Cícero diz que não abre mão da presidência do PSDB e garante que vai convencer Cássio

Publicado em sábado, outubro 29, 2011 ·

cicero1O programa Rede Verdade da TV Arapuan desta sexta (28) entrevistou o senador Cícero Lucena (PSDB) que assegurou seu desejo de continuar na presidência do partido e garantiu que tentará convencer o senador Cássio Cunha Lima (PSDB) e evitar uma disputa.

“Cícero na presidência do PSDB”, afirmou o tucano. Ele afirmou que haverá diálogo e conversa, mas garantiu que pretende continuar na presidência do partido sem abrir mão para Cássio Cunha Lima.

O senador afirmou que tentará convencer Cássio, evitando assim a disputa interna. Cícero afirmou que não existe nenhum receio de Cássio assumir a presidência, mas garantiu que em nome do partido já abriu mão da própria candidatura em 2010.

“Temos história juntos e com base nessas histórias vamos encontrar a saída”, conta.

Além da ameaça a aliança estadual com o governador Ricardo Coutinho (PSB), outro ponto colocado por Cássio como um obstáculo ao apoio à candidatura de Cícero é a presença do ex-governador José Maranhão (PMDB) na base do senador. A respeito disso, Cícero comentou que todos os apoios são importantes, mas fez um comparativo afirmando que votou em Cássio, mesmo ele estando ao lado de Ricardo e afirmou que espera que a recíproca seja verdadeira.

“Não tem nada certo que eu terei o apoio de Maranhão até porque ele é candidato, fazer especulação hoje, em hipótese, não posso me dar esse direito, mas também não posso achar que isso seja motivo”, diz. Cícero afirmou que espera que Cássio suba no palanque do partido dele porque a candidatura é do PSDB.

O senador garantiu que quer voltar à prefeitura de João Pessoa alegando que a cidade parou no tempo e no espaço. “Ela fez uma opção de ser uma administração onde manipula as informações com maquiagem”, critica.

Cícero alfinetou o governador afirmando que a prefeitura foi apenas um projeto pessoal para chegar ao governo do estado e comentou que ele tem intenções de contribuir para a Cidade.

“Quando eu fui prefeito a primeira vez eu era ministro com Fernando Henrique pedindo para eu não deixar o Ministério e eu deixei porque achava que poderia contribuir com a cidade de João Pessoa”, diz e completou: “Todos os 5531 prefeitos gostariam de ser ministros e eu deixei para ser prefeito… todos eles também queriam ser senadores, e eu estou deixando o senado”, conclui.

Marília Domingues

Paraíba.com

Comentários

Tags :

REDES SOCIAIS




















Focando a Notícia -
Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio
jornalismo@focandoanoticia.com.br
(83) 99301.2627