CRISE NA UNIMED: Presidente confessa que abafou rombo de R$ 47 milhões

Publicado em segunda-feira, dezembro 5, 2011 ·

A omissão levou Assembléia mandar Aucélio Gusmão e João Modesto ao crivo do Conselho de Ética

unimedO saldo da Assembléia Geral da Unimed João Pessoa, realizada no fim de semana, aumentou mais ainda o suspense sobre a real situação financeira da cooperativa. O atual presidente da entidade, Dr. Aucélio Gusmnão, está há pelo menos doze anos no comando da Unimed em João Pessoa. Há bastante tempo muitos questionamentos são feitos sobre a gestão, porém, nunca havia sido deflagrada tamanha crise na cooperativa.

Durante as deliberações, o presidente da Unimed-JP, Aucélio Gusmão, revelou que “abafou” a multa de R$ 47 milhões imposta pela Receita Federal temendo a repercussão na imprensa. O mesmo não conseguiu explicar porque também omitiu o rombo aos conselhos fiscal e de administração da cooperativa e escondeu a informação dos próprios cooperados, que no caso concreto  irão pagar os débitos.

A pauta da reunião colocava em xeque a administração da atual presidência da entidade  e previa até  contratação de auditoria externa e assessoria jurídica independentes e permanentes para fiscalizar o setor financeiro, além de puxar deliberações sobre inconformidades e irregularidades apresentadas em relatório de auditoria realizada no ano passado pelo conselho fiscal.

O edital da assembleia sugeria ainda aprovação de medidas para diminuição de custos na UNIMED-JP e discussão sobre as denúncias da revista Politika, que na edição de junho trouxe ampla reportagem com dados comprometedores sobre este modelo de gestão, além de inúmeras queixas de mau atendimento e revelação sobre altos valores de salários pagos aos diretores.

A reunião que convocou 1.457 médicos cooperados do sistema na capital preocupa usuários de plano de saúde, pois evidencia uma iminente crise na cooperativa.

A Assembléia determinou a ida de Aucélio Gusmão e de João Modesto, que é o diretor financeiro, ao Conselho de Ética da cooperativa. A Receita Federal autuou a Unimed em 30 de setembro por descumprimento do pagamento de Cofins, PIS e CSLL. Durante todo este tempo, Aucélio preferiu o silêncio.

saudepb

Comentários

Tags :

REDES SOCIAIS




















Focando a Notícia -
Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio
jornalismo@focandoanoticia.com.br
(83) 99301.2627