Dagol afirma que foi Juvenal quem o tirou do jogo contra o Atlético-PR

Publicado em quinta-feira, novembro 17, 2011 ·

dagoberto-aeNovamente o atacante Dagoberto é alvo de polêmica no São Paulo. Artilheiro do time na temporada 2011, com 22 gols, o jogador caiu em desgraça no clube por ter assinado um pré-contrato com o Internacional, que entrará em vigor a partir de abril de 2012. Tanto que foi sacado pelo técnico Emerson Leão da partida realizada na última quarta-feira, contra o Atlético-PR, que terminou com a vitória do Furacão por 1 a 0.

Na terça-feira, Leão utilizou a metodologia aplicada no futebol europeu para explicar a saída de Dagoberto. Disse que, a partir de agora, irá promover revezamentos constantes no time titular e que escalará a sua equipe de acordo com o adversário. Mas, no desembarque da delegação são-paulina nesta quinta-feira, o atacante afirmou que a ordem partiu do presidente Juvenal Juvêncio.

– O Juvenal sempre deixou claro que eu nunca jogaria contra o Atlético-PR até para evitar maiores problemas. Eu estava apto e queria jogar, afinal estou vivendo um ano muito bom. Sou empregado, tenho de jogar, mas também tenho que respeitar ordens. Foi até bom porque descansei um pouco – afirmou o jogador.

Dagoberto não sabe se será escalado no sábado, contra o América-MG, no Morumbi.

– Eu estou à disposição, mas o Leão ainda não conversou nada comigo – disse.

A queda de produção do atacante, que não marca há cinco jogos, e o fato de sua situação já estar definida para 2012 o afastam do São Paulo já no final do ano, apesar de o vínculo se encerrar apenas em abril. Porém, a diretoria do clube do Morumbi deixou claro: só libera o jogador para o Internacional se for ressarcido. O técnico Emerson Leão, por sua vez, aceita discutir a inclusão de um atleta para facilitar a negociação.

Globoesporte.com

Comentários

Tags :

REDES SOCIAIS




















Focando a Notícia -
Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio
jornalismo@focandoanoticia.com.br
(83) 99301.2627