Com Z-4 no retrovisor, Fla encara desesperada Ponte Preta em SP

Publicado em domingo, setembro 15, 2013 ·

A distância de dez pontos e oito posições na tabela evidencia que Flamengo e Ponte Preta vivem situações distintas no Brasileirão. Neste domingo, no entanto, ambos entram em campo no Moisés Lucarelli, às 16h (de Brasília), com um objetivo em comum: se afastar do fantasma da Série B em 2014. O drama para a Macaca, que vem de sete derrotas consecutivas e ocupa a vice-lanterna, é muito maior, mas o sinal, que ainda está ligado, pode voltar a apitar no Rio de Janeiro em caso de derrota na 21ª rodada.

O jejum de vitórias obriga a Ponte a buscar a reabilitação para não ver as chances de escapar do rebaixamento se reduzirem ainda mais. A Macaca trabalha com as contas de dez vitórias nos 19 compromissos restantes – tem um jogo adiado com o Atlético-MG, pelo primeiro turno – para escapar da queda sem depender de outros resultados.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

De moral elevado pelo 2 a 1 sobre o Santos, quinta-feira, no Maracanã, o Flamengo tenta, enfim, engatar uma série de vitórias no Brasileirão. Com o “efeito vaga-lume” como marca, o time de Mano Menezes está longe do Z-4 na tabela e é o 12º colocado (caiu uma posição após a vitória do Fluminense na noite desse sábado). A distância, por outro lado, é ilusória, já que os 25 pontos o colocam apenas com três a mais que a Portuguesa, primeira no grupo dos rebaixados. Sendo assim, o fim do tabu passa a ser apenas consequência para quem tem como objetivo principal poder respirar aliviado na competição.

Não foram poucas as vezes em que Mano Menezes ressaltou a importância de embalar no início do segundo turno. Para o treinador, é fundamental se estabilizar no meio da tabela antes de traçar novos objetivos, e a missão é apagar o início desastroso de competição, com apenas dois pontos em 12 disputados. Coincidentemente, um dos principais responsáveis pela “largada ruim” estará no banco adversário: era Jorginho, hoje na Ponte, quem comandava o Fla nas quatro primeiras rodadas da competição. Um turno inteiro e um time novo depois, o treinador segue sem vencer e busca também uma reabilitação.

A Rede Globo transmite a partida ao vivo para RJ, ES, AP, RR, AC, RO, AM, PI, PB, AL, BA, Coronel Fabriciano-MG, Montes Claros-MG e Santarém-PA, e o PremiereFC 5 exibe o jogo para todo o Brasil. O GLOBOESPORTE.COM acompanha todos os lances, com vídeos, em Tempo Real.
header as escalações 2

Ponte Preta: com pouco tempo para treinar, Jorginho só vai definir a Macaca momentos antes do jogo. A tendência é que a defesa seja mantida. Do meio para a frente, existe a possibilidade de uma formação mais ousada, com a entrada de um atacante (Rildo ou Adaílton) no lugar do volante Magal. De volta da seleção peruana, Ramírez também é opção para aumentar o poder de criação do time. A provável Ponte tem Roberto, Artur, César, Ferron e Uendel; Baraka, Fellipe Bastos e Adrianinho (Ramírez); Rildo (Adaílton), Chiquinho e William.

Flamengo: com quatro desfalques, Mano Menezes deixou no ar o mistério em relação a um dos titulares. Após fechar treinamento no sábado, o treinador poupou somente dez jogadores do trabalho extra no Ninho do Urubu. Paulo Victor e Samir seguem nas vagas de Felipe e Chicão, respectivamente. A dúvida está em quem entra no lugar de Léo Moura e, consequentemente, no de Elias. Paulinho e Luiz Antonio podem ser improvisados na lateral. Caso a opção seja pelo primeiro, o que é mais provável, o segundo ocupa o espaço no meio. Assim, Rafinha, Nixon e Bruninho disputam uma posição ao lado de Hernane. Já a entrada de Luiz Antonio na lateral abre brecha para Val ao lado de Cáceres. A tendência é que o Rubro-Negro entre em campo com Paulo Victor, Paulinho, Wallace, Samir e André Santos; Cáceres, Luiz Antonio, Gabriel e Carlos Eduardo; Hernane e Rafinha.

quem esta fora (Foto: arte esporte)

Ponte Preta: Leonardo, com uma contratura muscular na coxa esquerda, Betão, em fase de recondicionamento físico, e Wescley, em recuperação de uma cirurgia no joelho, são os desfalques da Macaca.

Flamengo: o Rubro-Negro entra em campo com quatro baixas: Elias, suspenso pelo terceiro amarelo, Léo Moura, poupado por cansaço muscular, Felipe, com uma lesão no tornozelo direito, e Chicão, com problema na coxa direita. Os últimos dois já foram desfalques diante de Cruzeiro e Santos.

header pendurados (Foto: ArteEsporte)

Ponte Preta: Magal, Uendel e William.

Flamengo: João Paulo, Léo Moura e Victor Cáceres.

header o árbitro (Foto: ArteEsporte)

Paulo Henrique de Godoy Bezerra (GO) apita o jogo, auxiliado por Márcio Eustáquio Santiago (MG) e Neuza Inês Back (SC). O árbitro trabalhou em sete partidas neste Brasileiro, inclusive Flamengo x Grêmio, na 16ª rodada. Paulo Godoy aplicou 5,4 cartões amarelos em média e nenhum vermelho. Ainda marcou média de 42,0 faltas por jogo e não assinalou pênaltis. O campeonato tem média de 4,3 cartões amarelos e 0,3 cartões vermelhos. São 34,6 faltas em média por partida e 0,2 pênalti por confronto.

header_estatisticas (Foto: arte esporte)

Ponte Preta: o histórico pelo Campeonato Brasileiro favorece a Ponte Preta contra o Flamengo. São seis vitórias da Macaca e quatro do Rubro-negro (as quatro por 1 a 0) desde 1971. Desde 2000, a freguesia é ainda maior. O time paulista venceu seis jogos e só perdeu um, tendo acontecido ainda sete empates. O time, porém, não vive bom momento. Vem de sete derrotas seguidas, não vence desde 11 de agosto, quando fez 3 a 1 sobre o Criciúma.

Flamengo: o Flamengo pode se apegar no alto número de finalizações para tentar quebrar o retrospecto negativo contra a Ponte Preta. A equipe de Mano Menezes é a quinta que mais arremata na competição, mais de 13 vezes por jogo. O time também tem roubado bolas (total de 274), sendo o sétimo da lista. Falta caprichar mais na pontaria e no passe. Já foram 662 passes errados, mais de 33 por jogo, o que deixa o Fla como o quinto mais falho nesse aspecto.

header_na_historia (Foto: arte esporte)

Flamengo e Ponte Preta se enfrentaram há oito anos no estádio Luso Brasileiro. No dia 3 de agosto de 2005, o Rubro-Negro levou a melhor e bateu o rival por 1 a 0 em um jogo com muitas chances desperdiçadas. Mas, após drible de Renato e furada de Renato Goiano, Jônatas marcou o gol da vitória do Fla. Na comemoração, um rojão foi atirado ao lado do goleiro Lauro, que ficou sentindo. A derrota custou a perda da liderança para a Macaca. Já o Flamengo, na ocasião, chegou à terceira partida sem perder ou sofrer gols. 

 

Globoesporte.com

Comentários

Tags :

REDES SOCIAIS


















INSTAGRAM @focandoanoticia


Focando a Notícia -
Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio
jornalismo@focandoanoticia.com.br
(83) 99301.2627