Todos os posts de Focando

ALPB debate ações emergenciais para Educação e Cultura durante pandemia do coronavírus

A Comissão de Educação, Cultura e Desporto da Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB), realizou, na manhã desta quarta-feira (1º), reunião ordinária, através de vídeo conferência, para debater medidas emergenciais a serem adotadas no Estado diante da pandemia causada pelo novo coronavírus (Covid-19). A reunião foi presidida pela deputada Estela Bezerra e contou com a participação dos deputados Anderson Monteiro e Chió.

Estela pontuou que o momento é difícil e que a única forma de prevenção é o isolamento, desta forma, existe a necessidade de criar novos comportamentos. A deputada declarou que a Comissão de Educação tem o intuito de encontrar soluções para a Educação dos paraibanos, além de buscar compreender as funções do Legislativo, do Executivo, do Judiciário, de entidades de classe e da sociedade civil organizada diante do problema que a população enfrenta. “Estamos preocupados com a execução do calendário e também com a segurança alimentar dos estudantes, além da saúde dos trabalhadores da Educação. Precisamos manter a educação conectada aos jovens que, em sua maioria, vivem em vulnerabilidade social,” disse.

A deputada destacou ainda que é preciso a elaboração de um conteúdo programático, principalmente, para alunos do ensino médio, que prestarão o Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM), mas que diante do quadro apresentado pela pandemia no Covid-19, estão sem atividades que possam capacitá-los para o certame. “É preciso continuar a ofertar a esses adolescentes o máximo que a política de educação pode para amenizar esse processo de confinamento”, alertou Estela.

Segundo a deputada, as sugestões apresentadas pelos participantes da reunião, como iniciativas que garantam a segurança alimentar dos estudantes e a readequação do calendário escolar serão encaminhadas aos órgãos responsáveis do Governo do Estado e também deverão ser apresentadas ao Ministério Público da Paraíba (MPPB) e ao Ministério Público Federal (MPF), a exemplo da cobrança de medidas relacionadas a realização do Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM).

O deputado Chió cobrou uma reflexão social e pessoal diante do momento atual e acrescentou que é extremamente importante que o Legislativo esteja unido para criar medidas que beneficiem os paraibanos diante de um quadro de tantas dificuldades na saúde e na economia, mas que reflete diretamente na educação. “Existe a necessidade da Assembleia dar respostas consistentes nesse momento tão difícil que vivemos hoje. É  necessário que tenhamos um papel ativo nessa guerra que estamos travando, mas, ao mesmo tempo, é um momento muito importante para refletirmos sobre as nossas reais necessidades”, afirmou Chió.

O parlamentar disse ainda que a educação não pode parar. “A gente precisa que o Executivo apresente aos alunos um programa de ensino a distância, essa será a oportunidade do Governo do Estado oferecer cursos e que todos os alunos da nossa rede tenham internet em casa paga pelo Governo. É urgente isso. Não é utopia”, cobrou Chió.

Todos precisam, nesse momento, exercer a solidariedade. Essa foi a reflexão feita pelo deputado Anderson Monteiro. Para ele, as pessoas precisam repensar sobre suas fragilidades e atentarem para a preocupação com o próximo. “É um momento muito delicado. Precisamos refletir sobre a nossa humanidade e nosso papel na sociedade e que todos tenham noção de o quanto as coisas são frágeis e o quanto temos que exercer o sentimento de empatia. Pensamos muito no individual e já passou da hora de termos mais empatia”, analisou.

Anderson reivindicou medidas emergenciais que possam, pelos próximos meses, garantir aos paraibanos da área da educação e da cultura ações que atendam as suas necessidades. “É urgente que possamos intensificar o trabalho dessa Comissão e encaminhar de forma ágil para que os Governos Federal, Estadual e Municipais adotem medidas urgentes para aliviar a situação de diversas famílias paraibanas”, declarou.

