Diretores de Cultura Dirigem o Quê?

Publicado em segunda-feira, março 20, 2017 · Comments 

carlos tota(Karlos Thotta/2017)

ATIVIDADES QUE NÃO VÃO AO ENCONTRO DO POVO NÃO PODEM SER CHAMADAS DE CULTURAIS PORQUE IGNORAM TRADIÇÕES.

CULTURA É TRADIÇÃO, HUMANIDADE E RAZÃO.

Os Planos Municipais de Cultura são filhos do Plano Estadual e netos do Nacional.

Algumas capitais dos 26 estados da República Federativa do Brasil, conseguiram bons resultados usando tais planos.

Lamentavelmente, isso não tem ocorrido na maioria dos 5570 municípios brasileiros, onde as gestões não têm competências que um cargo cultural exige.

CULTURA É AÇÃO; É ATITUDE E EMOÇÃO.

Outra realidade que costuma atrapalhar o plano municipal de cultura é o conflito de interesses entre as atividades públicas e privadas exercidas pelos gestores culturais.

As indicações e nomeações políticas para ocupação dos cargos, pretensamente culturais, desconsideram a necessária e urgente avaliação dos indicados.

Em decorrência dessa prática perniciosa à cultura brasileira, temos um grande número de pessoas, com baixo nível cultural, ocupando cargos culturais.

Alguém que não tenha fluência ao escrever, que não entenda de arte dançante, nem de coreografia; que confunda as diversas vertentes poéticas e que desconheça quase todos os autores de obras primas universais, não ama a Cultura nem os seus desprendimentos!

Por consequência, tal pessoa nunca poderia ter cargo cultural no organograma de nenhum município brasileiro.

CULTURA É MOVIMENTO, É ARTE E SENTIMENTO.

Infelizmente, os políticos detestam a evolução cultural e educacional dos seus fiéis afilhados porque assim, estes continuarão sendo controlados e promovidos a comissionados, ou agraciados com secretarias ou diretorias.

Como tudo que já é ruim ainda pode piorar, o mau gestor cultural não sabe ou não quer, e nem ajuda aceita, para elaborar um quadro com as ações culturais que pretende desenvolver ou promover.

Sem a devida e necessária agenda cultural, o mau gestor sente-se soberanamente livre para contratar o que ele entender (embora quase nada entenda).

Com tamanha ignorância, esta pessoa acaba contratando aquilo que os agentes culturais mundiais chamam de lixo cultural.

ATIVIDADES QUE NÃO VÃO AO ENCONTRO DO POVO NÃO PODEM SER CHAMADAS DE CULTURAIS PORQUE IGNORAM TRADIÇÕES.

CULTURA É TRADIÇÃO, HUMANIDADE E RAZÃO.

 

Tags :



outras notícias