Aliados de Ricardo negam denúncia e coordenador diz que Fórum “é uma piada”

Publicado em quinta-feira, setembro 25, 2014 ·

CELIOA denúncia protocolada no Ministério Público da Paraíba (MPPB), nesta quinta-feira (25), por membros do Fórum dos Servidores Públicos, sobre suposto esquema de propinas envolvendo secretários estaduais e o irmão do governador Ricardo Coutinho (PSB), gerou reações diversas entre aliados do atual chefe do Poder Executivo.

O coordenador de campanha do PSB, o radialista Célio Alves, utilizou as mídias sociais para comentar sobre a denúncia. Segundo ele, o Fórum dos Servidores age com viés político e que seus membros não representam o funcionalismo público paraibano.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

“Esse fórum de servidores é uma piada. Nem de longe representa a grande maioria dos servidores públicos da Paraíba. Na verdade, age como um partido político, combatendo radicalmente Ricardo Coutinho, o governador que teve a coragem de cortar privilégios dos que se acham os iluminados do serviço público”, postou o coordenador.

Laura Farias negou participação no suposto esquema (Crédito: Arquivo Web)

A superintendente da Companhia Docas da Paraíba, Laura Farias, que tem o nome envolvido na denúncia, negou a participação no suposto esquema de receptação de propina. A gestora prometeu acionar a justiça para apurar os possíveis responsáveis pela publicidade do fato.

“Infelizmente estamos num momento político e factóides são criados. A denúncia é de 2011, já se passaram três anos e eu nunca fui intimada. É uma denúncia falta, que foi publicada em um site internacional de forma clandestina, não posso me posicionar a respeito”, disse.

Entenda
O Fórum dos Servidores protocolou no Ministério Público Estadual (MPPB) pedido de investigação sobre denúncia veiculada na internet, acerca da suposta distribuição de propinas a secretários do Governo do Estado.

Segundo a denúncia, durante blitz de rotina, em junho de 2011, a Polícia Civil interceptou um veículo modelo Fox, placas DYE-5922, flagrado transportando a quantia de R$ 81 mil reais, sacada em agência bancária na cidade de Recife.

De acordo com informações do site, os policiais apreenderam um papel com a orientação para a distribuição do dinheiro, que seria entregue a secretários, além de mais pessoas ligadas ao governo.

O Fórum dos Servidores Estaduais pediu ao MPPB a apuração rigorosa sobre a veracidade das acusações e punição aos responsáveis, caso seja comprovado o ato ilícito, adotará as medidas cabíveis para punir os responsáveis.

 

Ângelo Medeiros
WSCOM Online

Comentários

Tags : , , , , ,

REDES SOCIAIS




















Focando a Notícia -
Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio
jornalismo@focandoanoticia.com.br
(83) 99301.2627