Com golaços, Santos passeia sobre Botafogo e Corinthians segue líder

Publicado em quinta-feira, outubro 20, 2011 ·

neymarA paz está de volta à Vila Belmiro: com direito a golaços de Neymar e Borges nesta quarta-feira, o Santos, em sua casa, venceu o Botafogo por 2 a 0, com tranquilidade, e superou sua sequência ruim em jogo atrasado do Campeonato Brasileiro. Com gostinho de vingança pelo título nacional perdido em 1995, a equipe santista deixa sabor amargo para os botafoguenses que esperavam assumir a primeira posição da Série A.

Derrotado na Vila Belmiro, o Botafogo permanece com 52 pontos na terceira posição e desperdiça a possibilidade de tomar a liderança do Corinthians, primeiro lugar em 20 das 30 rodadas da competição. O Santos, que vai a 41 pontos, deixa Palmeiras e Coritiba para trás e sobe até a 11ª posição.

Na Vila Belmiro, o Santos teve momentos de flerte com seu bom futebol, sobretudo quando a bola passou pelos pés de Neymar e Borges. Os dois, aliás, fizeram lindos gols já na primeira meia hora da partida. No jogo, ficou flagrante a dificuldade dos botafoguenses em ameaçar uma bem protegida zaga, que teve à frente três volantes e uma primeira linha alta que atrapalhou as bolas aéreas que visavam Loco Abreu.

Com a realização do jogo atrasado referente à 21ª rodada, todos os times do Campeonato Brasileiro têm 30 partidas disputadas. Às 18h (de Brasília) do sábado, o Botafogo tem novo compromisso fora de casa, na Ressacada, contra o Avaí, penúltimo colocado. No mesmo horário, mas ao domingo, o Santos enfrenta mais um candidato ao título: Flamengo, no Engenhão.

Santos volta a jogar bonito e reencontra a vitória

Atrás da reabilitação depois de duas derrotas consecutivas, para Atlético-MG e Grêmio, o Santos não contou no banco de reservas com Muricy Ramalho, que sofre de dores lombares nos últimos tempos e, por precaução, foi hospitalizado. Mas, na terça-feira, ele definiu o time que seria comandado pelo auxiliar Tata: Danilo e Durval nas laterais novamente, Adriano de volta ao meio-campo e Neymar, após cumprir suspensão, de novo no ataque.

Sensação do Campeonato Brasileiro principalmente depois de desbancar o Corinthians em pleno Pacaembu, o Botafogo foi até a Vila Belmiro com duas surpresas no time em que não estava Renato, suspenso pela primeira vez em sua carreira. Alessandro entrou na lateral para reforçar a marcação, com Bruno Tiago na função de volante. Felipe Menezes, como havia sido diante dos corintianos, jogou no lugar de Herrera.

Mesmo sem jogadores importantes como Léo, Elano e Paulo Henrique Ganso, o Santos foi absolutamente superior em 45 minutos que, como em poucos momentos deste Campeonato Brasileiro, recordaram o time avassalador que levou quatro títulos em dois anos. Comandada por um Neymar inspiradíssimo, a equipe santista construiu vantagem de 2 a 0 e poderia ter feito até mais.

Afinal, aos 6min, Adriano subiu ao ataque com liberdade, tabelou e, com categoria, passou de letra para Borges, que chutou fraco cara a cara com Jefferson. Henrique, sempre um perigo nos disparos de longa distância, assustou em finalização de longe que o goleiro botafoguense segurou.

Aos 15min, entretanto, ele nada poderia fazer. Neymar puxou contra-ataque pelo centro e, enquanto Durval pedia pela ponta esquerda, ele entortou Bruno Tiago com dois cortes secos e, de bico, colocou no cantinho de Jefferson. Uma obra de arte do camisa 11 santista, mas não a primeira da noite na Vila.

Atordoado, o Botafogo ainda tentava se reencontrar, inclusive com Bruno Tiago sendo sacado já aos 19min do primeiro tempo. Em outro lance precioso, Borges, artilheiro do Campeonato Brasileiro, recebeu na entrada da área, girou sobre Fábio Ferreira e acertou um chute de rara felicidade, com a bola pingando, para dobrar o marcador aos 28min. Foi o gol 22 dele na Série A, marca até então só alcançada por um santista na Série A com Serginho Chulapa, em 1983.

O Botafogo, que até melhorou no restante da primeira etapa, jogou mais à frente, mas um apagado Elkeson foi presa fácil para a marcação e só Maicosuel conseguiu aproximar a bola de Loco Abreu. A única finalização de perigo veio com Marcelo Mattos, de muito longe, aos 36min. Rafael se esticou todo e colocou para fora.

O Botafogo voltou a campo com Herrera no lugar de Elkeson e, com mais inspiração e atitude, foi jogar na frente, mas sempre ao risco dos contragolpes santistas. Sem ameaçar Rafael de verdade, o time botafoguense ainda foi ameaçado por Neymar, aos 15min. Em velocidade, ele apareceu pela ponta esquerda, livre, e chutou de trivela para fora.

Nos 20 minutos finais, a partida virou um real confronto de ataque contra defesa, mas o Botafogo seguiu com dificuldades para invadir a bem protegida área santista. Felipe Menezes, com chute de fora, fez Rafael praticar grande defesa.

A equipe botafoguense seguiu no ataque e forçou o jogo pela esquerda, com Cortês levando perigo a Danilo. Mas, com a bola aérea bem controlada por Bruno Rodrigo, Edu Dracena e Durval, este na lateral esquerda, o Santos se controlou ao estilo Muricy e venceu praticamente sem sustos na Vila Belmiro que desejava, de verdade, impedir o Botafogo, algoz de 1995, de assumir a ponta do Brasileiro pela primeira vez desde 2007.

Ficha técnica

SANTOS 2 x 0 BOTAFOGO

Gols
SANTOS:
Neymar, aos 15min, e Borges, aos 28min do 1º tempo

SANTOS: Rafael; Danilo, Edu Dracena, Bruno Rodrigo e Durval; Adriano (Ibson), Arouca e Henrique; Alan Kardec e Neymar; Borges (Rentería)
Treinador: Tata

BOTAFOGO: Jefferson; Alessandro, Antônio Carlos, Fábio Ferreira e Cortês; Bruno Tiago (Léo) e Marcelo Mattos (Caio); Elkeson (Herrera), Felipe Menezes e Maicosuel; Loco Abreu
Treinador: Caio Júnior

Cartões amarelos
SANTOS: Adriano, Danilo, Arouca, Borges
BOTAFOGO: Bruno Tiago, Léo

Árbitro
Evandro Rogério Roman (PR)

Público e renda
5770 espectadores / R$ 137.250,00

Local
Vila Belmiro, em Santos (SP)

Terra

Comentários

Tags :

REDES SOCIAIS




















Focando a Notícia -
Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio
jornalismo@focandoanoticia.com.br
(83) 99301.2627