“Diário de Pernambuco” se defende das acusações de Marina Silva sobre “distorção”

Publicado em terça-feira, maio 28, 2013 ·

A matéria publicada no portal do jornal Diário de Pernambuco, em 14 de maio, sobre as declarações da ex-senadora Marina Silva, gerou muito mais do que a repercussão por causa de sua suposta “defesa” ao presidente da Comissão de Direitos Humanos, o deputado e pastor Marco Feliciano (PSC), mas motivou críticas e acusações de Marina contra o jornal diante de uma possível “distorção e utilização de suas declarações em má-fé”.

EBC

Intitulada “Em agenda no Recife, Marina Silva sai em defesa do pastor Marco Feliciano”, a matéria publicada inicialmente na versão online do jornal repercutia declarações da senadora deu em palestra na Universidade Católica de Pernambuco, no mesmo dia.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Mesmo depois de declarações contra o jornal, na última sexta (24), em artigo publicado na Folha de S.Paulo, Marina escreve que a publicação fez uma edição maldosa que a acusa de defender o deputado Feliciano.

Segundo Marina, o jornal pernambucano teria “distorcido” e “retirado do contexto” as declarações sobre Feliciano, uma vez que ela não se referia a sua posição como presidente da Comissão de Direitos Humanos e sim como evangélico.

Em resposta às criticas, o editor-executivo do Diário de Pernambuco, Paulo Goethe, esclareceu à IMPRENSA que, o que incomodou a ex-senadora foi a utilização da palavra “defesa” em função da grande repercussão que gerou a matéria. “Vale ressaltar que a assessoria de Marina Silva, no primeiro contato com o jornal após a publicação da matéria, não questionou o teor do texto e nem a reprodução de suas declarações a respeito do que pensa sobre Feliciano.”
Goethe defende que o uso da palavra “defesa” é compatível editorialmente. “Uma possível candidata à presidência chamava a atenção para a perseguição de uma pessoa pelo fato de ser evangélica”. Segundo o editor, diante da repercussão negativa sobre o comentário, “a pré-candidata passou a tratar o Diário de Pernambuco como um veículo que usou de má-fé em relação ao que ela disse”.
Ainda sobre o assunto, Goethe explica que Marina chegou a divulgar matérias e vídeos de um mês anterior, em uma palestra na Unicamp (São Paulo) como se fossem referentes à palestra da Unicap. “Uma forma de descredenciar o veículo, confundir o internauta e tirar de foco a manifestação religiosa em favor de Marco Feliciano. Só no final da tarde, pelo Facebook, o vídeo da palestra da Unicap foi disponibilizado, trazendo as declarações de Marina”.
O jornalista ainda conta que, diante da repercussão do assunto nacionalmente, portais e jornais do Sudeste ligaram para a redação para repercutir as declarações de Marina a respeito da má-fé do Diario. “Diante do que constataram, não deram eco às reclamações da candidata, porque a versão dela não refletia o que realmente ocorreu”.
Luiz Gustavo Pacete

Comentários

Tags : , , , , , ,

REDES SOCIAIS
















INSTAGRAM @focandoanoticia


Focando a Notícia - CNPJ: 11.289.729/0001-46
Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio
jornalismo@focandoanoticia.com.br
(83) 99301.2627