Todos os posts de Focando

O uso de arma nunca será solução

Terminando a primeira quinzena de janeiro de 2019, o assunto nacional, em pauta, é a questão das armas. O então presidente, por decreto, autoriza o direito da posse de arma em casa. Ao menos é isso que a mídia tem divulgado. Existem critérios para que esse direito seja garantido. Não será de forma aleatória. Mesmo assim!!!!

Já ouvi reações assim: “a arma não serve para estar em casa; ela pode ser roubada; os filhos podem levar para a escola; a facilidade da arma em casa pode ser utilizada mais facilmente para o crime diante dos conflitos familiares”.

Já se discute que a próxima demanda será o direito ao porte de arma, isto é, o direito de conduzi-la consigo, para além do direito de poder adquiri-la e tê-la em casa. As opiniões serão muitas e, certamente, divergentes.

Na realidade, arma não traz vantagem alguma para ninguém e, jamais, servirá como proteção e/ou defesa para quem quer que seja. É muito comum que se morra portando mais de uma arma e, até, com ela em punho. Arma não é mágica.  A arma tem única finalidade: matar, destruir o outro que se tem por inimigo. Quanto mais armado está o ser humano, mais vulnerável ele se tornará diante de outros que mais se armarão também. O que fará uma pessoa com uma arma, numa área rural, se chegar um bando armado? Quem terá maior poder de força?

Porque acontecem mortes em confrontos? Simplesmente porque existem as armas. Este deve ser um primeiro item para que cada pessoa faça a sua reflexão.

Hoje se tem presente que vivemos numa situação de muita violência. Reclama-se que as armas que entram no Brasil são mais potentes do que aquelas usadas pelas polícias, como então, vamos legitimar cada vez mais o acesso às armas? Sejam elas legalizadas ou não, continuam sendo armas. Se elas estão em mãos que nem sequer sabem manuseá-las, essas pessoas estão se expondo a um imenso perigo, isto é, estarão arriscando ainda mais suas próprias vidas.

Essa medida será um grande incentivo para a indústria armamentista. Parte da população, na falsa ilusão de se sentir segura, destinará parte de seus recursos para aquisição de armas, cursos, manutenção, legalização das armas, e, por fim, teremos mais mortes entre seres humanos, no trânsito, nas ruas, nas festas, dentro de casa, etc.

Como só colhemos aquilo que plantamos, assim será. Depois ninguém culpe Deus pelas desgraças que virão como consequência.

Uma sociedade que investe numa boa educação, como formação para a vida, em vista de uma cultura de paz, a favor da vida, jamais precisará usar das armas e da violência. Os conflitos podem ser administrados através da escuta, do diálogo, dos pactos e acordos, sem usar a força e muito menos armas.

Numa cultura que se diz cristã, como a cultura brasileira, jamais o uso de arma poderia ser pensado como alternativa, pois, na verdade, não é alternativa nenhuma. Os que farão uso da arma só terão esses caminhos: a morte no momento do conflito, o leito no hospital, e até prolongado ao término da vida, a prisão, por um tempo, a morte, na prisão e, muitas vezes, depois dela. Essas realidades já fazem parte da vida dos que usam do poder das armas e da violência.

Nada de entusiasmo e euforia. O momento deve ser de reflexão e discernimento.

Pe. João Bosco Francisco do Nascimento
Coordenador Diocesano de Pastoral

 

 

Dupla é presa suspeita de arrombar delegacia da Polícia Civil e furtar arma, em Alagoa Nova, PB

Dois suspeitos de arrombarem a Delegacia de Polícia Civil de Alagoa Nova, no Brejo da Paraíba, foram presos na manhã desta sexta-feira (18). De acordo com a Polícia Civil, com a dupla foram encontradas uma arma e uma moto roubada.

O crime aconteceu na madrugada no dia 10 de janeiro deste ano. Um arma de fogo que estava no local foi levada pelos criminosos. No momento da ação, não havia nenhum policial na delegacia. O arrombamento só foi percebido pela polícia na manhã do dia do crime.

 

Segundo a polícia, Elson Queiroz da Silva e Daniel Francisco Pinho conseguiram entrar na delegacia pelo telhado. A arma roubada teria sido vendida a um adolescente que mora em João Pessoa. Ele também foi detido na manhã desta sexta.

