João Pessoa

Corretor suspeito de matar taxista tem registro suspenso por 90 dias pelo Creci-PB

Publicado em segunda-feira, Fevereiro 18, 2019 ·

O Conselho Regional de Corretores de Imóveis da Paraíba (Creci-PB) suspendeu por 90 dias o registro do corretor de imóveis Gustavo Teixeira, de 43 anos, suspeito de matar o taxista Paulo Damião dos Santos após um desentendimento no trânsito. A suspensão, de acordo com o presidente do Creci, Rômulo Soares, começa a valer nesta segunda-feira (18). O crime aconteceu na última sexta-feira (16).

O crime aconteceu por volta das 17h30, em uma rua movimentada no bairro do Bessa, onde fica uma escola, um supermercado e uma igreja. O vídeo de uma câmera de segurança mostra o taxista manobrando o carro, quando Gustavo desce do carro, vai até a janela do táxi e efetua três disparos contra a vítima.

Após audiência na tarde do sábado (16), foi decretada a prisão preventiva do suspeito e ele foi encaminhado para o 5º Batalhão de Polícia Militar.

Homem atirou contra taxista durante briga de trânsito, no bairro do Bessa, em João Pessoa — Foto: TV Cabo Branco/Reprodução

Homem atirou contra taxista durante briga de trânsito, no bairro do Bessa, em João Pessoa — Foto: TV Cabo Branco/Reprodução

De acordo com Rômulo Soares, presidente do Creci-PB, na manhã desta segunda-feira (18), a diretoria executiva do Conselho e a procuradoria jurídica se reuniram para tomar a decisão. “Com base na legislação, nós suspendemos a inscrição do corretor de imóveis Gustavo Teixeira e vamos notificá-lo da decisão”, disse Rômulo.

Além disso, o Creci também vai abrir um processo administrativo disciplinar ético para que Gustavo possa apresentar defesa no prazo de 15 dias, a partir da notificação. Em seguida a Comissão de Ética e Fiscalização Profissional vai analisar a pena aplicada, que pode ir desde uma advertência até o cancelamento da inscrição.

“A nossa competência, na Paraíba, para pessoa física ou jurídica, é analisar as condutas éticas não só no exercício da profissão, mas a conduta ética perante a sociedade”, explicou Rômulo.

Taxista Paulo Damião foi assassinado a tiros durante briga de trânsito — Foto: TV Cabo Branco/Reprodução

Taxista Paulo Damião foi assassinado a tiros durante briga de trânsito — Foto: TV Cabo Branco/Reprodução

Entenda o caso

De acordo com o coronel da PM, Lívio Delgado, o suspeito do crime reclamou com o taxista, que respondeu à reclamação com um xingamento, após fazer uma manobra em uma rua no bairro do Bessa. O homem desceu do carro do colega e atirou três vezes contra a vítima, fugindo a pé em seguida para a casa dele, onde se trancou no local, com a esposa.

O taxista Paulo Damião era casado e pai de dois filhos, uma jovem de 20 anos e um menino de 8. Segundo o irmão, Paulo nunca tinha se envolvido em confusões no trânsito, mesmo estando diariamente dirigindo o táxi.

Segundo a Polícia Militar, no momento do crime o suspeito estava bêbado e sendo levado para casa por um motorista de aplicativo. Ele teria curso de tiro. O homem foi autuado em flagrante por homicídio doloso. A arma do crime não foi encontrada e, segundo a delegada Roberta Neiva, a polícia está averiguando se o corretor tem porte de arma.

O advogado de Gustavo disse que, após a audiência de custódia, o suspeito foi levado para o batalhão porque possui ensino superior completo. Durante a audiência, o pedido da defesa para que o suspeito respondesse em liberdade foi negado.

“Gustavo permaneceu toda a audiência em silêncio. Nós vamos recorrer da decisão da Justiça”, informou ao G1 o advogado Werton Jr. A Polícia Civil tem 10 dias para concluir o inquérito.

O corpo do taxista Paulo Damião dos Santos, de 42 anos foi enterrado sob forte comoção de amigos, parentes e colegas de profissão na manhã do domingo (17), em João Pessoa.

Enterro do taxista Paulo Damião foi no Cemitério do Cristo, em João Pessoa — Foto: Hebert Araújo/TV Cabo Branco

Enterro do taxista Paulo Damião foi no Cemitério do Cristo, em João Pessoa — Foto: Hebert Araújo/TV Cabo Branco

G1

 

Comentários

Tags :

REDES SOCIAIS


















INSTAGRAM @focandoanoticia


Focando a Notícia - CNPJ: 11.289.729/0001-46
Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio
jornalismo@focandoanoticia.com.br
(83) 99301.2627