COVID-19

Educação em tempos de pandemia

Publicado em quinta-feira, Março 25, 2021 ·

Sabemos que a pandemia de COVID-19 alterou a forma como a sociedade faz as coisas mais simples, como ir ao mercado por exemplo.  Não poderia ser diferente para a educação no Brasil. Ainda não temos qualquer expectativa real de quando as coisas vão voltar ao normal, inclusive, já há quem fale que o distanciamento social pode durar anos e mais anos. Pensando nisso, neste artigo vamos falar em detalhes sobre como a educação no Brasil está funcionando neste momento. Aqui você vai ver:

Casos especiais

A educação especial e inclusiva em tempos de pandemia é um desafio especial para as autoridades responsáveis. Com especial e inclusiva, estamos nos referindo ao ensino de pessoas portadoras de necessidades especiais. Deficiência visual, deficiência auditiva e etc. Durante a pandemia, o ensino tradicional foi substituído pelo ensino a distância ou ensino online. Em situações normais isso já é um desafio, mas para pessoas com deficiência é um problema ainda maior. Os profissionais da área têm que se redobrar para atender as demandas de alunos especiais. Em alguns casos, os professores estão tendo que ligar para os estudantes para garantir o andamento das aulas.

O ensino a distância na maioria dos Estados

Mesmo no ensino a distância que não envolve estudantes com necessidades especiais, ainda assim é necessária toda uma estrutura especial para garantir as aulas. Para começar, nem todos os alunos tem computador e acesso à internet em casa. O que levanta a pergunta? O que será feito com os estudantes mais pobres? Além disso, há o desafio do conhecimento com informática. Nem todos os estudantes sabem como lidar com computadores ou com a internet. Até então, o Governo Federal age como se nada estivesse acontecendo. São os profissionais da área, professores em especial, e as instituições de ensino que estão tendo que se desdobrar para tentar viabilizar a educação para seus alunos.

O ensino alternativo ganha força

O ensino tradicional é aquele que conhecemos. Estudantes vão até a instituição de ensino e tomam aulas. Já o alternativo diz respeito não só ao ensino a distância, mas também aos cursos online que não são necessariamente ligados ao MEC. Há cursos profissionalizantes como Cursos de Cabeleireira, Curso de Manutenção de Micro e etc. que estão em alta. Aparentemente, as pessoas querem aprender novas formas de fazer dinheiro. Há também iniciativas novas como o StudyBay, uma plataforma que ajuda na criação de atividades acadêmicas.

Sobre as pessoas que querem se formar

Estudantes do nível técnico e superior tem que criar um trabalho de conclusão de curso para obter o diploma, este trabalho é chamado de tcc. O tcc, além de ser entregue, deve ser defendido diante de uma banca de professores. Em um momento como este, a defesa de tcc presencial é inviável, por isso, algo incomum está acontecendo: A defesa do tcc online. Mas toda a situação é um grande desafio. Para elaborar o tcc, um estudante precisa da ajuda de um orientador. Este orientador precisa se reunir com o estudante para discutir o desenvolvimento do trabalho. No final, uma dependência com a internet é criada.

Considerações finais

A verdade é que o ensino a distância está longe de atender a população brasileira. Problemas que já existiam no ensino tradicional são ainda mais desafiadores com o ensino a distância. A única solução viável é a vacinação em massa e o retorno as atividades do dia a dia.

 

Comentários

Tags :

REDES SOCIAIS




















Focando a Notícia -
Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio
jornalismo@focandoanoticia.com.br
(83) 99301.2627