Dilma chega a NY e diz que ‘ninguém percebeu’ chamas em seu helicóptero

Publicado em sexta-feira, setembro 25, 2015 ·

Helicóptero usado pela presidente Dilma solta chamas instantes antes de decolar do Palácio da Alvorada
Helicóptero usado pela presidente Dilma solta chamas instantes antes de decolar do Palácio da Alvorada

presidente Dilma Rousseff mostrou surpresa ao ser informada de que o helicóptero que a transportava do Palácio da Alvorada até a Base Aérea de Brasília, na noite desta quinta-feira (24), soltou uma labareda antes de decolar. Segundo Dilma, “ninguém percebeu” as chamas.

“No meu helicóptero? Hoje? Ninguém viu”, disse ao chegar ao hotel em Nova York na madrugada desta sexta-feira (25). Questionada por jornalistas sobre se havia ficado com medo de seguir a viagem, emendou: “Mas saiu labareda? Que coisa. Ninguém percebeu”.

Dilma chegou a Nova York por volta das 3h desta sexta para cumprir uma série de compromissos na sede da ONU (Organização das Nações Unidas), onde discute a agenda mundial para o desenvolvimento sustentável e faz a abertura da 70ª Assembleia Geral, com discurso na segunda-feira (28).

ACOMPANHE O FOCANDO A NOTÍCIA NAS REDES SOCIAIS:

FACEBOOK                TWITTER                    INSTAGRAM

A presidente chegou aos Estados Unidos acompanhada da filha, Paula Rousseff, e dos ministros Mauro Vieira (Relações Exteriores), Izabella Teixeira (Meio Ambiente), Tereza Campello (Desenvolvimento Social), Eleonora Menecucci (Política para as Mulheres) e Luís Inácio Adams (Advocacia-Geral da União).

Em meio a uma grave crise política e econômica no Brasil, Dilma atrasou a viagem aos Estados Unidos, prevista inicialmente para quarta-feira (23), para participar pessoalmente das negociações com os partidos da base aliada ao governo e fechar a reforma ministerial.

O anúncio das mudanças na Esplanada, uma das apostas do Palácio do Planalto para melhorar a governabilidade de Dilma, deveria acontecer também na quarta, mas foi adiado para a próxima semana devido às dificuldades nas conversas. Inicialmente, o PMDB, partido do vice-presidente Michel Temer, afirmou que não iria fazer nenhuma indicação para as pastas.

Na manhã desta sexta, Dilma acompanhará o discurso do papa Francisco na sede da ONU e a abertura da Conferência das Nações Unidas para a Agenda de Desenvolvimento Pós-2015.

No fim do dia, a presidente vai a uma recepção oferecida pelo primeiro-ministro da Suécia, Stefan Löfven, ao Brasil e outros oito países, em apoio à implementação da agenda.

Agência Brasil

Comentários

Tags :

REDES SOCIAIS


















INSTAGRAM @focandoanoticia


Focando a Notícia -
Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio
jornalismo@focandoanoticia.com.br
(83) 99301.2627