financiamentos

Como economizar na compra de imóveis

Publicado em quinta-feira, maio 16, 2019 ·

Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), no Brasil, apenas 17,3% das residências são alugadas. Em contrapartida, é cada vez mais comum encontrarmos brasileiros donos de imóveis. Esse grupo já contabiliza mais de 45 milhões de pessoas.

Ou seja, é cada vez mais comum os brasileiros que preferem investir em um imóvel próprio. Para isso, pesquisam o preço de apartamento na planta, optam por financiamentos ou então por consórcios.

Se você não tem um imóvel próprio e está pensando em maneiras de sair do aluguel, nós reunimos boas dicas de como economizar para realizar esse grande empreendimento de vida.

Planeje a compra do imóvel

O primeiro passo para conseguir economizar na compra da casa ou apartamento é planejar.

Para fazer um bom planejamento, é necessário fazer uma projeção do quanto você ganha e dos gastos mais frequentes em sua família. Reúna todas as informações, desde contas mais pequenas a gastos mais robustos.

Considere os gastos fixos, como escola dos filhos, cartão de crédito, água, luz, telefone, por exemplo. Também pense em seus gastos eventuais, como viagens, remédios, etc. Até mesmo aqueles momentos de lazer, como o happy hour e o cineminha devem ser considerados.

É a partir desse pequeno mapeamento sobre seus ganhos e gastos que você conseguirá avaliar quanto poderá pagar no imóvel e sob quais condições poderá fazer o negócio.

Estabeleça o tipo e o valor do imóvel

Tendo conhecimento do quanto você ganha e de como você anda gastando, fica mais fácil de avaliar qual o valor do imóvel que cabe no seu bolso.

Considere, para isso, o tipo de imóvel, se casa ou apartamento, se de 1 ou 2 quartos, por exemplo. Leve em conta o tamanho de sua família no presente e no futuro. Se você ainda não tem filhos, mas pretende ter, então, já os considere na escolha de seu imóvel.

Também avalie bem a região onde você pretende morar e contabilize todos os possíveis gastos.

Trace um plano de contenção de gastos

Outra boa dica para economizar na compra de um imóvel e ter um bom poder de barganha na hora de fechar o negócio é ter uma boa quantia para pagar à vista. Mas como fazer isso?

Infelizmente, para alguns objetivos maiores é mesmo indispensável cortar alguns gastos mais supérfluos. Não significa que você precisa deixar de ir ao jogo do seu time de coração ou que você só vai poder assistir a filmes do sofá de casa, através dos programas de streaming.

Mas significa sim que você deverá reduzir um pouco a frequência dessas atividades mais dispendiosas. Por isso é muito importante que você avalie todos os seus gastos. Só assim você conseguirá cortar tudo o que você realmente pode viver sem.

Invista a economia

Procure investir esse dinheiro que você está economizando. Não significa que você deve aplicá-lo em ações na bolsa de valores. Não, ao contrário. Aposte em investimentos mais tímidos e seguros como a poupança, por exemplo.

Pesquise as alternativas do mercado

Quem quer comprar um imóvel próprio tem algumas alternativas no mercado. É possível optar, por exemplo, pela compra de apartamento na planta, ou, então, pelo financiamento ou pelo consórcio. Alternativas não faltam.

Mas é muito importante pesquisar cada um. Procure saber quais oferecem as melhores condições para as suas possibilidades financeiras.

Apartamentos na planta

Os apartamentos na planta costumam ser empreendimentos mais em conta, isto é, o comprador de um imóvel na planta consegue economizar mais do que aquele que compra um apartamento já construído.

No entanto, é importante saber que esse é um negócio que possui algumas peculiaridades. Como o empreendimento ainda está sendo construído, é possível acontecer alguns atrasos, por exemplo.

Financiamento em banco

Muitos bancos oferecem opções de financiamento. Neste caso, é sempre necessário dar uma entrada de cerca de 20% do valor do imóvel. No entanto, as instituições oferecem um longo período para quitar os débitos.

Você pode ter até 30 anos para pagar o imóvel e pode usar, por exemplo, o Fundo de Garantia Por Tempo de Serviço, FGTS, para investir em um empreendimento como este.

No entanto, é muito importante pensar sobre os juros, que costumam pesar mais. Alguns bancos chegam a cobrar até 9,49% de juros ao ano.

Consórcio

Outra modalidade muito utilizada por quem quer adquirir uma casa ou apartamento é o consórcio. Neste caso, a pessoa paga as parcelas do investimento e espera ser sorteada.

Pode-se dizer que esta é uma alternativa um pouco mais segura, já que não envolve juros flutuantes, como no caso do financiamento ou, então, o risco de a obra não ser entregue, por exemplo.

Agora que você já sabe algumas dicas sobre como economizar na compra de imóveis, vamos começar a empacotar tudo para a mudança?

 

Conteúdo Gear SEO

 

 

Comentários

Tags : , ,

REDES SOCIAIS














INSTAGRAM @focandoanoticia


Focando a Notícia - CNPJ: 11.289.729/0001-46
Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio
jornalismo@focandoanoticia.com.br
(83) 99301.2627