em Cajazeiras

Criança morre vítima de meningite no Sertão da Paraíba

Publicado em quinta-feira, fevereiro 20, 2020 ·

Uma criança de oito anos morreu vítima de meningite, em Cajazeiras, no Sertão da Paraíba, nessa quarta-feira (19). Ela era do município de Cachoeira dos Índios e deu entrada no Hospital Universitário Júlio Moreira (HUJM) no último dia 13. Devido ao avanço da doença, não foi possível reverter o quadro.

A superintendente do hospital, Mônica Paulino, disse que a criança foi socorrida pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e os pais dela relataram que a menina tomava medicação para infecção no ouvido.

Segundo a médica, a criança chegou à unidade de saúde em estado muito grave e com sinais sugestivos de meningite. Um exame foi feito e constatou a meningite meningocócica. A partir disso, foi feito o tratamento para esse tipo da doença e ela recebeu os cuidados de estabilização.

A menina foi mantida na unidade hospitalar recebendo cuidados paliativos e terapia de antibióticos para reduzir os riscos de transmissão. Depois, foi realizado exame de eletroencefalograma e foi diagnosticada a morte encefálica.

Os parentes e a equipe que tiveram contato com a criança já fizeram exame para saber se foram contagiados e receberam medicação preventiva. Não há suspeita de outros casos na região.

Meningite

De acordo com o Ministério da Saúde, a meningite é uma inflamação das meninges, membranas que envolvem o cérebro e a medula espinhal. A meningite pode ser causada por vírus ou por bactéria, que é mais grave.

O risco de contrair meningite é maior entre crianças menores de cinco anos, principalmente até um ano, no entanto pode acontecer em qualquer idade. A principal forma de prevenir a meningite é por meio da vacinação.

No Brasil, a meningite é considerada uma doença endêmica. Casos da doença são esperados ao longo de todo o ano, com a ocorrência de surtos e epidemias ocasionais. A ocorrência das meningites bacterianas é mais comum no outono-inverno e das virais na primavera-verão.

Segundo o Ministério da Saúde, todas as faixas etárias podem ser acometidas pela doença, porém o maior risco de adoecimento está entre as crianças menores de 05 (cinco) anos, especialmente as menores de um ano de idade. Na doença causada pela bactéria Neisseria meningitidis, além das crianças, os adolescentes e adultos jovens têm o risco de adoecimento aumentado em surtos.

Na meningite pneumocócica (causada pelo Streptococcus pneumoniae) idosos e indivíduos portadores de quadros crônicos ou de doenças imunossupressoras também apresentam maior risco de adoecimento. O sexo masculino também é o mais acometido pela doença.

Conforme o Ministério da Saúde, a meningite tem cura. No entanto, é necessário assistência médica na vigência dos sintomas. A depender do agente causador da doença, em alguns casos, podem ocorrer sequelas como: surdez, crises de epilepsia, danos cerebrais, amputação de membros, dificuldades de aprendizagem além de problemas comportamentais.

 

portalcorreio

 

 

Comentários

Tags : , , ,

REDES SOCIAIS














INSTAGRAM @focandoanoticia


Focando a Notícia - CNPJ: 11.289.729/0001-46
Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio
jornalismo@focandoanoticia.com.br
(83) 99301.2627