Após pressão, gerente do BB pede desculpas aos pirpiritubenses e diz que vai retirar quixa que proibia badalada de sino

Publicado em segunda-feira, outubro 10, 2011 ·

Gerente emite carta e faz gravação pedindo desculpas pelo constrangimento e elega que vai retirar ação judicialGerente emite carta e faz gravação pedindo desculpas pelo constrangimento e elega que vai retirar ação judicial

Desde que a notícia da determinação vinda por parte da Promotoria de Pirpirituba para que o sino da Igreja Matriz da cidade diminuísse o número das tradicionais badaladas, assunto levado ao conhecimento do público em primeira mão pelo Nordeste1 , populares, autoridades políticas e religiosas e membros da imprensa se manifestaram contrários a decisão e iniciaram um movimento para que a determinação fosse revista.

Funcionários da agência do Banco do Brasil da cidade foram autores de uma ação judicial na qual alegavam que as badaladas os incomodavam.

Centenas de ligações para as rádios da região, comoção de pessoas idosas e movimentação popular foram algumas das manifestações da população, que indignada, pedia que a Promotora da cidade voltasse atrás em sua decisão.

Na missa matinal do domingo (9), o Padre Anselmo, administrador da paróquia, recebeu o apoio dos Padres Gaspar, Paulo José e Joaquim Felipe, além do Diácono Joanderson, que se fizeram presentes na celebração e ressaltaram a importância da união dos pirpiritubenses em defesa da Igreja. Os sacerdotes foram aplaudidos pelos fiéis.

Um movimento popular que já contava com o apoio da maioria da população iria até a promotoria da cidade para pedir a volta das atividades normais do sino. No entanto, ao final da celebração dominical, o gerente da agência, Adriano Gadelha procurou os sacerdotes e declarou que iria retirar a ação e pedir desculpas públicas ao povo.

Através de uma carta enviada a Paróquia, o Gerente pediu perdão pelo transtorno. Adriano Gadelha ainda fez a gravação do texto para que seja veiculado em carro de som durante o dia, na cidade.

Veja carta na íntegra:

Olá amigos da Comunidade de Pirpirituba!


Eu como Gerente do Banco do Brasil, Adriano Gadelha, dirijo-me aos reverendíssimos Padres José Anselmo, Padre Paulo e Joaquim Felipe também, com o compromisso de fazer a retirada da queixa referente ao sino da Igreja Matriz.

Peço desculpas, assim como a toda comunidade de Pirpirpituba, pelo constrangimento causado ao povo desta terra.

Sem mais, meus agradecimentos por me ter recebido na residência Paroquial.

A comunidade agora espera o cumprimento da retirada da queixa e a normalização das badaladas do sino da matriz.

Nordeste1
Focando a Notícia

Comentários

Tags :

REDES SOCIAIS













ARTICULISTAS
Ramalho Leite
Karlos Thotta
Padre Bosco







Focando a Notícia -
Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio
jornalismo@focandoanoticia.com.br
(83) 99301.2627