Arnaldo Monteiro é denunciado ao PSC Nacional por assédio sexual contra professora do município de Esperança

Publicado em quinta-feira, julho 21, 2016 ·

arnaldoApós ser denunciado à polícia e à Comissão da Mulher da OAB-PB por assédio moral e sexual contra uma professora da rede municipal de ensino do município de Esperança, Brejo da Paraíba, o deputado estadual Arnaldo Monteiro (PSC) terá agora que se explicar a executiva nacional do Partido Social Cristão.

Nesta quinta-feira (21) a namorada do empresário Ônio Emmanoel Lyra, a professora Arli Oliveira, alvo do suposto assédio, ingressou com uma representação contra o parlamentar paraibano no âmbito nacional da sigla para denunciar a conduta do parlamentar, que estaria adotando uma postura nada cristã na Paraíba.

Na representação, a professora pede, além da punição ao deputado, pela acusação de assédio moral e sexual, a punição também do prefeito Anderson Monteiro (PSC), pelas práticas de injúria, calúnia, constrangimento, entre outros, além da proibição do nome do gestor de ser indicado na convenção municipal para disputar a reeleição, com base no parágrafo 5º, artigo 14 do estatuto do PSC.

Em contato com a reportagem do PB Agora, o empresário Ônio Emannuel disse ainda que logo que os trabalhos parlamentares retornarem, a professora também fará a representação contra o deputado no Conselho de Ética da Assembleia Legislativa da Paraíba, tanto por assédio moral, quanto por assédio sexual.

No início desse mês, a professora Arli Oliveira prestou depoimento à polícia sobre o caso e confirmou todas as acusações feitas pelo namorado contra o deputado esperancense. Ela apresentou conversas no bate papo do facebook com o parlamentar que, conforme o namorado da professora, beiravam a pornografia.

O delegado geral de Polícia Civil destinou uma delegada especialmente que acompanha os fatos e ainda deve chamar o deputado para depor.

Ônio também registrou um Boletim de Ocorrência pela agressão sofrida na sede do executivo municipal pelo irmão do parlamentar, que, segundo o empresário, teria incitado os funcionários a linchá-lo quando ele foi até o local para conversar sobre o assédio praticado pelo deputado Arnaldo Monteiro.

Já Arnaldo Monteiro, em nota encaminhada à imprensa, negou às acusações e deu entrada em uma ação penal de calunia, injúria, difamação contra o dono do Cartório de Registro Civil de Esperança Ônio Emmanuel Lyra.

Professora afastada

Após a denúncia, a professora se afastou das funções na Escola Municipal. Ela estaria sendo vítima de pressão psicológica por aliados do prefeito para retirar a denúncia. A docente passou por perícia médica e teve o auxílio doença, por problemas psicológicos, concedido pelo Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) concedido até o dia 31 de dezembro deste ano.

Segundo o empresário, a namorada está abalada. Chora e teme ser importunada a mando dos políticos da cidade.

CONFIRA A REPRESENTAÇÃO

AUXÍLIO DOENÇA CONCEDIDO PELO INSS


Márcia Dias

PB Agora

Comentários

Tags : , , , , , , , , ,

REDES SOCIAIS











ARTICULISTAS
Ramalho Leite
Karlos Thotta
Padre Bosco





INSTAGRAM @focandoanoticia


Focando a Notícia - CNPJ: 11.289.729/0001-46
Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio
jornalismo@focandoanoticia.com.br
(83) 99301.2627