Após início truncado, trio do Fla brilha, mas Joel ainda quer mais

Publicado em segunda-feira, Fevereiro 20, 2012 ·

Ronaldinho Gaúcho comemora o primeiro gol do Flamengo contra o Resende (Foto: Ag. Estado)
Ronaldinho Gaúcho comemora o primeiro gol do Flamengo contra o Resende (Foto: Ag. Estado)

Na última sexta-feira, Joel Santana afirmou que a expectativa em cima da atuação do trio de ataque rubro-negro formado por Ronaldinho Gaúcho, Vagner Love e Deivid era alta em seu segundo confronto. O trio demorou para engrenar. Engessado no primeiro tempo, precisou de uma mudança tática, a entrada de Bottinelli no lugar de Luis Antônio, para desencantar. E foi no segundo tempo que os jogadores deram mostras de que podem dar muitas alegrias para os rubro-negros. Com movimentação e raça, Ronaldinho Love marcaram os dois primeiros gols da vitória de virada por 3 a 1 sobre o Resende, que sacramentou a classificação do clube para as semifinais da Taça Guanabara.

Mas, mesmo alegre com os gols e a vitória, Joel Santana ainda espera mais do seu trio.

– É claro que eles podem render muito mais. Mas é injusto cobrar esse show deles agora. A maratona é grande e não temos tempo para treinar. Ainda não fiz um trabalho tático sequer desde que eu cheguei. Aí acontece isso, resolvem no talento. Mas tenho certeza que com um pouco mais de tempo eles vão encantar a todos – afirmou o treinador.

Contra o Resende, um fator que não faltou ao trio ofensivo do Flamengo durante o jogo inteiro foi raça. Mas, na etapa inicial, a disposição mostrada pouco se transformou em perigo de gol e chances concretas. Apesar de ser o jogador com mais características de finalizador do trio, Deivid era quem mais buscava jogo fora da área. Love preferia priorizar o lado esquerdo enquanto Ronaldinho Gaúcho alternava entre ficar centralizado e abrir pela direita. Mas o time afunilava demais as jogadas, o que prejudicava o setor.

Ao constatar isso, a formação mudou. Ronaldinho percebeu que o time iria precisar de sua habilidade na hora de armar as jogadas, já que o meio-campo não tinha um apoiador de origem. Com isso, Deivid se adiantou e o camisa 10 passou a buscar mais o jogo. Em uma jogada individual, ele cruzou para Deivid, mas a bola acabou saindo alta demais impedindo o cabeceio. Em nova investida de Gaúcho, a bola sobrou para Love finalizar. Mas o chute saiu fraco. E o time seguia sem usar as pontas.

Joel Santana percebeu no intervalo que precisava mudar o meio e o posicionamento. Como a criação estava debilitada apesar do esforço do trio ofensivo, Joel sacou Luis Antônio e lançou Bottinelli. Apesar do gol Resende no início, Flamengo não acuou. O argentino deu mais mobilidade ao time deixando Ronaldinho Gaúcho mais solto e Deivid mais próximo da área. Logo nos primeiros minutos duas boas chances. Na primeira Deivid fez o pivô para Ronaldinho finalizar. O camisa 10, por sinal, foi o rubro-negro que mais finalizou com cinco chutes seguido por Love com três . Na outra, o cruzamento veio da esquerda por parte de Junior Cesar e desta vez foi Deivid quem chutou com perigo.

É claro que eles podem render muito mais. Mas é injusto cobrar esse show deles agora. A maratona é grande e não temos tempo para treinar. Ainda não fiz um trabalho tático sequer desde que eu cheguei. Aí acontece isso, resolvem no talento. Mas tenho certeza que com um pouco mais de tempo eles vão encantar a todos”
Joel Santana

Mas o auge mesmo veio em dois lances seguidos que iniciaram a construção da vitória e da classificação rubro-negra. O primeiro foi fruto indireto da entrada de Bottinelli. No primeiro tempo, todos os escanteios foram cobrados por Ronaldinho. Na etapa final, o argentino foi para a cobrança, Ronaldinho se posicionou na área e, de cabeça, empatou o jogo. Na comemoração mostrou a união e a amizade ao vibrar efusivamente em dois momentos distintos com Vagner Love.

Logo em seguida foi a vez de Love vibrar. Em disputa pelo alto no meio, Ronaldinho mostrou raça e ganhou de cabeça a bola do marcador. Léo Moura recebeu o passe e cruzou para Vagner Love se antecipar e desencantar neste seu retornou ao Flamengo. A vibração foi contagiante com Love ganhando a companhia de Ronaldinho, Deivid e da maioria do time para fazer sua dancinha diante dos torcedores empolgadíssimos.

Com dores após uma pancada, Deivid deixou o campo aos 34 do segundo tempo desfazendo o trio inicial. Negueba entrou em seu lugar alterando um pouco a formação. Ronaldinho passou a jogar definitivamente centralizado com o jovem atacante aberto pela direita. E foi desta maneira em um rápido contra-ataque que Negueba sacramentou a virada. Ele recebeu de Léo Moura, arrancou com velocidade e tocou na saída do goleiro. Nos minutos finais, foi a vez de Love sair. Mas o jogo já estava resolvido e a apoteose rubro-negra, que terá um carnaval feliz, mais do que garantida.

Globoesporte.com

Comentários

Tags :

REDES SOCIAIS













ARTICULISTAS
Ramalho Leite
Karlos Thotta
Padre Bosco





INSTAGRAM @focandoanoticia


Focando a Notícia - CNPJ: 11.289.729/0001-46
Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio
jornalismo@focandoanoticia.com.br
(83) 99301.2627