A Semana da Família e o Padre Ibiapina

Publicado em domingo, agosto 12, 2018 ·

Do dia 12 a 18 de agosto, estaremos realizando a Semana Nacional da Família em nossas Paróquias. O tema: “O Evangelho da família, alegria para o mundo”. O subsídio, a Hora da Família, que já nos é familiar.

O Papa João Paulo foi grande protagonista do trabalho com as famílias, citando a famosa frase que ficou como projeto pastoral: “O futuro da humanidade passa pela família”. De fato, a juventude que aí está, se não está bem, foi encaminhada para a vida por suas famílias e por outros com quem convive.

Hoje, para a Igreja, a realidade familiar é um grande desafio, na complexa realidade em que vivemos na dinâmica de uma mudança de época. Por isso, cada Paróquia é chamada a promover atividades que colaborem com a vida de nossas famílias que sofrem inúmeros problemas e, muitas vezes, não sabem e não têm como administrá-los, entre eles o mais grave e causador de tantas consequências, o mundo das drogas.

No dia 19 de agosto, será o momento de encerramento da Semana da Família, em Santa Fé, no Santuário do Padre Ibiapina. Todas as Paróquias da Diocese de Guarabira estão convidadas a lá chegarem com seus padres e diáconos, na Matriz da Piedade, em Arara, para o acolhimento, a partir das 7 horas, pois, às 9 horas, dar-se-á início a uma caminhada até o Santuário, onde haverá uma programação até às 15h30, com a celebração da Eucaristia, antecedida pelo Show de Zé Vicente.

Será o dia 19, um momento também de retomada do processo de beatificação do Padre Ibiapina, o Apóstolo da Caridade. Como é do nosso conhecimento, esse processo teve início com Dom Marcelo Pinto Carvalheira, que foi o incentivador da ampliação das romarias a Santa Fé, juntamente com Dom Antônio Muniz Fernandes, que o sucedeu.

A Diocese de Guarabira está se empenhando cada vez mais com esta causa, inclusive dando o apoio financeiro para custear as despesas do processo, para que o Padre Ibiapina possa ser elevado à honra dos altares.

O trabalho missionário da Padre Ibiapina foi voltado para as famílias carentes do seu tempo. Por isso, o mesmo é considerado como o homem da caridade. Em períodos longos de seca, sem estradas, sem cemitérios, sem saúde, sem Igrejas, o Padre Ibiapina percorria as distâncias entre os estados de Pernambuco e Ceará, dando assistência material e espiritual e, além do mais, fazendo mediação de conflito entre famílias rivais e violentas. Não é por acaso que a “caridade estava posta no centro de sua existência. ”

No centro do nosso Santuário em Santa Fé está a Casa de Caridade restaurada por Dom Marcelo, que guarda a memória dos tempos passados onde o Padre Apóstolo da Caridade, com as beatas, acolheu inúmeras crianças que viviam na orfandade, perdendo seus pais com a fome e as doenças.

Santa Fé se tornou naqueles tempos um refúgio dos que saíam dos sertões com sede e com fome e procuravam sobreviver sob as bênçãos e proteção de Padre Ibiapina.

Ele, devoto de Nossa Senhora, entendeu, como Maria, em Caná, que o evangelho é bem anunciado, quando se consegue perceber as necessidades reais das famílias e juntá-las na busca das soluções. Como Ibiapina conseguiu fazer tantas obras? Certamente juntando o povo e fazendo muitos mutirões; provocando a solidariedade entre os pobres e famintos. Ele entendeu perfeitamente e passou para os seus assistidos que a fé não existe sem a caridade. Tiago 2,1 ss.

Pe. João Bosco Francisco do Nascimento

Comentários

Tags :

REDES SOCIAIS









INFORMA BREJO


INSTAGRAM @focandoanoticia


Focando a Notícia - CNPJ: 11.289.729/0001-46
Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio
jornalismo@focandoanoticia.com.br
(83) 99301.2627