Bananeiras é destaque na Revista de Bordo da TAP que circula em 67 países

Publicado em domingo, outubro 4, 2015 ·

Foto: Secom
Foto: Secom

Bananeiras é um dos destaques da Paraíba dentro de uma ampla reportagem de capa intitulada “Paraíba – Brasil Esplêndido”, publicada na mais nova edição da Revista de Bordo da TAP, uma das mais importantes Cias Aéreas do Mundo, que atua em 67 países da Europa, África e América do Sul, com mais de um milhão de leitores, que por todo este mês contemplarão as lindas paisagens da nossa terra.

A reportagem, assinada pela jornalista portuguesa Maria João Veloso com fotos de Marisa Cardoso, mostra em oito páginas belezas de cidades como João Pessoa, Campina Grande, Areia, Cabaceiras, e na parte dedicada a Bananeiras, destaca a coleção de casarões, a Igreja Matriz, o túnel da Serra da Viração, a tapioca do Serginho e o engenho de Goiamunduba. Veja a seguir:

ACOMPANHE O FOCANDO A NOTÍCIA NAS REDES SOCIAIS:

FACEBOOK                TWITTER                    INSTAGRAM

Brejo – A matéria ressalta que o Brejo inclui paisagens muito verdes numa terra fértil onde se cultiva, sobretudo, cana de açúcar, mas também mandioca e banana. Informa ainda sobre os atrativos da região serrana como os engenhos de cachaça e eventos como a Rota Cultural dos Caminhos do Frio: “Ora, sentir frio no Brasil é quase uma sensação exótica! Nesta época, pelas cidades de Bananeiras, Areia, Serraria, Pilões, Alagoa Nova e Alagoa Grande acontecem vários eventos culturais com enfoque na gastronomia, artesanato, ecoturismo e desporto. Mas a região deve ser visitada em qualquer altura do ano. Dos engenhos de cachaça aos casarões, passando pelas cachoeiras e caminhos pedestres, esta é uma viagem no tempo para saborear devagar. É o destino onde o visitante encontra por uma das mais agradáveis opções turísticas e históricas de toda a Paraíba”.

Bananeiras tem aquele encanto de cidade do interior. Ajuda a coleção de casarões – como o Casarão das Meninas –, cujas fachadas parecem pertencer a um filme de época, uma vez que o município chegou, em meados do século XIX, a ser um dos maiores produtores de café do nordeste. A Igreja de Nossa Senhora do Livramento merece visita, assim como o que resta da antiga Ferrovia, que inclui o túnel da Serra da Viração. Hoje, a estação é um restaurante onde se pode comer, ou levar para casa, todo o seu conteúdo. Outra atração de Bananeira é a tapioca do Serginho, que fica ao lado da Choperia Esquina de Casa

A oito quilómetros de Bananeira fica a nascente da cachaça Rainha Paraibana. Neste engenho produz-se cachaça artesanal desde 1877. O engarrafamento é feito manualmente, por mãos femininas, assim como a lavagem, colocação de rótulos, lacre e selo de autenticação. Segundo a legislação brasileira, a Rainha Paraibana, por ter uma graduação alcoólica de 50% não pode ser chamada de cachaça mas sim de aguardente de cana. Mas isso é apenas um pormenor. O gerente, Hélio da Silva, assegura que “Rainha ninguém toma no silêncio. Toma-se para dar coragem, pedir moça em casamento, dançar forró ou fazer as pazes com a mulher”.

Litoral Exuberante – A jornalista portuguesa destaca na reportagem que João Pessoa é o ponto de partida para explorar riquezas do Estado, e faz comentários sobre os passeios em Picãozinho e Areia Vermelha, bem como sobre as praias do Conde com suas falésias, piscinas naturais e mata Atlântica, citando ainda como “um resgate ao passado” a comunidade quilombola do Ipiranga.

Expoente Barroco – As riquezas arquitetônicas de João Pessoa aliadas à sua história são ressaltadas pela repórter tendo como foco o Centro Histórico, com destaque para o Centro Cultural de São Francisco. “Dizem que é dos mais belos exemplares da arquitetura barroca no Brasil e, de fato, a energia do lugar deixa-nos a flutuar como anjinhos barrocos. Com “a” vista para o rio Sanhauá, o complexo inclui ainda o Convento de Santo António, construído em 1589. Os holandeses usaram-no como fortim, e depois da sua expulsão do Brasil o edifício foi ampliado pelos franciscanos, já no século XVIII”, relata.

Ainda com relação ao Centro Histórico, a matéria narra o colorido dos sobrados art déco da Praça Antenor Navarro, o largo São Frei Pedro Gonçalves, onde fica a igreja homônima cujas ruínas devem ser visitadas, recomenda a repórter. Ao chamar atenção para os casarios coloniais do bairro Varadouro e da Rua Duque de Caxias que desaguam na Praça João Pessoa. E faz uma descrição dos prédios situados nas suas proximidades, como o Palácio do Governo, a Assembleia Legislativa e o Pavilhão do Chá.

Campina Grande – A reportagem também faz uma alusão ao empreendedorismo de Campina Grande, enfatizando que a cidade é considerada um dos grandes polos tecnológicos, universitários e industriais do Brasil, com um destaque para o grande evento realizado ali – o Maior São João do Mundo.

Cabaceiras e o Lajedo do Pai Mateus – Os mistérios das pedras do Lajedo do Pai Mateus, em Cabaceiras, cidade conhecida como a “Roliude Nordestina”, ganha um enfoque especial na reportagem. Maria João narra com detalhes as aventuras dos personagens do filme O Auto da Compadecida, de Guel Arraes, baseado na obra, do paraibano Adriano Suassuna. Ela descreve o Cariri como “terra árida, povoada por pequenas matas chamadas caatinga, com grupos de cabras a roer o chão, transporta-nos para os tempos de cangaço ou, quanto mais não seja, para clássicos do cinema brasileiro”.

Com relação ao Lajedo do Pai Mateus, Maria João afirma que ali a Paraíba capricha em cenários e mistérios. E observa: “Localizado em Cabaceiras, cidade do semiárido a cerca de 180 km da capital, na fotogênica região do Cariri, o local ocupa uma área privada de um hotel fazenda local e abriga uma impressionante sequência de blocos de granito arredondados que vão assumindo novas tonalidades ao longo do dia”.

Para a presidente da estatal do Turismo, Ruth Avelino, a cobertura jornalística efetuada pela Revista de Bordo da TAP é resultado do trabalho desenvolvido pelo Governo do Estado por meio da PBTur e contou com o apoio do trade paraibano. “Depois de quatro anos de luta, conseguimos ser capa da Revista de Bordo da TAP, uma das mais importantes companhias aéreas do mundo, que atua em 67 países, com mais de um milhão de leitores”, ressaltou a executiva, ao tempo em que agradeceu a todos os que ajudaram a receber a equipe da Revista UP.

A equipe de reportagem da TAP veio à Paraíba em agosto desse ano, numa articulação feita pelo Governo do Estado, por meio da Empresa Paraibana de Turismo (PBTur). A ação contou com a parceria da Associação Brasileira da Indústria Hoteleira (ABIH-PB) e a Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel-PB) e outras entidades que fazem parte do trade turístico paraibano,

Confira a reportagem completa: http://upmagazine-tap.com/category/partida/#paraiba

Bananeiras Online

Comentários

Tags :

REDES SOCIAIS


















INSTAGRAM @focandoanoticia


Focando a Notícia -
Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio
jornalismo@focandoanoticia.com.br
(83) 99301.2627