O coordenador geral do Sindicato dos Trabalhadores e Trabalhadoras em Educação do Estado da Paraíba (Sintep), Antônio Arruda, e o diretor executivo, Felipe Baunilha,  apresentaram preocupações com o calendário escolar durante o período de isolamento. Baunilha não minimizou a importância  de manter a medida de distanciamento social, no entanto, os sindicalistas apontaram que os desafios são muitos, principalmente, em relação ao calendário escolar.

A estudante Emilly Kissya, presidenta do Grêmio Estudantil da ECIT Jango – Escola Cidadã Integral Técnica João Goulart – e o também estudante  Kevyn Kel, que preside o Grêmio Estudantil da ECIT FAC – Escola Cidadã Integral Técnica Francisca Ascenção Cunha – sugeriram que o cronograma escolar seja seguido. No entanto, Kissya cobrou uma forma eficiente de capacitar os alunos que estão concluindo o ensino médio e que irão prestar o ENEM este ano.

A estudante sugeriu um acompanhamento pedagógico durante o período de isolamento para que os alunos cheguem ao certame qualificados. “Poderia ser estabelecido um cronograma com todos os assuntos do ano letivo para as respectivas turmas e dividi-lo de forma semanal e os tutores fazerem esse acompanhamento com os alunos para que eles não saiam de casa”, sugeriu a estudante.

O setor da cultura também esteve representado na reunião pela produtora cultural e  integrante do Fórum dos Fóruns de Cultura da Paraíba, Dina Faria, e pelo coordenador do Observatório de Políticas Culturais – ObservaCult/UFPB -, Marco Antônio Acco. Ambos destacaram que o setor é um dos que mais gera emprego, inclusive nos momentos de crise, no entanto, no contexto atual, as dificuldades têm afetado vários profissionais que atuam integrados ao movimento cultural.

“São milhares de trabalhadores. Além dos artistas, têm fotógrafos, cenógrafos, iluminadores, técnicos de som, professores de dança, de teatro, dramaturgos, artistas de circo, tecelãs, ente outros. Existe uma cadeia vasta que tem como característica ser invisível. O povo da cultura é invisível”, disse Acco. Ele também cobrou ações emergenciais que possam evitar, principalmente, que essas pessoas tenham como se sustentar. “Os artistas não vão receber nenhum recurso do programa de remuneração que está sendo estabelecido para bares e restaurantes pagarem a seus trabalhadores. Certamente, os artistas serão excluídos”, lamentou.

Também participaram da vídeo conferência a presidente da Organização dos Professores Indígenas Potiguara (OPIP/PB), Sônia Barbalho de Macêdo; o representando o Fórum dos Fóruns de Cultura da Paraíba, Henrique Sampaio; e a secretária de Educação de Itatuba, representando a UNDIME (União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação), Maria Bethânia Andrade.

 

agenciaalpb

 

 

Ações que pequenas e micro empresas na pandemia de Covid-19 devem tomar para minimizar crise

Consultor empresarial aponta quais atitudes os negócios devem ter para lidar com o momento caótico na economia 
A pandemia do novo coronavírus tem levado o mundo a inúmeras transformações, sendo a econômica, umas das mais importantes e relevantes no momento. Segundo a Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE ou clube dos países ricos), a economia global pode levar anos para se recuperar do impacto desse problema de saúde pública mundial.

No Brasil, algumas medidas têm sido tomadas para tentar evitar a crise, principalmente nas micro e pequenas empresas. Foi anunciado no dia 19 de março que empresas com faturamento bruto anual de até R$10 milhões passam a contar com linha de crédito de recursos de 1 bilhão do Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT). Destinada ao financiamento de capital de giro, o intuito dessa liberação é a tentativa de minimizar os impactos da pandemia sobre os micro e pequenos negócios.

Dia 27 de março, nesta mesma linha de socorro às micro e pequenas empresas, o governo lançou uma linha para pagar os salários (limitado a dois salários mínimos) onde o empresário teria 6 meses de carência e 2 anos para quitar este empréstimo. O dinheiro irá diretamente para a conta do trabalhador.

Com a minha experiência de mais de 35 anos na vida corporativa e desde 2015 à frente da MORCONE Consultoria Empresarial, hoje apresento ações que devem ser tomadas pelas pequenas e micro empresas na pandemia de Covid-19, para que possam minimizar ao máximo os efeitos dessa crise e continuar em atividade no mercado.

