Cérebros de homens e mulheres têm conexões muito diferentes

Publicado em terça-feira, dezembro 3, 2013 ·

cerebroOs cérebros dos homens e das mulheres estão conectados de forma muito diferente, revelou nesta segunda-feira um estudo feito com escâner, que parece confirmar certos estereótipos sobre atitudes e comportamentos próprios de cada sexo.

“Estes mapas da conectividade cerebral mostram diferenças impactantes, embora também complementares, na arquitetura do cérebro humano, que ajudam a elaborar uma potencial base neuronal que explique porque os homens são brilhantes em algumas tarefas, e as mulheres, em outras”, afirmou Ragini Verma, professora de Radiologia da Faculdade de Medicina da Universidade da Pensilvânia (leste) e principal autora desses trabalhos, publicados nas Atas da Academia Americana de Ciências (PNAS, na sigla em inglês).

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

O estudo, realizado com 949 pessoas saudáveis (521 mulheres e 428 homens) com idades entre 9 e 22 anos, revela no homem uma quantidade maior de conexões na parte dianteira do cérebro, centro de coordenação das ações, e a traseira, onde fica o cerebelo, importante para a intuição. As imagens mostram também uma grande quantidade de conexões dentro de cada um dos hemisférios do cérebro.

Semelhante conectividade sugere que o cérebro masculino está estruturado para facilitar a troca de informações entre o centro da percepção e o da ação, segundo Ragini Verma.

Quanto às mulheres, essas conexões unem o hemisfério direito, onde se encontra a capacidade de análise e tratamento da informação, até o hemisfério esquerdo, centro de intuição, explicou.

A cientista explica que os homens são, em média, mais aptos a aprender e executar uma única tarefa, como andar de bicicleta, esquiar ou navegar, enquanto as mulheres têm uma memória melhor e uma inteligência social maior, que as torna mais aptas a executar multitarefas e encontrar soluções para o grupo.

Estudos feitos no passado já tinham mostrado diferenças entre os cérebros masculino e feminino, afirmaram os autores. Mas, acrescentam, essa conectividade neuronal de regiões no conjunto do cérebro nunca tinha sido vinculada a aptidões cognitivas em um grupo tão grande.

“Também é impactante constatar quanto os cérebros da mulher e do homem são realmente complementares”, afirmou Ruben Gur, professor de Psicologia na Faculdade de Medicina da Universidade da Pensilvânia, um dos principais autores destes trabalhos.

“Os mapas detalhados do conectoma (mapa completo das conexões cerebrais) no cérebro não vão só nos ajudar a entender melhor as diferenças na forma como homens e mulheres pensam, mas também compreendermos melhor as causas dos distúrbios neurológicos, frequentemente vinculados ao sexo da pessoa”, afirmou.

As próximas pesquisas deverão identificar com mais precisão quais conexões neuronais são próprias de um único sexo e quais compartilham as duas, explicou o psicólogo.

Os autores observaram poucas diferenças de conectividade cerebral entre os sexos em crianças com menos de 13 anos. Em troca, as diferenças eram mais notáveis entre adolescentes de 14 a 17 anos, e jovens adultos com mais de 17 anos.

As observações publicadas neste trabalho correspondem aos resultados de um estudo sobre os comportamentos feito pela Universidade da Pensilvânia, que deixou em evidência as diferenças pronunciadas entre os dois sexos.

A pesquisa revelou, assim, que as mulheres são superiores aos homens quanto à sua capacidade de atenção, memória das palavras e rostos, além das provas de inteligência social, mas os homens as superam em capacidade e velocidade do tratamento da informação.

R7

Comentários

Tags : , , , ,

REDES SOCIAIS




















Focando a Notícia -
Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio
jornalismo@focandoanoticia.com.br
(83) 99301.2627