Dilma defende fim do sigilo eterno sobre documentos oficiais

Publicado em domingo, junho 26, 2011 ·

240_614-caso-de-policia-gdeA presidente Dilma Rousseff voltou a defender o fim do sigilo eterno de documentos oficiais e irá pedir que a base do governo no Senado chancele o texto da forma como foi aprovado pela Câmara, segundo reportagem de Ana Flor publicada no jornal Folha de São Paulo do sábado (25).

A decisão foi comunicada na sexta-feira (24) a assessores. A presidente deseja encerrar o debate sobre o assunto, que vem gerando discussões no governo há semanas.

Inicialmente Dilma queria o fim do sigilo eterno, conforme aprovado na Câmara. Entretanto, as opiniões contrárias dos ex-presidentes e senadores Fernando Collor (PTB-AL) e José Sarney (PMDB-AP), que apoiam o governo no Senado, fizeram com que Dilma expressasse uma opinião diferente.

Na terça-feira (21), a ministra das Relações Institucionais, Ideli Salvatti, confirmou que o governo acatará a decisão do Congresso sobre a possibilidade da manutenção do sigilo para documentos oficiais ultrassecretos.

O único ponto que a presidente Dilma insiste, segundo a ministra, é em relação aos documentos sobre direitos humanos –que não eram o centro das discussões. “A presidenta Dilma já colocou que esse ponto é inegociável. Não se pode permitir qualquer tipo de classificação de sigilo em relação as questões relacionadas a direitos humanos. Isso ela não admite em hipótese alguma”, afirmou Ideli.

A divulgação de que a maioria dos senadores era contra o sigilo eterno de documentos provavelmente contribuiu para que a presidente anunciasse que apoiaria o texto original aprovado na Câmara.






Fonte: Folha de São Paulo

Focando a Notícia

Comentários

Tags :

REDES SOCIAIS













ARTICULISTAS
Ramalho Leite
Karlos Thotta
Padre Bosco





INSTAGRAM @focandoanoticia


Focando a Notícia - CNPJ: 11.289.729/0001-46
Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio
jornalismo@focandoanoticia.com.br
(83) 99301.2627