Pequenas e micro empresas na pandemia de Covid-19 – ações para lidar com a crise econômica

O que tem sobressaído no mundo nos últimos dias é o pânico das pessoas. Quanto aos colaboradores, o medo de perderem os seus empregos, quanto às empresas, as muitas incertezas sobre a continuidade no mercado após o tempo de paralisação devido à pandemia do novo coronavírus.

Decidi trazer algumas orientações sobre as atitudes que devem ser tomadas pelas pequenas e micro empresas na pandemia de Covid-19, para que possam minimizar ao máximo os efeitos dessa crise mundial. Vamos a elas:

Corte de custos

Essa é obviamente a primeira ação emergencial que as empresas precisam tomar. A minha orientação é cortar tudo o que for possível, tanto de custos fixos, quanto de variáveis.

Mas é preciso minuciosa análise quanto a quais cortes podem ser realizados, de maneira que não afete a empresa. Essa pandemia tem, por exemplo, mostrado a muitos negócios sobre a eficiência do home office e o quanto pode economizar para as empresas manter esse modelo de trabalho nos próximos meses.

Muitos negócios podem encontrar a necessidade de procurar orientação para esse momento de rever os seus custos e quais poderiam ser cortados. O auxílio de um especialista pode ser muito bem-vindo nesse momento.

Diminua o volume de atividades

Muitas indústrias adotaram o funcionamento parcial, mantendo 50% de suas atividades. Essa diminuição de volume também impacta sobre os custos fixos e variáveis, por isso, é uma ação importante em um momento emergencial.

Comunicação clara com clientes

Nesse período de crise, as empresas devem direcionar as suas energias também ao esclarecimento, à comunicação com clientes. Muitas empresas, principalmente no setor da alimentação, tem adotado, por decreto governamental, o serviço delivery como alternativa para prosseguir em funcionamento, essa mudança requer o cuidado da comunicação com os consumidores.

Qualquer tipo de mudança precisa ser comunicada claramente e, para isso, o marketing digital é fundamental.

Negociação de pagamento com fornecedores/parceiros

Nesse momento caótico que estamos vivenciando em nossa economia, acredito que a habilidade da negociação será a ação mais importante para as empresas. Tentar uma negociação de prazos de pagamento com fornecedores/parceiros é essencial, levando em conta a diminuição do volume de atividades, provavelmente haverá diminuição também da demanda com essas empresas parceiras.

Investimento em técnicas de venda mais eficientes e humanizadas

Algumas coisas por conta da pandemia já mudaram, como já mencionei, algumas empresas passaram a investir mais no modelo e-commerce e daqui para frente enfatizo que será cada vez mais importante o investimento em técnicas de vendas eficientes em que a humanização do atendimento seja uma das principais prioridades.

Transformações nas pequenas e micro empresas na pandemia de Covid-19

Diante desse problema tão grave para a economia brasileira e mundial, friso a importância de que as empresas não esperem o problema acontecer e se antecipem. Essas ações demonstram confiabilidade por parte do negócio.

As lideranças nesse cenário precisam estar prontas para lidar com dias difíceis. Negociação será a principal ferramenta das empresas em tempos de pandemia.

O planejamento estratégico nesse cenário é fundamental, aliás, vale lembrar sobre a importância de constantemente atualizar o planejamento, para que em momentos complexos como esse atual no Brasil e no mundo, as empresas saibam quais ações precisam ser tomadas em curto e longo prazo.

Atitudes impulsivas só podem prejudicar as empresas nesse momento, qualquer decisão como corte de gastos, demissão de pessoas, mudanças em processos operacionais, entre outras, devem ser realizada sob análise, por isso saliento a importância de que nesse momento, as empresas recorram à ajuda especializada para lidar com esse cenário por conta da pandemia de Covid-19.

