CG: período de festas e férias reduz estoque de banco de leite do ISEA

Publicado em sexta-feira, Janeiro 6, 2012 ·

charge_democratizaçãoAs festas de fim de ano e o início do período de férias acabam contribuindo para a redução do estoque do Banco de Leite Dr. Virgílio Brasileiro, o único da cidade, localizado no ISEA (Instituto de Saúde Elpídio de Almeida), da Prefeitura de Campina Grande. No final do ano, as doadoras costumam se dedicar às festividades e algumas consomem maior quantidade bebidas alcoólicas, o que impede a doação do leite. Em janeiro, algumas delas viajam e mesmo quando retornam para a cidade, não costumam retomar as doações Neste ano, a redução do número de doações pode se estender até o mês de fevereiro, por conta do Carnaval.

Por estes motivos, o número de doadoras neste período do ano, chega a cair até pela metade, explica a coordenadora do Banco de Leite, a médica pediatra Josélia Moura. Para garantir que os prematuros do ISEA e de outras maternidades possam ter o leite materno assegurado, o Banco de Leite solicita às mulheres que estejam amamentando e que tenham excesso de leite, que se tornem doadoras. As mulheres interessadas em doar o leite materno e que já têm conhecimento sobre a retirada devem entrar em contato com o Banco de Leite para que as profissionais façam o recolhimento. As menos experientes podem receber a visita das profissionais, que passam as orientações necessárias.

Todo o leite coletado é fornecido para os prematuros que, como não ainda possuem força para sugar o seio da mãe, são inicialmente alimentados através de uma seringa com uma sonda introduzida desde o nariz até o estômago. Depois, eles passam a receber o leite através de um copo, até que tenham condições de sugar o seio materno. Em todas essas etapas, a importância da doadora de leite é fundamental, porque em muitos casos, o produto doado por aquela mãe que está com o filho internado, também serve para outros que necessitam.

Atualmente, o ISEA conta com quase 30 doadoras cadastradas, mas o ideal era que esse número fosse bem maior porque a procura é muito grande e o Banco de Leite atende a todas as maternidades da cidade. Toda mulher saudável que esteja amamentando pode doar leite, sem que isso traga algum tipo de prejuízo para o seu filho e além de ajudar no desenvolvimento dos prematuros, a doação de leite beneficia também a própria doadora, que reduz o risco de câncer de mama e ovários, previne a osteoporose e ajuda a voltar ao peso mais rapidamente.

O leite materno doado é pasteurizado, submetido à seleção e controle de qualidade e somente então é distribuído aos bebês. No caso da coleta domiciliar, as mulheres são orientadas pelas profissionais do Banco de Leite sobre como fazer a ordenha em casa e armazenar o leite de maneira correta, em frascos devidamente esterilizados e cedidos pelo próprio banco. São consideradas potenciais doadoras, as mulheres que tenham excesso de leite, boa saúde e que não usem nenhum medicamento. Não podem doar portadoras de doenças infectocontagiosas ou usuárias de álcool ou outras drogas.

O Banco de Leite do ISEA recolhe leite materno das doadoras internadas na própria maternidade, da coleta feita nas residências das doadoras cadastradas, além dos postos de coleta instalados nas maternidades da FAP, Clipsi e Unidade Mista de Galante. Para mais informações, procure o Banco de Leite do ISEA ou ligue para 3310-6356.

FONTE: Codecom-CG
Focando a Notícia

Comentários

Tags :

REDES SOCIAIS




















Focando a Notícia -
Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio
jornalismo@focandoanoticia.com.br
(83) 99301.2627