Decapitada: Mãe diz que reconheceu filha por imagem na TV e diz que tentou ‘salvar’ filha

Publicado em sábado, março 22, 2014 ·

Corpo foi encontrado em estrada de terra em João Pessoa sem a cabeça e sob a vigília do cão (Foto: Reprodução / TV Cabo Branco)
Corpo foi encontrado em estrada de terra em João Pessoa sem a cabeça e sob a vigília do cão (Foto: Reprodução / TV Cabo Branco)

Rubia dos Anjos Brito, mãe da mulher encontrada morta decapitada e com a cabeça pendurada numa cerca no Valentina na madrugada da sexta (20) afirmou que reconheceu a filha por uma mecha de cabelo que apareceu na Televisão.

A mãe voltou ao IML na manhã deste sábado (21) com os documentos necessários para a liberação do corpo de Verônica Brito Evaristo, 25 anos, e contou à reporte Thaísa Aureliano que reconheceu a filha através de uma mecha de cabelo que passou na TV. Rubia contou também que Verônica era mãe de duas crianças, um garoto especial e surdo de 10 anos e uma menina de seis. A tatuagem nas costas da vítima, que também serviu para identificar o corpo, era o nome desse filho.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

De acordo com Rubia, a filha já esteve internada no Juliano Moreira para tratamento de uma depressão profunda e afirmou que a família tentava colocá-la de novo na instituição, pois a jovem estava ficando agressiva e abandonava os filhos em casa sozinhos. As crianças, que são filhas de pais diferentes, estão uma em Recife com a avó e o garoto em João Pessoa com o pai.

A mãe contou que após começar a apresentar mudanças de comportamento, a jovem a expulsou da casa delas em Mangabeira. Pouco depois, Verônica foi morar com um ex-presidiário no Rangel e alugou a casa de Mangabeira. Rubia, que é dona de casa, conseguiu a guarda da menina e também afastou o garoto para conseguir voltar a internar a filha, mas foi tarde demais.

Rúbia contou que já esperava que algo ruim acontecesse após a filha se envolver com o ex-presidiário e acredita que Verônica vendia drogas, mesmo que não ‘parecesse’ usuária.

O enterro acontece ainda na manhã deste sábado no Cemitério do Cristo Redentor. Não haverá velório, na capela do cemitério o corpo ficará pouco tempo por conta do estado que foi encontrado. Além da mãe e de outra parente que foram fazer o reconhecimento, não havia mais ninguém que fosse acompanhar o enterro.

As investigações policias continuam e na próxima segunda às 8h a mãe foi intimada a comparecer na Central de Polícia para dar seu depoimento. Ela também pretende voltar para a casa de Mangabeira que está alugada.

Entenda: Na madrugada de sexta-feira (20) por volta da meia noite um motociclista que passava próximo ao SESC Gravatá quando viu a cabeça da mulher amarrada na cerca pelos cabelos e ao lado o corpo decapitado com diversas perfurações.

Marília Domingues / Thaisa Aureliano

Comentários

Tags :

REDES SOCIAIS











ARTICULISTAS
Ramalho Leite
Karlos Thotta
Padre Bosco





INSTAGRAM @focandoanoticia


Focando a Notícia - CNPJ: 11.289.729/0001-46
Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio
jornalismo@focandoanoticia.com.br
(83) 99301.2627