Carlos Moreira – Há mais de 35 anos atuando em diversas empresas nacionais e multinacionais como Manager, CEO (Diretor Presidente), CFO (Diretor Financeiro e Controladoria) e CCO (Diretor Comercial e de Marketing).É empresário há mais de 15 anos e sócio e fundador da MORCONE Consultoria Empresarial.

 

Em uma semana, PM recebe mais de 560 denúncias de aglomeração na PB

A Polícia Militar revelou que entre o dia 24 de março e essa última terça-feira (31), já recebeu 563 denúncias por descumprimento das medidas de isolamento social em todo o estado da Paraíba.

De acordo com a assessoria da Polícia Militar, das denúncias, 346 foram confirmadas e aconteceram em bares e comércios que não estão incluídos nos serviços essenciais estabelecidos pelo Governo da Paraíba. Também foram confirmadas as realizações de eventos esportivos, bingos, entre outros.

Destas denúncias, mais de 70% aconteceram nas cidades de João Pessoa, Santa Rita e Bayeux.

Cerca de 4 mil ligações são recebidas por dia pelo Centro Integrado de Operações Policiais (Ciop) da Região Metropolitana de João Pessoa.

PB Agora

 

Presidente do TRE/PB trata como improvável adiamento de eleição e vê ‘solução aterradora’ em prorrogação de mandatos

O desembargador José Ricardo Porto, presidente do Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba (TRE-PB), declarou nesta quarta-feira (1º) em entrevista à Rádio Arapuan FM, que ao seu ver, há um prazo elástico até começarem efetivamente as movimentações oficiais em torno das eleições municipais deste ano e com isso, é pouco provável que haja o adiamento da mesma por conta da pandemia de coronavírus.

O primeiro turno das eleições está programado para acontecer no dia 4 de outubro e de acordo com os prazos regimentais, as convenções só podem acontecer em agosto, assim como é em agosto que termina o prazo para o registro de candidaturas.

José Ricardo Porto citou ainda declarações do ministro Luis Barroso e disse que a prorrogação do mandato dos parlamentares por conta de um adiamento do pleito seria uma solução aterradora.

“Todos os segmentos da sociedade estão preocupados com o combate desse vírus. Mas o pessimismo é o câncer da alma, eu sou um otimista e acredito que as eleições irão se processar. Estamos iniciando hoje o dia 1º de abril e as convenções irão acontecer em agosto e o período de registro de candidaturas começara dia 23 também de agosto, teremos um prazo elástico para que possamos avaliar a propagação do vírus se esta em forma crescente ou decrescente. O ministro Luis Barroso disse com toda a propriedade que a prorrogação de mandato é uma ideia aterradora” declarou.

 

pbagora

 

 

Vigilância sanitária interdita fábrica clandestina de álcool em gel em Campina Grande

A Vigilância Sanitária em ação conjunta com o Procon-CG, Polícia Militar e outros órgãos interditou uma fábrica clandestina de álcool gel em Campina Grande no início da tarde desta quarta-feira (1º).

De acordo com a Angevisa, o proprietário do local não tem a documentação necessária para funcionar e estava produzindo. “Há uma norma técnica que regulamenta a produção principalmente do álcool gel e a vigilância resolveu por precaução interditar até que o estabelecimento apresente autorização e apresente as boas práticas de fabricação”, explicou.

O proprietário do estabelecimento ficou visivelmente irritado e não quis falar com a reportagem da TV Arapuan.

Marília Domingues / Márcio Rangel

 

 

Caixa Econômica começa a pagar saque-aniversário do FGTS

Os trabalhadores nascidos em janeiro e fevereiro que aderiram ao saque-aniversário do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) podem ter acesso ao dinheiro a partir desta quarta-feira (1º). Essa modalidade permite a retirada de parte do saldo de qualquer conta ativa ou inativa do fundo a cada ano, no mês de aniversário, em troca de não receber parte do que tem direito em caso de demissão sem justa causa.

O dinheiro poderá ser retirado até 30 de junho. O valor a ser liberado varia conforme o saldo de cada conta em nome do trabalhador. Além de um percentual, ele receberá um adicional fixo, conforme o total na conta. O valor a ser sacado varia de 50% do saldo sem parcela adicional, para contas de até R$ 500, a 5% do saldo e adicional de R$ 2,9 mil para contas com mais de R$ 20 mil.