Os dois suspeitos foram encaminhados para a Delegacia de Polícia Civil de Alagoa Nova, onde permanecem detidos à disposição da Justiça.

G1

 

Prefeito do Sertão aciona polícia após receber ameaças na internet

A Polícia Civil foi acionada pelo prefeito da cidade de São Mamede, no Sertão da Paraíba, Umberto Jefferson (DEM) após este receber várias ameaças de morte em suas redes sociais.

De acordo com o gestor, que registrou boletim de ocorrência, as ameaças partiram de um homem identificado como Carlos Daniel. O suspeito afirmou que “não adiantava colocar seguranças ou alarmes” porque o prefeito seria assassinado.

 

Umberto alegou que suspeita que as ameaças estão relacionadas ao trabalho que desenvolve no Executivo municipal, com cortes de privilégios.

“As redes sociais se tornaram, para alguns que tiveram seus interesses pessoais contrariados, palco de propagação do ódio. Por ser figura pública entendo, apesar de não concordar, fazer parte da política esse tipo de expediente politiqueiro principalmente quando fazemos uma gestão séria, justa e que é destaque em toda Paraíba”, disse.

O prefeito afirmou que essa não foi a primeira vez que recebeu ameaças e que também acionou a Justiça por conta de calúnias e difamação também propagadas através das redes sociais.

PB Agora

 

Comissão da OAB-Guarabira repudia, em nota, decreto sobre posse de arma

A Comissão de Direitos Humanos da Ordem dos Advogados do Brasil Subseção Guarabira, publicou na tarde dessa quinta-feira (17) uma nota de repúdio ao decreto presidencial nº 9.685 assinado pelo presidente Jair Bolsonaro, o decreto tem o objetivo de facilitar a posse de arma para o cidadão.

 

NOTA DE REPÚDIO

A Comissão de Direitos Humanos da OAB, subseção Guarabira – PB, no seu mister de atuar na defesa dos direitos da pessoa humana, no acesso à justiça e na busca dos direitos sociais, vem manifestar seu profundo repúdio contra o Decreto presidencial nº 9.685, de 15 de Janeiro de 2019, que flexibiliza a posse de armas de fogo no país.

Entendemos que é função do Estado garantir segurança a todos os cidadãos, desenvolvendo políticas públicas de combate à criminalidade existente sem transferir a responsabilidade para as mãos da população.

Em tempos onde milhares de mulheres sofrem com a violência doméstica dentro de suas próprias casas, onde levantamentos mostram que grande parte das armas de fogo utilizadas em crimes foi proveniente de desvios e subtrações de quem as adquiriu legalmente, além do previsível aumento do risco de acidentes com crianças, suicídios, entre outros males, não se mostra razoável a imposição deste ato por meio de decreto.

Por fim, reafirmamos o nosso compromisso pela busca da promoção de uma justiça digna para todos, bem como da plena atuação junto às autoridades quando da ocorrência de violações efetivas ou iminentes de direitos humanos, buscando a garantia pelo direito à vida, à liberdade e a segurança pessoal sem expor os cidadãos brasileiros aos riscos de se combater a violência à sua própria sorte.

“Menos armas, menos crimes”.

Guarabira – PB, 17 de janeiro de 2019.

Comissão de Direitos Humanos da OAB (Subseção Guarabira-PB)

portal25horas

 

TCE-PB identifica servidores com 7 empregos e remuneração de R$ 75 mil

O Tribunal de Contas do Estado (TCE-PB) identificou a existência de 34.718 servidores públicos acumulando cargos na Paraíba e também em estados vizinhos, como Rio Grande do Norte e Pernambuco. Segundo o levantamento, há casos em que o funcionário possui sete vínculos, e outro com remuneração que ultrapassa os R$ 75 mil.

De acordo com a Constituição Federal, a acumulação de vínculos públicos é proibida, exceto para professores e médicos. Nesses casos, só é permitido a esses profissionais possuírem dois vínculos com a administração pública.

