Bolívar, criticado, pede para não jogar e sequer ficará no banco

Publicado em quarta-feira, setembro 7, 2011 ·

bolivar-gcom470Bolívar está fora do time titular do Inter. Envolto em fortes críticas, o capitão colorado pediu ao técnico Dorival Júnior para não atuar nos próximos jogos. Ele sequer ficará no banco na partida desta quarta-feira, contra o América-MG, no Beira-Rio.

As contestações ao atleta vinham crescendo desde a derrota para o Mazembe, no Mundial. E explodiram de vez no empate por 3 a 3 contra o Santos. A torcida chegou a criar um site pedindo a saída do defensor. Bolívar, incomodado, resolveu pedir para não atuar, segundo ele próprio.

– Tive uma conversa com Dorival, expliquei o atual momento. Jamais desrespeitei qualquer um de vocês. Jamais vou aceitar não ser criticado, mas, no momento, o que está acontecendo é um pouco demais, passando pelo lado pessoal. Aqui tem um pai de família. Acho que passou um pouco do limite, mas jamais vou desrespeitar algum de vocês – disse o jogador, reclamando das críticas da imprensa.

Bolívar diz que não é um gesto de omissão. Para ele, o que vinha acontecendo era cair sobre ele a culpa pelos resultados.

– Eu participei desse crescimento do clube, sem a ajuda de ninguém. Ultimamente, quando perde, parece que perde só o Bolívar, não o Internacional. Tive um trabalho vitorioso desde minha chegada. Minha conversa foi de dar oportunidade a outro jogador. Jamais vou me omitir. Vou ajudar com minha liderança, que todos conhecem. Fico à disposição do Internacional para quando ele achar que eu deva retornar.

O zagueiro disse que não precisa provar sua qualidade. E garantiu que segue bem fisicamente.

– Não preciso dar a volta por cima, provar para ninguém a qualidade que tenho. Muitas pessoas falavam da idade. É só perguntar aos fisiologistas. Tenho ótima condição física. O fato de não querer ficar no banco é que, ficando fora, posso trabalhar cada dia mais. Na Alemanha (Torneio de Munique), fui um dos únicos que atuaram por 180 minutos. Como falei, vou continuar trabalhando. Sempre estive à disposição – afirmou o jogador.

O técnico Dorival Júnior defendeu o jogador. E personificou nele os tempos de conquistas do Inter.

– É uma situação muito difícil, muito complicada. Fui jogador e sei o que o Bolívar deve estar sentindo. Foi mais em respeito ao posicionamento do atleta do que por qualquer outra situação. Se o Internacional ganhou tudo que ganhou, não foi por acaso. Foi pela dedicação de profissionais que fazem a diferença. O Internacional tem que ter o prazer de contar com profissionais com o gabarito desses que aqui estão – comentou o treinador, que fez um apelo ao torcedor:

– Continue acreditando. Muita coisa ainda vai acontecer com esses mesmos jogadores. Não façam com que o Bolívar saia daqui. Nós estaremos perdendo um grande homem, um grande profissional.

Índio, suspenso, segue fora. Com isso, a dupla de zaga terá Rodrigo Moledo e Juan contra o América-MG.

Globoesporte.com

Comentários

Tags :

REDES SOCIAIS




















Focando a Notícia -
Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio
jornalismo@focandoanoticia.com.br
(83) 99301.2627