Ao retirar uma parcela do FGTS a cada ano, o trabalhador deixará de receber o valor depositado pela empresa caso seja demitido sem justa causa. O pagamento da multa de 40% nessas situações está mantido. As demais possibilidades de saque do FGTS – como compra de imóveis, aposentadoria e doenças graves – não são afetadas pelo saque-aniversário.

O prazo de adesão ao saque-aniversário começou em janeiro. Ao optar pela modalidade, o trabalhador teve de escolher a data em que o valor esteja disponível: 1º ou 10º dia do mês de aniversário. Quem escolheu o 10º dia retirará o dinheiro com juros e atualização monetária sobre o mês do saque.

Como sacar

Por causa da pandemia de coronavírus, a Caixa orienta o resgate por meio do aplicativo FGTS, disponível para tablets e smartphones dos sistemas Android e iOS. Nesse caso, o trabalhador pode programar a transferência do dinheiro para qualquer conta em seu nome, independentemente do banco. A operação não tem custo.

As retiradas podem ser feitas nas casas lotéricas, caso esses estabelecimentos estejam abertos, e terminais de autoatendimento para quem tem senha do Cartão Cidadão. Quem tem Cartão Cidadão e senha pode sacar nos correspondentes Caixa Aqui, caso esses estabelecimentos estejam autorizados a abrir. Basta apresentar documento de identificação.

Atendimento

Desde o último dia (24), as agências da Caixa estão funcionando em horário reduzido, das 10h às 14h. O atendimento está restrito a quem não puder resolver o problema por canais eletrônicos. As dúvidas sobre valores e a data do saque podem ser consultadas no aplicativo do FGTS, pelo site da Caixa ou pelo telefone de atendimento exclusivo 0800-724-2019, disponível 24 horas.

O saque-aniversário não está relacionado ao saque imediato, que previa a retirada de até R$ 998 do FGTS de todas as contas ativas e inativas. As retiradas nessa modalidade começaram em setembro do ano passado e acabaram nessa terça-feira (31). O dinheiro de quem não fez o saque retornou para a conta do FGTS.

 

Agência Brasil

 

 

Semana Santa não terá ‘lava pés’, nem procissões tradicionais

O arcebispo da Paraíba, Dom Manoel Delson, divulgou, nessa terça-feira (31), mudanças nas celebrações da Semana Santa deste ano, que começa no próximo domingo (5). As celebrações seguirão acontecendo a portas fechadas para fiéis, em prevenção à disseminação da Covid-19, doença causada pelo novo coronavírus.

As procissões do Domingo de Ramos nos bairros foram suspensas. A Missa da Ceia do Senhor, que acontece na Quinta-Feira Santa, não terá o momento de lava pés. A missa dos Santos Óleos, que reúne, no mesmo dia, todo o clero para renovação dos votos e bênção dos óleos da Crisma, dos Enfermos e do Batismo, foi adiada. A nova data ainda não foi definida.

Também não haverá a Procissão do Senhor Morto, tradicionalmente realizada na Sexta-Feira da Paixão. No lugar dela, será feita uma oração especial pelos doentes, defuntos e pelas pessoas que sofreram alguma perda na pandemia de Covid-19. No Sábado de Aleluia, não será permitida a Procissão da Luz após a bênção do fogo e também não haverá a Liturgia Batismal na celebração.

“Entendo que vem sendo um grande sacrifício para todos, mas reforço aos meus queridos irmãos e irmãs: fiquem em casa! Este vem se apresentando como um grande gesto de amor à humanidade! Vamos refletir, de todo coração, as palavras do Papa Francisco na bênção Urbi et Orbi e vamos viver uma Semana Santa intensa, com muita fé, entendendo que esta será diferente na vivência, mas não na sua essência. Seguimos com muita confiança de que Deus nos ajudará a passar por este momento tão desafiador. Em breve estaremos juntos, nos abraçando, adorando ao Senhor e agradecendo a superação desta pandemia”, disse Dom Delson.