Servidor recebe remuneração de R$ 75 mil

O campeão em acumulação de cargos possui sete vínculos. Já o segundo no ranking tem seis vínculos, com uma remuneração de R$ 75.446,73. O total da remuneração desse servidor é quase o dobro do teto constitucional do Supremo Tribunal Federal, que é de R$ 39 mil.

O TCE não analisa a legalidade das acumulações, pois em algumas situações o acúmulo é permitido por lei. O levantamento serve de orientação para os gestores, que devem providenciar as adequações.

portalcorreio

 

Veja previsão do tempo na PB e clima para o fim de semana, 19 e 20 de janeiro

A previsão do tempo na Paraíba para este sábado (19) varia da temperatura mínima de 20ºC no Brejo até a máxima de 36ºC no Sertão. No Agreste, as temperaturas oscilam entre 21°C e 30°C. No Cariri, a mínima prevista é de 22ºC e a máxima de 34ºC. No Litoral, a temperatura varia de 25ºC até 31ºC.

Segundo dados da Agência Executiva de Gestão das Águas (Aesa), para o sábado, a previsão é de nebulosidade variável. A alta concentração de umidade presente no ar associada ao calor deve deixar o tempo instável e propício a chuvas localizadas.

No Litoral, a previsão é de nebulosidade variável com ocorrência de chuvas a qualquer hora. Brejo e Agreste tem a previsão de nebulosidade variável, mas com possibilidade de chuvas em áreas isoladas. Cariri e Curimataú tem nebulosidade variável com possibilidade de ocorrência de chuvas localizadas.

 

Por fim, Sertão e Alto Sertão, regiões da Paraíba onde estão sendo registradas fortes chuvas e ventos, a previsão para o sábado é de nebulosidade variável com ocorrência de chuvas isoladas.

As informações meteorológicas são fornecidas pela Aesa e pelo Climatempo.

Em João Pessoa, o tempo tanto no sábado, quanto no domingo, é de sol com muitas nuvens durante o dia, com períodos de nublado e chuva a qualquer hora. No sábado a temperatura deve variar entre 24°C e 31°C e no domingo, a mínima sobe um pouco para 35°C enquanto a máxima permanece a mesma.

Em Campina Grande, a previsão do tempo no sábado e no domingo é a mesma. Sol e aumento de nuvens de manhã, com pancadas de chuva à tarde e à noite. No sábado, a temperatura oscila entre 21°C e 31°C, enquanto no domingo passa a ficar entre 21°C e 34°C.

G1

 

Pai e filho são presos suspeitos de ferir mototaxista, após briga por causa de vaga em estacionamento na PB

Os suspeitos de tentar matar a tiros um mototaxista após uma briga por vaga em estacionamento do shopping Luíza Motta, em Campina Grande, foram presos na manhã desta sexta-feira (18) em Catolé do Rocha, no Sertão da Paraíba. De acordo com o delegado da Polícia Civil responsável pelo caso, Pedro Ivo, pai e filho receberam voz de prisão após se apresentaram na delegacia da cidade.

De acordo com o delegado, o crime teria ocorrido depois que a vítima, José Thiago da Silva, de 30 anos, teve uma discussão com outro mototaxista, Weverton Guedes de Arruda, de 41 anos, mas que os dois já tinham tido um desentendimento durante a semana.

A direção do shopping Luiza Mota não quis se pronunciar sobre o caso.

Segundo o delegado, a prisão aconteceu por volta das 9h30 após a Polícia Civil combinar com o advogado dos suspeitos para que os dois se apresentassem na Delegacia de Catolé do Rocha, onde corre o inquérito do caso.

Na delegacia, pai e filho permaneceram em silêncio. O delegado informou que já havia mandados de prisão e de busca e apreensão contra os dois expedidos pela Justiça. A polícia chegou a ir na casa dos suspeitos, no bairro Catolé, em Campina Grande, mas nada foi encontrado.

Em depoimento à polícia, os dois afirmaram que perderam a arma do crime durante a fuga. Segundo o delegado, após investigações, foi constatado que o pai, Willams Arruda Sobrinho, de 64 anos, foi quem atirou contra o mototaxista. O filho, Weverton Guedes de Arruda, de 41 anos, teria esfaqueado a vítima antes dos disparos.

A filha e irmã dos suspeitos relatou à polícia que recebia ameaças da vítima e que teria registrado um Boletim de Ocorrência há cerca de um ano.

