Campeonato Paraibano terá novas finais; Belo vence na Justiça por 4 a 1

Publicado em quarta-feira, junho 1, 2011 ·

paraibanoNa noite desta terça-feira (31), o Tribunal de Justiça Desportiva da Paraíba (TJDPB), por 4 a 1, condenou o Treze por forçar o fim da partida entre Botafogo e Treze, pela semifinal do Paraibano 2011.

O julgamento durou quase cinco horas e o Treze foi condenado a pagar uma multa de R$ 20 mil e perda dos pontos da partida.

Os juizes Isaías Olegário, Roberto Alves de Azevedo, Acrísio Alves Almeida e José Martins Inácio votaram favorável a ação movida pelo Botafogo. Já o relator Paulo Cristovão Alves foi o único que votou contra o pedido.

Os jogadores de ambos os times foram punidos. No Botafogo: Genivaldo, Henrique, Davi pegaram suspensão de 6 jogos. O técnico Maurício Cabedelo foi suspenso em 180 dias. Luciano Santos e o diretor do clube, Breno Moraes pegaram 2 jogos de suspensão.

Do Treze: Vavá está suspenso com 8 jogos, Léo com cinco; já Carlos e Ferreira pegaram suspensão de 2 jogos.

A surpresa do julgamento foi por conta do árbitro da partida, Jéferson Rafael, que foi bastante criticado durante o julgamento, conseguiu a absorvição nesta terça.

A diretoria do Treze irá recorrer da decisão, ao pleno do TJD e pode proletar mais uma vez a final do paraibano.

A Federação terá que marcar as datas das partidas da final do segundo turno, de ida e volta, entre Campinense e Botafogo. Para depois fazer a final do Paraibano entre o vencedor deste turno e o Treze vencedor da primeira fase da competição.

Entenda o caso:

O Botafogo se sentiu prejudicado na partida do último dia 8, quando perdeu de 4 a 0 para o Treze, no Amigão, e ocorreram diversos incidentes, entre eles, o encerramento da partida antes de seu tempo regulamentar por insuficiência de atletas, já que o Treze teve três jogadores expulsos e mais dois fora da partida por simulação de contusão.

Com apenas seis jogadores, o árbitro Jeferson Rafael encerrou a partida, contrariando o que preceitua o artigo 205 do CBDF que pune o clube com a perda de pontos pela simulação de contusão ou outra forma.

Após alguns dias, o presidente do TJD, Genivaldo Fausto, concedeu a liminar adiando a partida entre Campinense e Treze, que fariam a final do segundo turno.

Uma semana depois, o Treze conseguiu derrubar no Supremo Tribunal Desportivo (STJD), a liminar do Botafogo e pode realizar os jogos.

O presidente do STJD, Rubens Approbato, foi quem apreciou o recurso interposto pelo Departamento Jurídico do Treze e de imediato cassou a liminar, com base nas provas enviadas pelo departamento jurídico do Galo.

Agora nesta terça foi julgado o mérito da ação favorecendo o Belo e dando mais um capítulo a essa novela.

Priscila Andrade, com informações de Ronaldo Belarmino, Coordenador de Esportes da Rádio CBN

Comentários

Tags :

REDES SOCIAIS











ARTICULISTAS
Ramalho Leite
Karlos Thotta
Padre Bosco





INSTAGRAM @focandoanoticia


Focando a Notícia - CNPJ: 11.289.729/0001-46
Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio
jornalismo@focandoanoticia.com.br
(83) 99301.2627