 

portalcorreio

 

 

Órgãos da Paraíba esticam quarentena contra coronavírus

Após a Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB) prorrogar a suspensão das atividades legislativas até o dia 10 de abril por conta da pandemia do coronavírus, outros órgãos também resolveram esticar a quarentena na Paraíba como medida de prevenção. O Tribunal de Contas do Estado, Tribunal de Justiça, Ministério Público, Defensoria e OAB já se manifestaram pela prorrogação.

Tribunal de Contas do Estado da Paraíba

O TCE-PB prorrogou os prazos processuais e a realização de sessões do colegiadas do Tribunal Pleno, bem como da Primeira e da Segunda Câmaras, até o dia 30 de abril de 2020.

De acordo com a Portaria nº 052, assinada na segunda-feira (30) pelo presidente do TCE-PB, conselheiro Arnóbio Viana, o objetivo maior é de prevenir e conter a propagação da pandemia no âmbito do tribunal, de forma a preservar a saúde dos servidores, dos usuários externos e, por conseguinte, da sociedade em geral, além do impacto negativo dessa pandemia sobre a economia e, particularmente, sobre as finanças públicas.

Prestação de Contas

O Tribunal de Contas informa que permanece o prazo para apresentação das contas anuais dos gestores dos entes, órgãos e de entidades das administrações públicas, municipais e estaduais, referentes ao exercício de 2019. Porém, excepcionalmente, não haverá cobrança de multa por atraso, desde que sejam entregues até o dia 4 de maio de 2020, o mesmo ocorrendo com relação à entrega dos balancetes dos meses de fevereiro e março de 2020. A edição do documento diz que permanecem em vigor as normas previstas nas Resoluções Normativas 09/16, 04/17 e 06/19, em especial as relativas à obrigatoriedade de remessas dos dados do Sagres Diário.

Teletrabalho

A sede do TCE-PB segue fechada e os servidores continuam trabalhando em regime de teletrabalho obrigatório para membros e servidores, renovável automática e sucessivamente, enquanto perdurar a situação motivadora da medida. Nesse período, os servidores exercerão suas funções na modalidade de trabalho remoto, sem interrupção nos serviços prestados pela Corte de Contas.

A Portaria ressalta ainda que no atendimento presencial, em hipóteses excepcionais e imprescindíveis, em que for necessária a presença de servidor no tribunal, o acesso deverá ser autorizado por conselheiro, conselheiro substituto, procurador do MPC,  diretorias e chefes de departamentos, e informado por e-mail institucional à  Assessoria de Segurança, no dia anterior à ida ao TCE.

Ato Conjunto do TJPB, MP, Defensoria e OAB

As medidas temporárias de prevenção ao contágio pelo novo coronavírus (Covid-19), constantes nos Atos Normativos Conjuntos nº 002 e 003/2020/TJPB/MPPB/DPE-PB/OAB-PB (com validade até 31 de março), serão prorrogadas até o dia 30 de abril de 2020. O Ato Conjunto nº 04/2020, assinado pelos gestores das instituições envolvidas na última segunda-feira, foi publicado no Diário da Justiça eletrônico (DJe) dessa terça-feira (31), suspendendo os prazos judiciais e administrativos até a referida data.

O Ato Conjunto nº 04 dispõe, ainda, que, no período de suspensão dos prazos, fica mantida a publicação de atos, as intimações, a distribuição, a instauração e a tramitação de processos e procedimentos.

O documento considerou a evolução da pandemia e a consequente necessidade de manter o regime de trabalho remoto para evitar disseminação do vírus.

O documento é assinado pelo presidente do Tribunal de Justiça do Estado da Paraíba, desembargador Márcio Murilo da Cunha Ramos, pelo corregedor-geral de Justiça, desembargador Romero Marcelo da Fonseca Oliveira, pelo procurador-geral de Justiça da Paraíba, Francisco Seráphico, pelo defensor público-geral, Ricardo Barros, e pelo presidente da Ordem dos Advogados do Brasil, seccional Paraíba, Paulo Maia.

