Dilma faz pouco caso de declarações de Lupi: ‘O passado simplesmente passou’

Publicado em quinta-feira, novembro 10, 2011 ·

DILMA ROUSSEFF RODA VIVADesafiada pelo ministro do Trabalho, Carlos Lupi (PDT), que disse duvidar de sua demissão e que só sairia do ministério “abatido à bala”, a presidente Dilma Rousseff (PT) declarou nesta quinta-feira que não falaria a respeito. “Vocês acham que eu vou mesmo falar sobre isso?”, perguntou a jornalistas. “Um líder antigo, não vou me lembrar o nome, disse o seguinte: ‘o passado simplesmente passou'”.

Mais cedo, Lupi chegou a fazer uma declaração de amor à chefe do Executivo durante audiência pública na Comissão de Fiscalização e Controle da Câmara dos Deputados. “A gente fica revoltado. Nunca vou desafiar a presidente Dilma, independentemente de cargo. Não é cargo que nos guia na vida, é causa. Posso ser tudo, mas não sou uma pessoa deseducada, deselegante e muito menos despreparada. Presidente Dilma, desculpa se fui agressivo, não foi minha intenção. Eu te amo”, disse o ministro.

Desconforto: após denúncias, Lupi faz declarações de amor, mas Dilma faz pouco casoDesconforto: após denúncias, Lupi faz declarações de amor, mas Dilma faz pouco caso

De acordo com reportagem da revista Veja, o Instituto Êpa, sediado no Rio Grande do Norte, teria sido um dos alvos do esquema de cobrança de propina no ministério, tendo sido orientado a verificar com Weverton Rocha, então assessor especial de Lupi, ou Anderson Alexandre dos Santos, coordenador-geral de qualificação, como pagar propina e conseguir parcerias com o governo.

À reportagem da revista, representantes das ONGs disseram que as organizações contratadas pelo ministério tinham o repasse de recursos bloqueados após enfrentar problemas com a fiscalização da pasta. Assessores do ministro então procuravam os dirigentes das entidades para resolver o problema e cobravam propinas que variavam entre 5% e 15%.

JB Online

Comentários

Tags :

REDES SOCIAIS




















Focando a Notícia -
Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio
jornalismo@focandoanoticia.com.br
(83) 99301.2627