ENEM: pais devem evitar pressão para não atrapalhar desempenho dos filhos

Publicado em terça-feira, outubro 6, 2015 ·

ENEMApenas dezessete dias: este é o tempo que falta para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Somente na Paraíba são 204.098 candidatos inscritos. A tensão natural que antecede a prova não se restringe apenas aos alunos, mas também para os pais. E é este o perigo na maioria das vezes. A cobrança exagerada pode, ao invés de ajudar, comprometer o resultado final.

Com esta preocupação, a reportagem do Correio Online ouviu a pedagoga e diretora do Lyceu Paraibano, Telma Medeiros, para saber até que ponto a pressão vinda de casa torna-se prejudicial para o desempenho do aluno no Enem.

ACOMPANHE O FOCANDO A NOTÍCIA NAS REDES SOCIAIS:

FACEBOOK                TWITTER                    INSTAGRAM

“A relação oriunda de casa influencia diretamente no desempenho do aluno, seja para o bem ou para o mal. A cobrança feita de forma acentuada causa tensão, mexe com o emocional do aluno, o prejudicando. Em certos casos a pressão é tanta que um bom aluno, bem preparado, acaba se deixando afetar, inclusive, perdendo o horário da prova ou senão tendo uma crise de nervosismo durante o exame, podendo até desmaiar”, disse.

A pedagoga explica que a cobrança não deve ser rechaçada, contudo, feita moderadamente. “A cobrança tem que ser livre, mais relaxada, uma cobrança que não seja transformada em pressão para não comprometer o sistema emocional do aluno. Acredito até que faltando poucos dias para a prova, o tempo de pressão e cobrança já passou”, ressalta.

Para amenizar o desgaste psicológico dos alunos, a poucos dias da prova, o Lyceu Paraibano estará promovendo no próximo dia 22 um aulão de relaxamento no Ginásio da Escola. “Decidimos inovar e por isso estaremos ministrando este aulão que visa justamente descontrair os alunos. No dia seguinte está agendado uma palestra com um psicólogo”, assegurou.

Outras pressões

A cobrança pela aprovação vinda de casa não é a única. Além dela, alguns pais impõem ao filho a escolha de determinado curso, geralmente um que possa proporcionar melhor rentabilidade financeira. Nessa situação, a pedagoga Telma Medeiros alerta para os riscos que este tipo de pressão causa.

“É uma escolha pessoal. Qualquer influência nesse caso também compromete. Geralmente aplicamos um teste vocacional, o qual aponta a direção do melhor curso para o aluno trilhar, é uma maneira de eles terem ciência do que querem”, disse.

Redução de inscritos na Paraíba

O número de inscritos do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) teve uma redução de 13,12% na Paraíba. Enquanto em 2014, 230.888 se candidataram ao exame, somente 204.098 irão às provas neste ano. Proporcionalmente, a queda é maior que a registrada nacionalmente, que foi de 8.478.096 inscritos, 10,67% a menos que no ano passado, quando foram feitas 9,5 milhões inscrições.

As provas

No sábado, 24 de outubro, serão realizadas as provas de ciências humanas e ciências da natureza, com duração de 4 horas e 30 minutos. Linguagens, matemática e redação, com duração de 5 horas e 30 minutos, serão no domingo, dia 25.

Maurílio Júnior/Correio da Paraiba

Comentários

Tags :

REDES SOCIAIS


















INSTAGRAM @focandoanoticia


Focando a Notícia -
Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio
jornalismo@focandoanoticia.com.br
(83) 99301.2627