Bombeiros capacitam integrantes do Projovem Trabalhador de Esperança

Publicado em quinta-feira, setembro 13, 2012 ·

Na tarde da segunda-feira (10), no auditório do 2º Batalhão de Bombeiros Militar, 120 integrantes do Projovem Trabalhador da cidade de Esperança, participaram de uma capacitação ministrada pelos instrutores do Projeto Bombeiro na Comunidade. O Projovem conta com 500 jovens na faixa etária de 18 a 29 anos.

Eles foram divididos em três turmas, as instruções sobre a escolha de uma profissão, busca e salvamento, primeiros socorros e combate a incêndio serão ministradas para a segunda turma na terça-feira (11) e na quarta-feira (12), das 13 às 17 horas.

De acordo com a coordenadora de inserção do Projovem, Mikaelly Vanilla Leite de Melo Costa, o município de Esperança foi contemplado pela primeira vez com o programa que tem como objetivo preparar o jovem para o mercado de trabalho, através de formação e qualificação.

O Projovem tem a duração de seis meses, cada integrante recebe uma bolsa no valor de R$ 100,00, esse valor é para frequentar cursos de qualificação que duram em torno de 350 horas aula e o recebimento da ajuda de custo é pago sempre que for comprovado a frequência dos alunos nos cursos.

Ao final do curso, os alunos recebem o Certificado de conclusão – desde que atendido o critério de frequência mínima, que é de 75% da carga horária total. De acordo com Mikaelly 30% dos participantes são inseridos no mercado de trabalho,

A equipe de instrutores/coordenadores é formada pelos tenentes Rocha, Leal, Geraldo, Honório, sargento Aristóteles, cabos José Gomes e Anderson e os soldados Campos e Dário.

O tenente Honório alertou os adolescentes para os perigos de acidentes em casa principalmente no que diz respeito às instalações elétricas e ao botijão de gás. Ele lembrou que a mangueira deve que liga o registro ao fogão deve ter o selo o Inmetro. Ao comprá-la a pessoa deve ter o cuidado de verificar o prazo de validade. Os adolescentes tiveram a oportunidade de conhecer os tipos de extintores e como usá-los.

O tenente Leal falou a respeito das classes de incêndio.

A) Combustíveis Sólidos: queimam na superfície e em profundidade (madeira, papel, tecido, borracha, plástico, isopor, etc.). O combate deve ser feito com água (baldes, mangueiras, extintor com água pressurizada).

B) Líquidos E Gases Combustíveis: queimam na superfície (gasolina, álcool, solventes, querosene, etc.). O combate deve ser feito com espuma química, Pó químico ou dióxido de carbono (CO2).

C) Materiais Elétricos Energizados: aparelhos elétricos; se desligados, devem ser catalogados como classe A. Exceção: Alguns conservam energia mesmo após desligados (TV, tela de computador, microondas, etc.), continuando a ser classe C.
O combate deve ser efetuado com CO2preferencialmente, e pó químico como segunda opção (tem ação corrosiva).

Os jovens aprenderam que Primeiros Socorros consistem num conjunto de técnicas feitas logo após o acidente ter acontecido, com objetivo de aliviar dores, evitar complicações em feridos e garantir a vida humana até o encaminhamento da vítima ao hospital.

Foi mostrado aos integrantes do Projovem como fazer ao se deparar com um acidente. O primeiro passo é fazer uma avaliação da cena. Verificar se o local em que se encontra o acidentado é seguro para ele e para quem vai ajudá-lo, caso contrário, a vitima deve ser removida.

Os jovens foram divididos em quatro turmas para conhecer as dependências do quartel, a área administrativa, o paredão de escalada, aprenderam como usar a mangueira em caso de incêndio, a pista de treinamento, o túnel e a casa da fumaça.

Assessoria de Imprensa

Comentários

Tags : , , , , ,

REDES SOCIAIS
















INSTAGRAM @focandoanoticia


Focando a Notícia - CNPJ: 11.289.729/0001-46
Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio
jornalismo@focandoanoticia.com.br
(83) 99301.2627