Desmatamento na Amazônia recebe pouca atenção da imprensa

Publicado em domingo, dezembro 15, 2013 ·

desmatamentoApesar de ter reduzido consideravelmente as taxas anuais de desmatamento na Amazônia, o Brasil ainda é o País que mais desmata no mundo. No último ano (agosto de 2012 a julho de 2013), o desmatamento aumentou 28% em relação ao ano anterior. Mesmo assim, nos seis anos entre 2007 e 2012, a média de matérias sobre desmatamento em 44 jornais regionais e nacionais analisados pela ANDI foi de uma matéria por semana. Muito pouco, se comparada à média de matérias de outros temas analisados pela ANDI no passado.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Se apenas os jornais de circulação nacional forem considerados (O Globo, Folha de S. Paulo, O Estado de S. Paulo e Correio Braziliense), a média de matérias passa para três matérias por semana. Mesmo assim, apenas 1% das matérias publicadas no período são investigativas e 2% são editoriais, com os veículos tomando posição sobre o assunto.

Apesar disto, a Análise de Mídia “Imprensa e Desmatamento na Amazônia” traz algumas boas notícias:

– A imprensa brasileira faz a ligação entre desmatamento e mudanças climáticas (que foi o tema principal de 11,7% dos textos) e políticas ambientais (11,3%).

– A mobilização das ONGs ambientalistas repercute na pauta. Elas têm credibilidade enquanto fontes de informação.

– As organizações da Sociedade Civil foram ouvidas em 15,6% dos textos. Aquelas voltadas a causas ambientais foram ouvidas em 12,3%.

– Temas relacionados ao Desenvolvimento têm presença significativa na cobertura sobre o desmatamento: um terço dos textos (33,4%) relaciona de alguma forma o desmatamento com o debate sobre Desenvolvimento.

A Análise, que também incluiu as quatro principais revistas semanais de notícias (Veja, Época, Isto É e Carta Capital) compilou alguns dados que podem balizar o esforço em cobrir mais e melhor uma pauta que tem desdobramentos importantes e alcançam desde o modelo de desenvolvimento escolhido para o País, até a integridade da maior floresta tropical do mundo, que funciona como reguladora de umidade e clima para outras regiões e cuja destruição pode afetar o País e o mundo.

– As ações governamentais impulsionaram o noticiário dosjornais: quase metade (47,8%) das matérias têm origem em cobertura de atos das três esferas de governo e somente 14,2% das matérias foram realizadas por iniciativa da própria imprensa.

– O foco institucional (enquadramento) da cobertura sobre desmatamento é fortemente associado ao Poder Executivo (49,6%).

– Menos de um quarto dos textos (23,4%) mencionam soluções para o desmatamento. Nesse conjunto, o Governo Federal é apontado como principal responsável pelas soluções (54% das vezes).

– Produtores rurais são ouvidos como fonte de informação em menos de 3% das notícias.

– Demandas e ações da Sociedade Civil motivaram 4,6% da cobertura dos jornais.

– Somente 16% das matérias citam alguma população vulnerável ao problema. Povos indígenas são os mais mencionados (51,4%), seguidos por povos da floresta (17,3%) e população rural (11,6%).

– Organizaçõesda Sociedade Civil foram ouvidas em 15,6% dos textos. Aquelas voltadas a causas ambientais foram ouvidas em 12,3%.

“Trabalhamos com 1,5 mil matérias e há material de ponta, matérias premiadas inclusive. Mas esta é uma pauta complexa e estratégica e precisa de cobertura cotidiana”, afirmou Veet Vivarta, secretário-executivo da ANDI, no debate de lançamento da análise, realizado no dia 10 de dezembro, em São Paulo.

A repórter especial do Valor Econômico, Daniela Chiaretti, que participou do debate argumenta que “é caro enviar jornalistas para a Amazônia” e lembra que jornais locais enfrentam dificuldades maiores para cobrir o tema. Além de ressaltar que é “difícil saber o que está acontecendo no meio da floresta” e admitir que é um problema “tornar a Amazônia interessante para quem não conhece a sua realidade”.

O analista ambiental Mauro Pires, que foi o consultor técnico da análise produzida pela ANDI com apoio da Aliança para o Clima e Uso da Terra (CLUA), resume: “Sem mostrar para a imprensa que ela cobre pouco a questão, a situação não vai mudar”.

Confira na íntegra a publicação Imprensa e Desmatamento na Amazônia.

 

Portal Andi

Comentários

Tags : , , , ,

REDES SOCIAIS









ARTICULISTAS
Ramalho Leite
Karlos Thotta
Padre Bosco





INSTAGRAM @focandoanoticia


Focando a Notícia - CNPJ: 11.289.729/0001-46
Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio
jornalismo@focandoanoticia.com.br
(83) 99301.2627