CRM interdita setores de hospital de Bayeux, na Grande João Pessoa

Publicado em sexta-feira, dezembro 28, 2012 ·

Os setores de pronto-atendimento e maternidade do Hospital Materno Infantil João Mariscano, em Bayeux, na Grande João Pessoa, foram interditados eticamente na tarde desta sexta-feira (28) pelo Conselho Regional de Medicina da Paraíba. A interdição é resultado da falta de equipe de enfermagem nos setores após a interdição ética realizada pelo Conselho Regional de Enfermagem da Paraíba (Coren-PB) na última quinta-feira (27). Com a decisão, os médicos e enfermeiros das unidades ficam impedidos de trabalhar.[bb]

De acordo com o diretor do Departamento de Fiscalização do CRM-PB, Eurípedes Mendonça, sem enfermeiros e técnicos de enfermagem a equipe médica fica impossibilitada de realizar diversos atendimentos e os cuidados com os pacientes ficam comprometidos. “Com interdição no pronto-atendimento e maternidade, apenas o setor pediátrico do hospital está funcionando. Pedimos à população que procure outro hospital para receber atendimento”, informou.

Na quinta-feira (27), o mesmo hospital foi interditado eticamente pelo Conselho Regional de Enfermagem (Coren) após uma vistoria realizada pela entidade. Com a interdição ética as unidades permanecem abertas, mas os profissionais ficam proibidos de realizar qualquer tipo de atendimento.

Também na quinta, a Unidade de Saúde da Família no bairro do Roger, em João Pessoa, e outro no bairro Cidade Verde,  também foram interditados. Eurípedes Mendonça disse que a unidade apresenta diversos problemas estruturais que comprometem o adequado atendimento médico à população.[bb]

O G1 não conseguiu entrar em contato com a Prefeitura de Bayeux até as 16h30 desta sexta-feira (28).

G1 PB

Comentários

Tags : , , , , , ,

REDES SOCIAIS














INSTAGRAM @focandoanoticia


Focando a Notícia - CNPJ: 11.289.729/0001-46
Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio
jornalismo@focandoanoticia.com.br
(83) 99301.2627