O delegado informou ainda que foi constatado que Weverton Guedes de Arruda não é regulamentado pela Superintendência de Trânsito e Transportes Públicos (STTP) de Campina Grande, como havia sido informado anteriormente. Suspeito e vítima trabalhavam clandestinamente.

Os suspeitos foram encaminhados para a Central de Polícia Civil de Campina Grande, onde permanecem detidos aguardando a audiência de custódia que acontece na segunda-feira (21). O delegado disse ainda que a prisão, quatro dias depois do crime, foi possível com o apoio da população e da divulgação na imprensa.

Ainda de acordo com o delegado, o Hospital de Emergência e Trauma de Campina Grande informou que a vítima, José Thiago da Silva, de 30 anos, evoluiu do estado grave para o regular.

Briga por causa de vaga em estacionamento termina com mototaxista baleado na PB

Briga por causa de vaga em estacionamento termina com mototaxista baleado na PB

Suspeitos ameaçaram família da vítima antes do crime

Os suspeitos invadiram a casa e ameaçaram a família da vítima cerca de meia hora antes do crime, segundo o delegado da Polícia Civil responsável pelo caso, Pedro Ivo. O crime teria ocorrido depois que a vítima teve uma discussão com outro mototaxista, Weverton Guedes, mas os dois já tinham tido um desentendimento durante a semana.

Após investigações, a polícia foi informada de que a dupla, pai e filho, teriam entrado cerca de meia hora antes do crime na casa da sogra de José Tiago. Os dois invadiram o local armados e ameaçaram a família da vítima.

Entenda o caso

O mototaxista foi ferido a tiros na tarde dasegunda-feira (14) dentro de um estacionamento do shopping Luiza Motta, no bairro do Catolé, em Campina Grande. O crime teria ocorrido depois que a vítima teve uma discussão com outro mototaxista, por causa de uma vaga no estacionamento interno. Segundo a Polícia Militar, o suspeito contou com a ajuda do pai na ação.

Imagens de câmeras de segurança mostram o momento em que o mototaxista suspeito chega com o pai em uma moto e, juntos, eles entram em luta corporal com o mototaxista ferido, José Tiago da Silva, de 30 anos. Os disparos foram efetuados pelo pai do mototaxista, que estava na garupa da moto. Foram quatro tiros, que atingiram a cabeça e abdome da vítima.

No vídeo do sistema de segurança é possível ver quando o mototaxista suspeito chega com o pai dele em uma moto. O filho desce e se aproxima do outro mototaxista, José Tiago da Silva, de 30 anos, e começa a agredir ele. Um segurança do shopping tenta apartar a briga, mas o pai do suspeito saca a arma e começa a atirar.

A vítima foi socorrida e levado para o Hospital de Trauma de Campina Grande. Segundo a assessoria de imprensa do hospital, ele chegou na unidade hospitalar consciente, orientado, respirando espontaneamente e evoluiu do estado de saúde grave para o regular.

Crime ocorreu em frente ao portão principal do Shopping Luiza Motta, em Campina Grande — Foto: Sandra Paula/TV Paraíba

Crime ocorreu em frente ao portão principal do Shopping Luiza Motta, em Campina Grande — Foto: Sandra Paula/TV Paraíba

G1

 

Carga de cigarro e bebida avaliada em R$ 1 mi é apreendida na PB

Nessa quinta-feira (17), um depósito com cargas contrabandeadas de cigarro e bebidas foi descoberto na zona rural da cidade de Marizópolis, no Sertão do Estado.

As informações policiais são de que um jovem de 25 anos que conduzia uma van carregada de cigarros e bebidas sem nota fiscal foi preso na BR-230 pela Polícia Civil e através dele a polícia conseguiu chegar ao depósito onde a mercadoria era armazenada.

A carga de bebidas foi avaliada em R$ 290 mil, enquanto que a de cigarros está avaliada em R$ 600 mil, totalizando quase R$ 1 milhão.

Dois homens, de 44 e 31 anos de idade, foram presos e autuados em flagrante delito pelos crimes de descaminho e contrabando.

