‘Está tudo errado’, diz Maranhão sobre política de Segurança de RC e lembra PEC 300; ‘deixei recursos’

Publicado em quarta-feira, setembro 18, 2013 ·

zé maranhãoO ex-governador José Maranhão (PMDB) criticou nesta quarta-feira (18) a Segurança no governo de Ricardo Coutinho (PSB). Maranhão lembrou que o atual governador quando estava em campanha afirmou que acabaria com a violência em 30 dias, ou decretaria estado de emergência, mas não fez nada disso. A declaração foi uma resposta ao socialista que afirmou no programa Fala Governador que seu governo era o que tinha investido mais em Segurança. Em segundo lugar Coutinho colocou o governo de Tarcísio Burity.

 

Maranhão argumento que hoje na Segurança ‘está tudo errado’ e falta às Polícias mais estímulo. O ex-governador contou que em 2009, em plena disputa eleitoral, ele sancionou a PEC 300. O projeto proporcionaria melhores salários à corporação. “Ricardo deixou de cumprir e revogou a PEC 300”, ressaltou.

 

Questionado se pagaria realmente a PEC 300 caso tivesse sido eleito, o ex-governador garantiu: “Na época que eu propus e sancionei a PEC eu tinha como certa a minha eleição. Eu não podia pagar imediatamente em ano eleitoral, mas deixei recursos alocados. Falta motivação para os policiais trabalharem”, avalia.

 

No entender de Maranhão, outro problema da Segurança sob o governo de Coutinho é a má formação do policial. “A aparelhagem da Segurança Pública deixa a desejar. Acabaram os cursos”, pontuou.

 

Segundo o peemedebista, na cabeça do chefe do executivo estadual a violência no estado não existe de fato. Para ele, “o que existe aí é apenas exagero da Imprensa ou da oposição”, finalizou.

 

A entrevista foi dada ao programa Rede Verdade, do Sistema Arapuan.

Paulo Dantas

Comentários

Tags :

REDES SOCIAIS


















INSTAGRAM @focandoanoticia


Focando a Notícia -
Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio
jornalismo@focandoanoticia.com.br
(83) 99301.2627