Cursos de capacitação do Brasil Sem Miséria terão 1 milhão de vagas até 2014, diz MDS

Publicado em terça-feira, dezembro 13, 2011 ·

attachment (1)O Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS) informou que até 2014, serão destinadas 1 milhão de vagas para cursos de capacitação profissional ao público do Plano Brasil Sem Miséria. A informação foi divulgada durante a teleconferência sobre o funcionamento do Sistema Nacional de Informações da Educação Profissional e Tecnológica (Sistec). No programa, exibido pela NBR na segunda-feira (12), gestores e funcionários das prefeituras puderam esclarecer dúvidas sobre o funcionamento da plataforma do sistema e apreenderam a gerir a aplicação da Bolsa-formação.
O diretor de Inclusão Produtiva do MDS, Luiz Müller, lembrou que o Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec) faz parte de um dos principais eixos do Plano Brasil Sem Miséria, a inclusão produtiva. O programa tem como foco a oferta de cursos de capacitação continuada, com carga horária entre 160 e 360 horas, nas áreas de construção civil, supermercados e outros setores que exigem pouca escolaridade. “Desenhamos o sistema de forma que as pessoas menos capacitadas pudessem ser favorecidas. São pessoas com perfil extremamente pobre que, muitas vezes, não possuem nenhum tipo de formação e, assim, não conseguem se inserir no mercado de trabalho”.
O diretor aproveitou a teleconferência para ressaltar a importância da transversalidade entre todos os setores da sociedade para melhor funcionamento do sistema. “O MDS demanda do Ministério da Educação (MEC) as vagas do sistema, mas cabe aos gestores o papel de supervisionar essa demanda.”
A coordenadora-geral de Desenvolvimento e Monitoramento da Educação Profissional e Tecnológica do Ministério da Educação, Nilva Schröeder, explica que, para a inscrição e participação nos cursos de capacitação do Sistec, os alunos contarão com o auxílio da bolsa-formação, que tem como objetivo ampliar a oferta de vagas e o acesso ao ensino tecnológico. “O MEC e o MDS articulam as parcerias, de modo que cada aluno inscrito no sistema contará com material didático, ambiente para acompanhamento das aulas, auxílio alimentação e auxílio transporte para deslocamento até o local de estudos”.
Na página eletrônica do Pronatec, foi publicado um manual de gestão com esclarecimento sobre a bolsa-formação para estudantes e gestores. Dúvidas também poderão ser esclarecidas por meio do canal de atendimento do Sistec, pelo telefone 0800 616161.


Passo a passo
O coordenador do Sistec, Vitor Nunes Leal, apresentou uma série de slides de orientação com as três portas de acesso ao sistema, de acordo com o perfil do usuário. A plataforma pode ser acessada por usuários classificados como “parceiro demandante”, no caso, os gestores do MDS, “supervisores de demanda”, no caso das prefeituras, ou como “unidade demandante”, que seriam os Centros de Referência de Assistência Social (Cras).
Luiz Müller lembrou aos participantes que todos os supervisores de demanda já foram identificados pelo MDS e serão contatados, a partir desta segunda-feira (12), por meio de correio eletrônico para cadastramento de perfil de acesso ao sistema. “Acreditamos que esse processo será breve e, em poucos dias, todos os supervisores já estarão com acesso total ao sistema. Em um segundo momento, os membros dos Cras serão acionados”. De acordo com o diretor do MDS, cerca de 60 mil vagas de capacitação serão abertas ainda em 2011.
A teleconferência será reapresentada pela TV NBR na quarta-feira (14), às 8h30, na sexta-feira (16), às 18h30 e no domingo (18), às 14h30.








Portal Brasil
Focando a Notícia

Comentários

Tags :

REDES SOCIAIS




















Focando a Notícia -
Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio
jornalismo@focandoanoticia.com.br
(83) 99301.2627