 

portalcorreio

 

 

Vale mentir para preservar um relacionamento?

A falta de honestidade abala os vínculos e a confiança

Quem nunca mentiu? Quem nunca contou uma mentirinha inofensiva para preservar uma relação? Seja no campo das amizades, dos amores ou no profissional. Confesse, você já mentiu! O problema é que não importa o tamanho, pequenas omissões ou grandes mentiras implicam na quebra de confiança. Em um relacionamento amoroso, se o parceiro não tem a capacidade de ser honesto, o relacionamento enfrentará inúmeras dificuldades. A verdade é que, uma vez dita, a mentira tende a se multiplicar para ser justificada e a desconfiança tomará conta da relação. Quem consegue viver assim? Sempre duvidando das palavras e atitudes daquele que deveria ser, antes de tudo, transparente e verdadeiro?

Se o parceiro persistir em seguir mentindo ou omitindo, repense a relação. Atente para aquele que tende a minimizar o peso das interações com outras pessoas. A traição pode não estar acontecendo, mas, se não há nada de mal no companheirismo com uma colega de trabalho, por que esconder? Quando você deixa de comentar aquele encontro casual – que um dia, por um ato falho, acabará sendo revelado – já estará suscitando a desconfiança. O ideal, sempre, é contar tudo de uma vez, com a naturalidade e a verdade que a situação merece. E quanto ao seu passado amoroso? Não há necessidade de entrar em detalhes, mas falar sobre ele, compartilhar experiências que foram importantes e que deixaram marcas agregam mais intimidade e segurança à relação. Deixar que o parceiro superestime o que um “ex” representou é alimentar uma angústia desnecessária. Se o relacionamento anterior não tiver sido superado, se não for página virada, será sempre uma sombra para o atual. Nada pior do que ter que conviver com fantasmas desconhecidos. Que tal conversar a respeito de sentimentos que ainda perturbam? É impossível manter uma relação saudável com alguém que não consegue ser honesto com os próprios sentimentos. Pior, é uma demonstração de ausência de respeito pelo parceiro. Às vezes, pode parecer difícil se expor, mas tentar até conseguir ainda é o melhor caminho.

Um dos grandes pontos de conflito, sempre ele, é o dinheiro, um dos principais motivos que levam às separações. Mentir a respeito do salário, sobre o valor daquela compra por impulso, sobre dívidas ou investimentos secretos, é discussão garantida. Um casal que pretenda ter uma relação honesta precisa aprender a conversar com franqueza a respeito das questões financeiras, sem cobranças, mas com o estabelecimento de prioridades e limites individuais. A sinceridade também vale para o sexo. A comunicação deve ser aberta, sem preconceitos a respeito de desejos e prazeres. Uma vida sexual saudável e estimulante, sem mentiras, é capaz de manter a atração sempre viva e, sabemos, contribui para a estabilidade da relação.

Quando iniciamos um relacionamento, levamos na bagagem as nossas expectativas, que nem sempre estão claras para o outro. É um tipo de omissão, às vezes inconsciente, para preservar um amor que parece promissor. É necessário entender e admitir que cada relação será diferente daquela vivida anteriormente e que as aspirações também são diversas. A comunicação e a transparência são a solução para prevenir e resolver diversos problemas. Elas deveriam ser a base de qualquer relação. Não seria melhor conhecer desde o início os verdadeiros propósitos da outra parte envolvida? Quero (ou não) casar, quero (ou não) ter filhos, quero somente uma aventura, estou (ou não) disponível para um compromisso sério? Tudo seria tão mais fácil, sem necessidade de mentiras ou omissões. Por estar baseada na clareza de objetivos e transparência, a relação sugar vem ganhando cada vez mais adeptos. Sugar babies – jovens, do sexo masculino ou feminino, atraentes, ambiciosos e determinados – alinham, desde o início do relacionamento, tudo aquilo que esperam dos seus sugar daddies ou sugar mommies – homens e mulheres maduros, poderosos e bem-sucedidos, todos em busca da estabilidade emocional e financeira que uma relação pode proporcionar. Optar pela verdade e pela clareza de sentimentos é estar comprometido com o relacionamento e com o outro.

