Defensores Públicos da Paraíba ameaçam entrar em greve em março

Publicado em terça-feira, Fevereiro 7, 2012 ·

07-Foto-do-solista-Rucker-BezerraOs mais de 200 Defensores Públicos do Estado da Paraíba, da ativa, estão sendo convocados, mais uma vez, para participar de Assembléia Geral que foi convocada via Edital, para o dia 13 de fevereiro, a partir das 14h00, no auditório da OAB, em João Pessoa. Deverão decidir se retomam a greve da categoria suspensa em agosto de 2010, ou se entram com ação na Justiça para levar o Estado da Paraíba a fixar os valores do subsídio da categoria, igualando-os com Juízes e Promotores.

Foi o que informou o presidente do Sindesp (Sindicato dos Defensores Públicos do Estado da Paraíba), Levi Borges Lima, que explicou o fato de a Assembléia Geral realizada na sexta-feira, 04/11/2011, ter dado um “crédito de confiança” ao Governo e adiou uma possível retomada da greve suspensa em 26 de agosto de 2010 para fevereiro ou março, com o objetivo de poderem verificar se o reajuste do subsídio da categoria constará dos contra cheques de janeiro de 2012.

“Diante da constatação de que os nossos pleitos não foram atendidos, estamos convocando mais uma Assembléia para que nossa categoria defina de forma democrática e soberana qual o caminho a seguir, pois somos apenas o coordenador de um processo que busca benefícios para o todo da categoria” – disse Levi.

A pauta

Sobre a pauta disse que “tem cinco itens: suspensão da greve de 2010, ação judicial, não fornecimento de material de expediente às Defensorias Públicas, projeto de adequação da legislação estadual que tramita na Assembléia Legislativa e outros assuntos de interesse da categoria”.

Concluiu dizendo que “outras reivindicações históricas são para  acabar com a falta de condições de trabalho para os defensores nas diversas comarcas, onde o pobre na forma da lei não tem as instalações adequadas para ser atendido tendo que ficar exposto em um balcão; resolver o problema da autonomia financeira, administrativa e orçamentária da instituição Defensoria Pública;  a instalação da Escola Superior da Defensoria Pública e a realização de concurso público para preencher vagas nas comarcas que são mais de 300”.

pbacontece

Comentários

Tags :

REDES SOCIAIS











ARTICULISTAS
Ramalho Leite
Karlos Thotta
Padre Bosco





INSTAGRAM @focandoanoticia


Focando a Notícia - CNPJ: 11.289.729/0001-46
Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio
jornalismo@focandoanoticia.com.br
(83) 99301.2627