Dirigentes divergem sobre nome do PSL e Tião avisa: “Eu não compactuo com aborto e maconha”

Publicado em quarta-feira, abril 19, 2017 · Comments 

tiaoO deputado Tião Gomes, presidente estadual do Partido Social Liberal – PSL na Paraíba, defendeu nesta quarta-feira (19) a renovação do partido no país, mas disse que não compactua com algumas ideias defendidas pelo movimento que trabalha pela renovação da legenda, tais como descriminalização do aborto e liberação da maconha. “Eu não compactuo com todas esses pensamentos não, viu. Eu não defendo isso aí sob hipótese nenhuma”, rechaçou Tião, que se declara da ala conservadora do PSL.

Tião explicou que embora não pertença a esse grupo que integra o Movimento Livre, vê com bons olhos esse rejuvenescimento do partido, em nome da democracia e da necessidade de mudanças éticas.

“O Movimento Livre é de jovens entre 16 e 35 anos, que estão melhorando o partido. Onde existe democracia existe divisionismo, existe discussão, os jovens têm espaço dentro do PSL”, assegurou Tião.

De acordo com o presidente do partido em João Pessoa, vereador Lucas de Brito, a tendência é que o Partido Social Liberal – PSL passe a se chamar Livres até as eleições de 2018.

Tião, no entanto, diverge de Lucas. “Não, não existe mudança de nome de partido, nem vai se acabar o partido, o PSL é limpo, então não vai se acabar, pelo contrário, vai melhorar, o partido vai absorver as novas tendências”, acredita Tião.

Click PB

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

Tags :




outras notícias