre uma relativamente maior dispersão votos pelos partidos são aqueles com população entre 50 mil e 100 mil habitantes (16,66%) e naqueles com população entre 10 mil e 20 mil habitantes: 10,52%.

Com o objetivo de melhor visualizar o desempenho dos 7 principais partidos, responsáveis pela eleição de 90,14% dos Prefeitos do Estado, pode-se observar na tabela 7 a participação relativa de cada partido segundo os grupos de habitantes.

O PMDB foi o partido que mais elegeu Prefeitos no Estado: 26,91% do total. Seu desempenho varia de um máximo de 100,00% nos Municípios com população entre 100 mil e 500 mil habitantes a um mínimo de 22,06% nos Municípios com população entre 5 mil e 10 mil habitantes.

Ao se observar o desempenho do PMDB segundo os grupos de habitantes, ele é o que apresenta os melhores resultados em 7 dos 8 grupos, em que elegeu Prefeitos. Os grupos em que ultrapassa a média estadual do partido são os de população até 2 mil habitantes e naqueles com população entre 10 mil e 500 mil habitantes.

Os segundos partidos em importância são o DEM e o PSDB, que elegeram, cada qual, 17,49% do total de Prefeitos do Estado. O desempenho do DEM segundo os grupos de habitantes é melhor nos Municípios com população até 10 mil habitantes.

O desempenho do PSDB segundo os grupos de habitantes é melhor nos Municípios com população entre 2 mil e 10 mil habitantes e naqueles com população entre 20 mil e 50 mil habitantes.

O quarto partido em importância é o PTB, que elegeu 10,31% do total de Prefeitos do Estado. O bom desempenho do partido se dá nos Municípios com população até 5 mil habitantes; e naqueles com população entre 20 mil e 100 mil habitantes.

O quinto partido em importância é o PR, que elegeu 6,73% do total de Prefeitos. O bom desempenho do PR se dá em diferentes grupos de habitantes, superando a média estadual do partido nos Municípios com população entre 2 mil e 5 mil habitantes; e nos Municípios com população entre 10 mil e 20 mil habitantes.

O sexto partido em importância é o PSB, que elegeu 6,28% do total de Prefeitos. O bom desempenho do partido se dá em diferentes grupos de habitantes, superando a média estadual do partido nos Municípios com população entre 10 mil e 20 mil habitantes; naqueles com população entre 50 mil e 100 mil habitantes; e no Município com população entre 500 mil e 1 milhão de habitantes.

O sétimo partido em importância é o PP, que elegeu 4,93% do total de Prefeitos. O bom desempenho do partido se dá nos Municípios com população entre 10 mil e 20 mil habitantes.

Transparência Municipal

Comentários

Tags :

REDES SOCIAIS











ARTICULISTAS
Ramalho Leite
Karlos Thotta
Padre Bosco





INSTAGRAM @focandoanoticia


Focando a Notícia - CNPJ: 11.289.729/0001-46
Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio
jornalismo@focandoanoticia.com.br
(83) 99301.2627