Dimenstein a Barbosa: não seria melhor matar Genoino?

Publicado em quarta-feira, novembro 20, 2013 ·

joaquimDentro ou não da lei brasileira, a prisão do ex-presidente do PT José Genoino no Complexo da Papuda, apesar de sua grave doença cardíaca, “é uma desumanidade” com os aplausos da multidão que “deseja vingança”, afirma o colunista da Folha de S.Paulo Gilberto Dimenstein.

Por isso, ele sugere: “Não seria melhor executar o Genoino?”. Em artigo publicado nesta tarde, o jornalista ressalta que, mesmo desejando o fim da corrupção, não podemos perder o senso de responsabilidade. E acusa a atitude de Joaquim Barbosa, que determinou as prisões, de fazer um “marketing associado a algum projeto presidencial no futuro”.

Leia:

Não seria melhor executar o Genoino?

Não tenho condições de dizer se o que estão fazendo com o José Genoino obedece ou não a lei. Talvez obedeça.

Mas dá para dizer que é uma desumanidade que beira o linchamento.

Pegar um homem doente, que passou por uma operação gravíssima e jogá-lo numa cadeia. O ato pode ser legal. Mas é irresponsável.

É quase como se fosse uma execução. Tudo isso com os aplausos de multidões que desejam vingança.

Se toleramos que se faça isso com os outros, podemos acabar tendo de engolir que façam com a gente. É assim que nações acabam tolerando absurdos.

É nessas horas de comoção que, mesmo que queiramos o fim da impunidade e da corrupção, não podemos perder o senso de responsabilidade e humanidade.

Volto a repetir aqui que acho que Joaquim Barbosa prestou um enorme serviço ao Brasil e merece entrar na história.

Mas chego a suspeitar que, por trás dessas cenas, exista um marketing talvez associado a algum projeto presidencial no futuro.

Se não for isso, apenas o prazer de gerar imagens impactantes.

 

 

brasil247

Comentários

Tags :

REDES SOCIAIS




















Focando a Notícia -
Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio
jornalismo@focandoanoticia.com.br
(83) 99301.2627