PB Agora

 

Marciano, cantor sertanejo, morre aos 67 anos

O cantor sertanejo Marciano, que marcou a história da música sertaneja ao lado de João Mineiro, morreu aos 67 anos, em sua casa em São Caetano do Sul, São Paulo. A informação foi confirmada na rede social do cantor:

“É com imenso pesar que, em nota, confirmamos o falecimento do cantor Marciano, o Inimitável. Em breve, divulgaremos mais informações. Nesse momento, agradecemos o carinho de todos e pedimos orações à família.”

Segundo uma amiga da família, o velório acontecerá na Câmara Municipal de São Caetano do Sul. De acordo com o local, o velório começa por volta das 12h e deve seguir até 16h20, quando o corpo segue para o Cemitério das Lágrimas.

O cantor, que nos últimos anos usava o título de “O Inimitável”, iniciou a carreira na década de 1970 formando a dupla Marciano e João Mineiro. Juntos, eles fizeram hits como “Ainda ontem chorei de saudade”, “Se eu não puder te esquecer”, entre outras.

 

O artista também é um dos compositores de “Fio de cabelo”, um dos maiores sucessos da música sertaneja. Com mais de 400 regravações, a canção de 1981 é uma das mais lembrada em bares e karaokês. “Quando a gente canta, o povão canta junto. É emocionante”.

Após a morte de João Mineiro, em 2012, José Marciano gravou um álbum solo intitulado “Inimitável (2013)”. O registro foi feito no Teatro Paulo Machado de Carvalho, em São Caetano do Sul.

Em 2015, iniciou um projeto ao lado de Milionário (ex-dupla de José Rico, que morreu naquele ano). O projeto dos dois foi chamado de “Lendas” e rendeu a gravação de um DVD em 2015, sendo lançado no mercado no ano seguinte.

Os cantores sertanejos Milionário e Marciano fazem o 1º show do projeto 'Lendas', em Ituporanga (SC), para mais de 25 mil pessoas. O reportório tem como base os sucessos das duplas Milionário e José Rico e João Mineiro e Marciano, além de canções inéditas — Foto: Cadu Fernandes/Divugação

Os cantores sertanejos Milionário e Marciano fazem o 1º show do projeto ‘Lendas’, em Ituporanga (SC), para mais de 25 mil pessoas. O reportório tem como base os sucessos das duplas Milionário e José Rico e João Mineiro e Marciano, além de canções inéditas — Foto: Cadu Fernandes/Divugação

O cantor Fabiano Martins, filho de Marciano, lamentou a morte do pai. Nos últimos anos, os dois travaram uma batalha judicial após uma publicação no Facebook. Marciano processou Fabiano por danos morais e pedia indenização de R$ 20 mil.

“Todos que me conhecem sabem da péssima relação que eu tinha com meu pai, mas estou muito triste com essa notícia. Por mais que éramos afastados, mas era meu pai. Morre um dos maiores cantores sertanejo desse país.”

“E é com uma imensa tristeza que informo ao meus amigos que meu pai sofreu um infarto fulminante nessa madrugada e foi morar com Deus. João Mineiro e Marciano ficará eternizado em nossos corações”, disse Fabiano.

Fã do Feminejo

Em 2017, durante uma aresentação em Brasília, Marciano afirmou ser fã do feminejo, que naquele ano, destaca diversas cantoras como Maiara & Maraisa e Marília Mendonça.

“Essas meninas que estão ‘estouradas’ são muito minhas amigas desde antes do sucesso. Conheço Simone e Simaria das turnês pelo Brasil. E Maiara e Maraísa iam aos meus shows antes de ficarem famosas. Quando eu as via, dizia que, se elas gravassem o primeiro CD, não ia sobrar para ninguém. Hoje sou eu que quero gravar com elas”, admitiu em entrevista ao G1 por telefone.

Na época, Marciano também reconheceu haver machismo no meio do sertanejo. Ele afirmou que a nova tendência entre as cantoras ajuda a manter o gênero atual. “Tinha muita gente que fazia música falando mal das mulheres. O público não quer mais ouvir isso. Para continuar fazendo sucesso, é preciso cantar o que o povo quer”, declarou.

“Eu nunca compus nada que denegrisse a mulher. Mulher tem de ser bem tratada.”

G1