Em Esperança (PB), III Marcha pela Vida das Mulheres e pela Agroecologia chama atenção para violência sofrida por camponesas

Publicado em quinta-feira, Março 8, 2012 ·

Neste Dia Internacional da Mulher, data que simboliza lutas históricas femininas, será realizada, no município de Esperança, na Paraíba (nordeste brasileiro), a III Marcha pela Vida das Mulheres e pela Agroecologia, tendo como principais finalidades denunciar a violência sofrida pelas mulheres camponesas, as desigualdades entre os homens e as mulheres no que diz respeito à representatividade e produção social e econômica, assim como visibilizar a vida da mulher na agricultura e afirmar a sua importância na agroecologia.

A Marcha terá início às 9h, em frente a sede do Sindicato de Trabalhadores Rurais do município de Esperança e seguirá até a praça da Cultura, que abrigará uma grande feira com produtos resultados do trabalho das mulheres, como artesanato e culinária.

Para a programação também está agendada um momento de troca de experiências. De acordo com Adriana Galvão Freire, do Polo Sindical e das Organizações da Agricultura Familiar da Borborema este momento “contribuirá para a abertura de novos canais de mercado, onde as mulheres camponesas podem participar ativamente do cenário político e social da região”.

A atividade busca, ainda, conscientizar o imprescindível papel da agroecologia como modelo de desenvolvimento regional e também mundial. “Somente a Cultura Agroecológica permite construir um mundo mais equilibrado entre homens e mulheres, valorizando as práticas tradicionais das mulheres, tornando o ambiente favorável para a troca e partilha de conhecimentos, para que essa construção possa expandir as capacidades e criar novas relações de poder dentro da família”, falou.

Ela acrescenta que a primeira edição da Marcha aconteceu em 2010 e contou com a participação de 900 mulheres de 15 municípios. No ano seguinte, a segunda Marcha foi realizada no município de Queimadas e contou com a participação de 1.800 mulheres. “As expectativas para esse ano são as melhores. O que deu para observar foi uma crescente participação das mulheres nesse movimento. Elas estão mais sensibilizadas a discutir sobre a sua condição e estão dispostas a transformar o seu ambiente. Além disso, estão animadas. Estamos organizando uma marcha com um grande potencial de participantes, embora a expectativa seja de 1.500, acredita-se que esse número atinja 2.000”, disse Adriana.

O patriarcado, uma construção secular, ainda vive como modelo de opressão à mulher, sobretudo no campo. Portanto, a ação também consiste em conscientizar e libertar as mulheres do processo de alienação. O evento viabiliza meios que auxiliam as mulheres a avaliar de forma crítica a realidade em que vivem, com debates e depoimentos, e também com o teatro.

O Grupo de Teatro do Pólo da Borborema apresentará a peça “A vida de Margarida, parte II”, expondo cenas que expressam a opressão vivida cotidianamente pelas agricultoras guiando-as a um caminho de superação e afirmando-as como protagonistas do cenário onde estão inseridas.

SERVIÇO:

III Marcha pela Vida das Mulheres e pela Agroecologia

Data: 08 de março de 2012 (quinta-feira).

Hora: 8h

Local:Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Esperança-PB, Pça Getúlio Vargas, 14 (ao lado da Igreja Matriz). (83) 3361-2298.

Fonte: Adital
Focando a Notícia

Comentários

Tags :

REDES SOCIAIS













ARTICULISTAS
Ramalho Leite
Karlos Thotta
Padre Bosco





INSTAGRAM @focandoanoticia


Focando a Notícia - CNPJ: 11.289.729/0001-46
Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio
jornalismo@focandoanoticia.com.br
(83) 99301.2627