Link vídeo dia da mentira: https://bit.ly/39rZaDW

Sobre o MeuPatrocínio: primeiro e maior site de relacionamento Sugar do Brasil, o MeuPatrocínio é a rede social mais exclusiva e elitizada do país. O estilo de vida Sugar reúne homens poderosos a mulheres jovens e atraentes para relacionamentos verdadeiros, transparentes, com acordos preestabelecidos e expectativas alinhadas. Hoje, em sua base de dados, a plataforma conta com quase três milhões de usuários. Todos submetem seus perfis e fotos à aprovação individual. Somente são aceitos maiores de 18 anos que devem aderir às condições e termos de segurança do site.

www.meupatrocinio.com

 

 

Especialista dá dicas de exercícios para fazer em casa durante a quarentena

A pandemia do novo coronavírus está mudando o dia a dia de muitas pessoas. Por conta das recomendações de isolamento social para conter a disseminação da covid-19, principalmente,  idosos e outros grupos de risco evitam sair de casa. Algumas empresas já estão liberando funcionários para home office e os infectados encaram a quarentena em solidão para não espalhar a doença. Em entrevista a imprensa a nutricionista e personal trainer Pollyanna Freire, revela que é necessário continuar fazendo exercícios livres em casa para manter o corpo saudável.

“Não caiam no sedentarismo sentados no sofá vendo filmes e séries, façam exercícios livres utilizando o peso do próprio corpo, pulem cordas, façam polichinelo, agachamento, abdominal, apoio de frente e corrida estacionada levantando bem os joelhos, para não perderem a massa muscular”, diz Pollyanna, informando que algumas academias de João Pessoa já estão disponibilizando para seus alunos aulas através de suas redes sociais para que ninguém fique parado.

“A maior consequência que eu vejo neste período de quarentena na verdade, é a questão da ansiedade, porque as pessoas estão mais ociosas em sua maioria. Elas estão sem trabalhar, sem ir para academia e sem fazer as suas atividades naturais  da rotina. E tudo isso faz com que elas comam mais e como consequência ganhem mais peso, perdendo principalmente massa muscular”, comentou a nutricionista.

“Na minha opinião, todos devem dormir e acordar nos horários habituais, não trocar o dia pela noite e não ficar o dia todo deitado no sofá consumindo alimentos, internet e Netflix”, disse. E para quem tem criança em casa, a opção são as brincadeiras e buscar mais formas de lazer ativo, como ligar o som e dançar, por exemplo.

Confira abaixo:

Agachamento

O agachamento é muito bom para melhorar a postura, fortalecer os músculos das coxas, definir os glúteos e ajudar a ter uma barriga sarada. Com certeza é um dos exercícios mais completos que existem e é fácil de fazer. Para realizar o exercício, você precisa separar os pés na largura do quadril e colocar os braços para frente, flexione os joelhos e agache, faça três séries de 20 agachamentos com 30 segundos de intervalo entre uma série e outra.

Flexão de braço

Utilizando o peso do seu próprio corpo, a flexão de braço fortalece a parte superior, garantindo um bíceps mais firme. Faça a posição de prancha como na imagem abaixo, estique e posicione os braços a uma distância levemente superior à largura dos ombros, deixe os pés juntos e o joelho encostado no chão. Desça o tronco até que o peitoral quase toque o chão e depois volte para a posição de início. Faça três séries de 20, com o tempo de pausa de 30 segundos.

Afundo

Esse exercício utiliza o peso do próprio corpo para fortalecer as pernas, braços e para secar a barriga. Ele deve ser feito em uma superfície plana e dura. Fique com as pernas posicionadas paralelamente uma da outra e levemente afastadas, coloque a mão no quadril, dê um passo para a frente com o pé direito e deixe o pé esquerdo ligeiramente para cima, dobre os dois joelhos ao mesmo tempo, mantenha a coluna ereta e o abdômen contraído como na imagem a abaixo. Faça a repetição dessa atividade umas 20 vezes em cada perna.

 

pbagora