Crescimento da violência em Taperoá faz vereador pressionar Estado pela instalação de Batalhão

Publicado em quarta-feira, agosto 10, 2011 ·



juininhoO primeiro semestre indiscutivelmente foi marcado pela violência em Taperoá, em especial no bairro São José, onde só na última semana cerca de quatro casas foram arrombadas. Já são quase dez residências alvos da ação de bandidos que contam com uma falta de planejamento de combate ao crime por parte do poder público.
Na batalha contra a bandidagem quem saiu na frente foram os vereadores que em maio realizaram audiência pública com especialistas em Segurança e discutiram sobre o problema durante cerca de quatro horas.
Do encontro, foi mencionada a possível instalação de um batalhão da Polícia Militar, como uma das medidas no enfretamento contra o crime na cidade.
A promessa de representantes da PM feira há três meses foi lembrada na sessão da última sexta-feira, 05, pelo parlamentar Júnior de Preto, que aproveitou a ocasião para cobrar ao Governo do Estado a instalação o mais rápido possível do BPM.
“Não dá mais para ficarmos reféns de bandidos e ver que nossa cidade perde a cada dia a tranqüilidade. Temos que pôr quem rouba, mata, ou comete qualquer outro tipo de delito na cadeia. Não é a população que deve ficar presa em sua própria casa com medo, enquanto criminosos fazem a farra”, frisou Júnior, que ressalta também que a instalação do batalhão poderá até não pôr fim aos crimes, mas que colaborar bastante no combate aos mesmos já que haverá mais soldados nas ruas o que dará um suporte maior na captura de bandidos.
O vereador decidiu pressionar o governo estadual, mesmo este tendo tomado medidas rápidas, como o envio de um novo carro e de uma motocicleta e de mais homens da PM, o que não controlou o aumento de crimes, como roubo à residências, depois que o Parlamento foi criticado por não se manifestar sobre o assunto, o que foi desmentido por Júnior de Preto.
O legislador procurou a rádio local e esclareceu que a Casa Corsino de Farias Souza busca soluções para resolver a falta de segurança no município, mas que sozinha não tem como agir no combate ao crime.
“O Poder Legislativo, como o próprio nome já diz, tem o poder de legislar, ou seja, de criar leis e também de fiscalizar a execução das mesmas, e isso a Câmara vem fazendo. Nós vereadores somos parceiros no enfretamento contra a violência e necessitamos da ajuda de outros órgãos, como os poderes executivos Municipal e Estadual, que são capazes de efetivar ações contra a insegurança”, finaliza Júnior.


Jandro Gomes para o Focando a Notícia

Comentários

Tags :

REDES SOCIAIS




















Focando a Notícia -
Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio
jornalismo@focandoanoticia.com.br
(83) 99301.2627