Corinthians domina, bate Nacional e vence 1ª na Libertadores

Publicado em quinta-feira, Março 8, 2012 ·

Foto: Ricardo Matsukawa/Terra

O Corinthians conseguiu a primeira vitória na Copa Libertadores de 2012. Em partida realizada no Estádio do Pacaembu na noite desta quarta-feira, a equipe do Parque São Jorge derrotou o Nacional, do Paraguai, pelo placar de 2 a 0 e se aproximou do Cruz Azul, do México, na disputa pela liderança do Grupo 6 da competição sul-americana. O meio-campista Danilo e o atacante Jorge Henrique foram os autores dos gols que asseguraram os triunfo do time comandado por Tite.

O resultado positivo conquistado na estreia da equipe em casa na Libertadores deste ano deixou o Corinthians em boa situação na disputa pelas duas vagas às oitavas de final. O atual campeão brasileiro soma quatro pontos, dois abaixo do Cruz Azul e três acima do Deportivo Táchira, responsável pelo empate corintiano na primeira rodada. O Nacional, por outro lado, segue zerado.

Embalado pela primeira vitória na competição, o Corinthians terá o compromisso, teoricamente, mais difícil desta etapa de grupos. Na próxima quarta-feira, às 22h (de Brasília), o pentacampeão nacional terá pela frente o Cruz Azul, no Estádio Azul, no México. Já o Nacional tentará os primeiros pontos contra o Deportivo Táchira, no Parque Central, na terça-feira, às 19h45.

Personagem do primeiro tempo, Danilo vence retranca paraguaia

O Nacional viajou ao Estádio do Pacaembu satisfeito em manter a igualdade no marcador. A postura retraída permitiu ao Corinthians dominar completamente a primeira etapa do duelo desta quarta-feira em São Paulo. Dono da posse de bola, o clube do Parque São Jorge, entretanto, mostrou dificuldades na parte de abertura da partida para conseguir ultrapassar a barreira defensiva dos paraguaios.

A primeira grande oportunidade do Corinthians no confronto surgiu dos pés de Danilo. Aos 12min, Liedson descolou um ótimo passe para o meia. O camisa 20 corintiano driblou dois zagueiros e saiu à frente da meta adversária. Contudo, na tentativa de fintar o goleiro Ignacio Don, o jogador acabou tento a ação interrompida pelo camisa 1 adversário.

A oportunidade, ao invés de originar uma grande pressão corintiana sobre os paraguaios, foi a única do Corinthians durante a metade inicial da primeira etapa. A equipe comandada por Tite, embora soberba em relação à posse de bola, falhou na criação de jogadas, acumulando erros de passes, especialmente com Alex e Paulinho.

O diferencial paulista em campo era Danilo. Aos 37min, o meia novamente quase arrancou o grito de gol da torcida no Pacaembu. Depois de dividida entre Liedson e o goleiro Don, a bola sobrou para Danilo. O camisa 20, com muita tranquilidade, dominou e arriscou por cobertura. Entretanto, um defensor, sobre a linha, afastou.

Grande personagem da primeira etapa, Danilo acabou premiado no minuto seguinte. No único momento de pressão corintiana até então, Liedson dominou na entrada da área pelo lado esquerdo e arriscou o chute. O goleiro paraguaio, inseguro, deu rebote. Na sobra, o camisa 20, com categoria, fintou o defensor e abriu o placar, aliviando a pressão sobre o time de Tite antes do intervalo.

Corinthians evita sofrimento e mata o jogo com Jorge Henrique

A vantagem conquistada pelo gol de Danilo permitiu ao Corinthians trabalhar ainda mais a posse de bola durante a segunda etapa. Completamente dominante no campo ofensivo, o clube comandado por Tite criou a primeira oportunidade para aumentar o marcador aos 12min. Jorge Henrique arrancou pela esquerda e cruzou para a área. No rebote proporcionado pela defesa paraguaia, Alex chutou firme, de direita, e quase balançou as redes.

Extremamente recuado, o Nacional, aos poucos, tentou avançar a equipe. Contudo, a falta de qualidade técnica do adversário corintiano impediu qualquer tipo de mudança no panorama da partida. Os visitantes acumularam erros de passes e facilitaram o trabalho de Chicão e Leandro Castán, os únicos defensores disponíveis para o duelo desta quarta-feira – Paulo André, em fase final de recuperação, e Wallace, que se lesionou contra o Santos no último final de semana, acabaram vetados.

Sem sofrer com o ímpeto adversário, o Corinthians sacramentou os três pontos aos 21min. Improvisado na lateral direita na vaga de Alessandro, Edenílson arrancou e cruzou na medida para Jorge Henrique. O camisa 23 entrou em velocidade e, de peito, estufou as redes paraguaias no Estádio do Pacaembu.

O Corinthians seguiu administrando a partida com competência até o final. Com o resultado já construído, Tite teve a oportunidade de dar um ritmo de jogo ainda maior ao centroavante Élton, o atacante Emerson e o meia Douglas. Totalmente dominante, o time seguiu controlando o ritmo, evitando qualquer tipo de pressão por parte dos paraguaios.

FICHA TÉCNICA

CORINTHIANS 2 x 0 NACIONAL-PAR

Gols:

CORINTHIANS: Danilo, aos 38min do 1º tempo; e Jorge Henrique, aos 21min do 2º tempo

CORINTHIANS: Júlio César; Edenílson, Chicão, Leandro Castán e Fábio Santos; Ralf e Paulinho; Danilo, Alex (Douglas) e Jorge Henrique (Emerson); Liedson (Élton).
Técnico: Tite.

NACIONAL-PAR: Ignacio Don; Mazacotte, Caniza, Mendoza e Herminio Miranda; Derlis Orué, Riveros, Villarreal e Cáceres (Cano); Javier González (Bogado) e Angel Orué (Rodrigo Teixeira).
Técnico: Javier Torrente.

Cartões Amarelos
CORINTHIANS: Fábio Santos e Leandro Castán
NACIONAL-PAR: Javier González

Árbitro
Enrique Osses (Chile)

Local
Estádio do Pacaembu, em São Paulo (SP)

Terra

Comentários

Tags :

REDES SOCIAIS













ARTICULISTAS
Ramalho Leite
Karlos Thotta
Padre Bosco





INSTAGRAM @focandoanoticia


Focando a Notícia - CNPJ: 11.289.729/0001-46
Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio
jornalismo@focandoanoticia.com.br
(83) 99301.2627